Veja dicas de como aprender as formulinhas

Quem já  estudou Física alguma vez na vida sabe que não são poucas as fórmulas que precisamos decorar. Para as provas da escola, a tarefa é um pouco mais fácil. 

Como normalmente as provas escolares cobram um só tópico, temos que memorizar no máximo três ou quatro fórmulas por prova. Na hora do Enem e do vestibular é que a coisa aperta. Cinemática, dinâmica, estática, eletrostática, eletrodinâmica, óptica, ondulatória, hidrostática, enfim, a disciplina de Física engloba dezenas de assuntos cheios de fórmulas, fórmulas e mais fórmulas.

O que fazer? Desistir da tão sonhada vaga? Claro que não! Vamos ajudar você nessa caminhada.

4 dicas para memorizar fórmulas de física

Aqui vão 4 dicas para que a Física não seja mais um monstro assustador, cheio de fórmulas bizarras.
 

1. Não decore todas as fórmulas que encontrar pela frente

Isso mesmo! Você não leu errado. Grande parte das fórmulas de Física que aprendemos no Ensino Médio não precisam ser decoradas, contanto que você tenha entendido de fato os conceitos da matéria. Veja por exemplo as fórmulas referentes aos Lançamentos Oblíquos, tema clássico dentro da Cinemática. Em um lançamento oblíquo, há fórmulas prontas para calcular altura máxima, alcance horizontal, tempo de subida, tempo de queda, entre outras.

Todas, porém, decorrem de apenas três fórmulas: a equação horária da posição, a equação horária da velocidade, e a fórmula de Torriccelli, que são as fórmulas já utilizadas no estudo da cinemática escalar. Portanto, para saber tudo de lançamentos oblíquos, você não precisa decorar nenhuma fórmula nova. Basta entender como aplicar as fórmulas já conhecidas.
 

2. Para as fórmulas que precisa decorar, crie frases engraçadas

Algumas fórmulas precisam ser decoradas, mas a boa notícia é que decorá-las pode ser algo fácil e até divertido. Uma técnica que facilita decorar fórmulas é a associação das mesmas a algumas frases. A inicial de cada palavra da frase corresponde a uma letra da fórmula que se quer decorar. Por exemplo:

  • S = S0 + v . t: “Só sorvete” para decorar a equação do espaço no MU;
  • S = S0 + v0 . t + a . t²/2: “Sorvetão” para memorizar a equação do espaço no MUV;
  • v = v0 + a . t: “Vovô ateu” para lembrar da equação da velocidade no MUV;
  • v² = v0² + 2 . a . Δs: “Vovô e vovó mais duas asas delta” te faz lembrar da Fórmula de Torriccelli.

Simples, não? Basta olhar pra fórmula que você precisa decorar e bolar uma frase. Repita mentalmente algumas vezes e pronto! Fórmula memorizada!
 

3. Faça um memorial de fórmulas

Durante seus estudos em determinado tópico, anote em uma folha as fórmulas que forem surgindo, indicando junto a cada uma o que são as variáveis que lá aparecem. Mantenha esta folha exclusivamente para anotação de fórmulas e utilize-a sempre que for estudar aquele assunto. Assim, você já vai memorizando inconscientemente tanto a fórmula quanto seu campo de aplicação.
 

4. Entenda o que significam as fórmulas e suas letras

Esta é a parte mais importante! De que adianta decorar fórmulas se não souber utilizá-las? Como falamos no exemplo dos Lançamentos Oblíquos, com apenas as três fórmulas da Cinemática Escalar é possível deduzir facilmente todos as outras fórmulas citadas, mas para isso é preciso saber aplicar estas três fórmulas.
 

Gostou das dicas e quer ver mais parta mandar bem nos vestibulares? Cadastre-se gratuitamente no Stoodi!

Nilson