Profissional deve ter habilidade com desenho e se preparar para dia a dia agitado

 

Quem disse que para atuar no mercado da construção civil é necessário ser engenheiro? O Arquiteto, por exemplo, é um profissional responsável por projetar, organizar e coordenar desde novos empreendimentos até reformas.

Ele faz plantas e escolhe parte dos materiais usados nas obras. Se preocupa com a ventilação e iluminação do espaço a fim de deixá-lo o mais confortável possível. Tudo isso sem deixar de lado a funcionalidade e estética.

Diferente do engenheiro, o olhar do arquiteto possui um lado artístico. É por isso que o curso conta com algumas disciplinas na área das ciências humanas. Essa é uma grande motivação para os estudantes que não querem se limitar às matérias de cálculos.  

Mas atenção candidato: será necessário (e até frequente) o contato com conteúdo de exatas. Quem escolher estudar arquitetura e urbanismo precisa saber calcular a resistência dos materiais, por exemplo. Precisa estar por dentro das mais atualizadas tecnologias da construção e dominar métodos de planejamentos urbano.

A pessoa que estiver pensando em escolher essa carreira deve se preparar para um dia a dia bem puxado – o curso exige horas e horas de dedicação, principalmente na fase de produção de projetos. Isso acontece porque a rotina de trabalho desse profissional é marcada por prazos. 

O profissional dessa área conta com extenso campo de atuação. A principal escolha dos profissionais é trabalhar com design de interiores, cuidando do acabamento e disponibilidade dos móveis no imóvel. Existe, também, a possibilidade de trabalhar com a arquitetura industrial, comunicação visual, restauro de edifícios e outros.

O que está em alta no momento é a área de arquitetura verde, que desenvolve projetos comerciais e residências de forma sustentável. Consequentemente, o campo de paisagismo e ambiente também tem se destacado.

Caso você esteja na dúvida se tem o perfil desse profissional, existe apenas uma característica realmente importante: ter habilidade com desenho. Fora isso, ganha pontos quem tem jogo de cintura e iniciativa para se especializar constantemente.

Para exercer a profissão é preciso ter diploma dos 5 anos graduados com reconhecimento do MEC e possuir registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo da região. De acordo com o CAU, Conselho de Arquitetura e Urbanismo, baseado na lei 4.950-A/66 o piso salarial desse profissional é de R$ 4.728,00 para seis horas trabalhadas e R$ 6.698,00 para oito horas trabalhadas.

Confira seis faculdades de destaque na área de Arquitetura e Urbanismo, segundo o Guia do Estudante:

UFBA (Salvador)
UFPB (João Pessoa)
UEL (Londrina)
Unicamp (Campinas)
USP (São Paulo)
PUCRS (Porto Alegre)
 

Com informações do portal Guia do Estudante e do CAU

 

Laura Loyo

Jornalista, ama uma roda de samba e ficar por dentro de todas as novidades. A Laura faz parte do time de Marketing e Conteúdo, e é conhecida como a Laura do Stoodi! Ela busca ter uma vida mais ativa, ama uma conversa de bar e adora comer comida de boteco. Saiba mais sobre a Laurinha!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!