Professores Eduardo e Érico comentam a prova 

Muita gente se assustou com a quantidade de questões de Filosofia que caiu na prova de Ciências Humanas nessa edição do ENEM. Para se ter uma ideia, pelo menos 8 perguntas tinham esse foco – sem contar as questões interdisciplinares. 

A parte de Ciências Humanas do ENEM é responsável pelos conteúdos de História, Geografia, Filosofia e Sociologia

De acordo com o professor Eduardo, o que dificultou a vida do aluno foi a duração do exame. A prova foi elaborada de forma extensa, com textos longos, e dificilmente o aluno conseguiria gastar apenas 3 minutos em cada pergunta. 

“Eu considerei uma prova extremamente trabalhosa no que diz respeito à leitura e interpretação de texto”, afirma o prof. Eduardo. 

Como ele havia previsto, Escola de Frankfurt e Indústria Cultural caíram no exame. O que o surpreendeu (positivamente) foi a questão sobre a Revolução Islâmica e os textos pré-socráticos, já que eles não seguiram o padrão das edições anteriores. 

A parte de Geografia agradou muito o prof. Érico principalmente pelo formato que ela vem adotando há alguns anos. “Eu achei a prova bem conceitual. Ela deixou de ser regional e se tornou totalmente temática”, comenta. 

Outro ponto muito interessante é que ela está cada vez mais interdisciplinar. Como o professor disse, existem algumas questões que não podem ser consideradas só de Geografia, mas também de História e Sociologia, por exemplo. 

Confira a resolução das questões do ENEM: 

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!