Carlos Eduardo, de 17 anos, chegou a estudar 16 horas por dia

Se tinha uma coisa que motivava os estudos de Carlos Eduardo Santos era o seu sonho de passar em Engenharia Mecânica numa universidade pública. Depois de um ano intenso de muita dedicação, ele pode dizer que foi aprovado e hoje é o mais novo integrante da Universidade Federal de Goiás.

O jovem de 17 anos estudou sua vida inteira em escola pública, mas não deixou isso lhe atrapalhar. “A base de Matemática eu já sabia, mas foi necessário relembrar. Já as outras matérias como Física e Química, foi o Stoodi que me proporcionou”, conta ele. 

A maior alegria que ele teve foi ver sua colocação: Carlos Eduardo ficou em 1º lugar entre os aprovados de Engenharia Mecânica. “Eu fiquei em choque. Foi uma felicidade indescritível, com sensação de realização”, revela o estudante.

Isso porque sua rotina não era nada mole. “Era muito cansativa. Eu já cheguei a estudar 16 horas por dia”, assume Carlos Eduardo. 

Durante a manhã, ele ia para a escola e ficava até 12h30. Chegava em sua casa e começava a estudar depois de um breve descanso. Aproveitava o período da tarde para seguir o plano de estudos e continuava estudando por conta própria quando chegava a noite. 

No final de semana também tinha livros e exercícios, mas calma que o futuro engenheiro se divertia bastante. “Eu tinha o meu lazer e nunca fiquei preso porque sabia que aquilo não fazia bem para a minha saúde mental. No meu tempo vago eu lia livros, saía com meus primos e conversava com meus amigos”, conta ele. 

Carlos Eduardo conta que até março ele dedicava seu tempo apenas para o conteúdo. Foi só ele entrar no time de handebol que seu estudo ficou mais produtivo e proveitoso. 

“Um dos piores erros dos vestibulandos é achar que quanto mais estudo, mais você aprende. Nem sempre funciona assim, você precisa descarregar a tensão e ficar tranquilo”, afirma Cadu.


 

Carlos Eduardo conta que nunca pensou em desistir. “Se tem uma coisa que não passa na minha cabeça é a ideia de desistir. Comigo não tem tempo ruim. Eu sempre pensava positivo, sabia que eu ia conseguir”, diz encorajado. 

O estudante alcançou uma média de 716,5 no ENEM. Segundo ele, o que contribuiu muito para esse resultado foi a sua nota de redação. “A primeira redação que mandei para o Stoodi foi sobre Intolerância Religiosa. Eu tinha tirado 760. Foi ótimo porque eu fiz as modificações e consegui 960 no ENEM”, afirma animado.

A dica do recém-universitário para mandar bem no ENEM é procurar uma dinâmica de estudo legal, onde você consiga reter bastante informação e praticar. Outro ponto importante é você acompanhar o rendimento e repensar a estratégia de estudos, se for preciso. 

Carlos Eduardo deixa um recado para os alunos que estudarão em 2017: “mantenha o foco, mantenha a fé e mantenha a calma, porque tudo vem na hora certa. É cansativo ficar estudando, mas nunca desista! Porque na hora que você conquista, vale demais a pena todo o esforço”, conclui. 

Laura Loyo

Jornalista, ama uma roda de samba e ficar por dentro de todas as novidades. A Laura faz parte do time de Marketing e Conteúdo, e é conhecida como a Laura do Stoodi! Ela busca ter uma vida mais ativa, ama uma conversa de bar e adora comer comida de boteco. Saiba mais sobre a Laurinha!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!