Confira os comentários do prof. Braian

 

Nós já sugerimos filmes para quem ama História, Física e até mesmo para quem precisa de repertório na hora de escrever uma redação. Agora, chegou a vez de listar alguns filmes para quem ama Sociologia

O prof. Braian selecionou 10 títulos e comentou cada um deles, mostrando a sua relação com a disciplina.

Ficou curioso? Então confira as sugestões, veja os filmes e faça o exercício de reflexão: 

1. Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016)

O filme retrata momentos da vida de um garoto negro que mora na periferia de Miami. Ele sofre bullying na sua infância, passa por conflitos internos na adolescência e precisa lidar com a tentação do mundo das drogas e do crime. 

Comentário do prof. Braian: 

O filme aborda a desigualdade social, discriminação sexual e os problemas que passam os indivíduos da periferia dos grandes centros urbanos.

2. Ele Está de Volta (2015)

Na sátira, Adolf Hitler acorda totalmente perdido em Berlim, no ano de 2011. Ele não sabe o que aconteceu com o mundo pós 1945 e se surpreende com a Alemanha sendo governada por uma mulher. Para completar, ele é confundido com um comediante. 

Comentário do prof Braian: 

A crítica central é a postura ideológica das sociedades do século XXI. Sem conseguir enxergar a si mesma, a sociedade (e os indivíduos dela) alimentam o discurso de ódio e a intolerância.

3. Ensaio sobre a cegueira (2008)

No filme, acontece uma epidemia e as pessoas começam a ficar cegas. Aqueles que contraíram a doença são isolados e contam com alguns serviços básicos do Estado. Com o tempo, esses serviços tornam-se insuficientes e a população passa a agir de forma bruta, violenta e primitiva. 

Na história, a esposa do médico não foi afetada por essa cegueira e ainda consegue enxergar. Desta forma, ela reúne um grupo e segue em busca de reencontrar a humanidade. 

Comentário do prof Braian: 

O que seria de nós sem as normas sociais? Nossas regras e nossos valores são naturais? E se a moralidade fosse posta à prova? Enxergaríamos a sociedade como um todo ou ficaríamos cegos a ela?

4. Tropa de Elite (2007)

O filme conta como é o dia a dia de um grupo de policiais. Capitão Nascimento, do BOPE, faz parte da força especial da Polícia Militar do Rio de Janeiro e é o grande destaque da narrativa. 

Ele procura um substituto porque sua mulher está grávida e pede para que ele assuma uma posição administrativa. Em meio a tudo isso, ele treina dois recrutas e evidencia como a corrupção se configura em seu trabalho. 

Comentário do prof Braian: 

O filme mostra um pouco dos problemas que envolvem a Polícia Militar do Rio de Janeiro e seu impacto com a população.

5. V de Vingança (2005)

Na ficção científica, Evey Hammond vive em um regime opressor e totalitário na Inglaterra. Ela passa por uma situação perigosa e acaba sendo salva por um homem misterioso, conhecido como V. 

Esse homem convoca outras pessoas que não concordam com o sistema político vigente e começa uma revolução em busca de justiça e liberdade.

Comentário do prof Braian: 

Atitudes como o terrorismo são “más” ou “erradas” por si mesmas? Ou será legítimo dentro de uma sociedade alienada e dominada? 

6. Diários de motocicleta (2004)

Baseado em fatos reais, o filme aborda uma viagem pela América do Sul, em 1952, de Che Guevara e seu amigo Alberto Granado. Durante a narrativa, são retratados vários aspectos do continente, como as paisagens, vegetação e aspectos econômicos, como a desigualdade social existente entre os habitantes. 

Comentário do prof Braian: 

Além de retratar um pouco da biografia de famoso “Che” Guevara, o filme mostra os problemas sociais da América do Sul e os motivos para um engajamento político.

7. Clube da Luta (1999)

Jack é um jovem que tem uma vida cômoda, mas está cada vez mais insatisfeito com ela. Para completar, ele sofre de crise de insônia. Cansado dessa situação, ele procura por ajuda e acaba conhecendo Tyler Durden – um rapaz que alivia suas tensões em um clube de luta.

Comentário do prof Braian: 

A vida nos grandes centros urbanos é muito estressante. Resultado: ficamos doentes. Quando toda uma sociedade se torna doente, resta lutar contra aquilo que nos faz adoecer.

8. A Onda (1981 ou 2008)

O filme questiona se seria possível acontecer uma nova ditadura na Alemanha. Na história, alguns alunos topam participar de uma experiência semanal, onde um professor implanta um regime autoritário e os alunos tornam-se seus subordinados. 

De forma radical, o filme demonstra como as pessoas reagem em determinados contextos e como suas atitudes podem ganhar novas proporções – inclusive na nossa atualidade.

Comentário do prof Braian: 

Por que o nazismo deu certo? Como a sociedade pôde aceitar e louvar o nazismo? As duas versões do filme mostram como nós, agentes sociais, idolatramos as vertentes fascistas sem perceber que o estamos fazendo.

9. Carandiru (2003)

Baseado em fatos reais e no livro de Drauzio Varella, o médico resolve fazer um trabalho de prevenção à AIDS na Casa de Detenção de São Paulo, conhecida como Carandiru. 

O filme mostra a falta de assistência médica do lugar, além de retratar a violência, as instalações precárias, a superlotação, entre outros problemas. Apesar de tudo isso, os presos procuram conviver da melhor maneira possível.

Comentário do prof Braian: 

Baseado na história real do complexo penitenciário Carandiru, o filme retrata a vida dos detentos, seus dilemas, as injustiças que causam e que sofrem, culminando na atrocidade feita pela polícia dentro do presídio. 

10. Tempos Modernos (1936)

Um trabalhador de fábrica sofre uma crise nervosa por trabalhar de forma excessiva. Ele é levado para cuidar de sua saúde e, quando retorna, encontra a fábrica fechada. 

O operário acaba sendo confundido com um líder político responsável por uma greve e é preso. Quando ele consegue sua liberdade, o protagonista se envolve com uma jovem e vive diversas confusões.

Comentário do prof Braian: 

Um dos maiores clássicos do cinema para sociologia! Chaplin resume em um só filme as mais diversas contradições sociais da vida urbana moderna: alienação dos processos produtivos, exploração do trabalhador, engajamento político, problemas penitenciários, consumismo, dentre tantos outros temas sociológicos. 
 

Luiz Serpa

Jornalista, corredor, amante de futebol americano e integrante do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi. Prefere ser chamado de “Serpa” e é apaixonado por cachorros.

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!