Todo vestibulando que estuda o formato de redação do Enem sabe como é difícil fazer caber as informações necessárias dentro das 30 linhas disponíveis.

Fazer uma síntese nada mais é do que resumir uma ideia, abordando todos os pontos que conectam essa ideia em um pequeno parágrafo ou até mesmo em uma frase. Essa técnica pode ajudar muito para quem fará a redação do Enem, pelo fato de haver apenas 30 linhas para que o candidato escreva todas as suas argumentações.

Para ajudar você a aproveitar melhor esse limite de linhas, reunimos 5 dicas sobre como exercer o poder de síntese — aqui, você vai aprender alguns macetes para falar tudo o que precisa com o mínimo de palavras possível.

Veja 5 dicas que podem te ajudar nesse processo

Para sintetizar um texto, você deve ter muito claro qual é a sua ideia central, ou seja, sobre o que o texto fala. Somente depois de entender isso, você reescreve a redação, de forma que destaque apenas os pontos principais. Para colocar isso em prática, veja as dicas se separamos para você:

1. Seja objetivo

A primeira dica é: fale aquilo que você precisa sem ficar dando voltas ou sem repetir as mesmas coisas a todo momento no texto.

Para isso, é muito importante que você desenvolva algo chamado “precisão vocabular”. Ou seja, escolha a palavra certa para dizer exatamente aquilo que você gostaria.

Mas, atenção: isso não significa que você não precisará contextualizar tudo o que for dito. Na redação do Enem, é necessário comprovar todas as suas afirmações, por isso que ser objetivo é tão importante.

Por exemplo:

“O estudante pode encontrar muitos problemas durante a sua preparação para o vestibular. Às vezes, é complicado lidar com com diversas tarefas ao mesmo tempo – sejam elas da escola, sejam elas do cursinho. Por isso, a organização no estudo é um fator essencial. Ela pode ser a alternativa para fazer dar certo.”

Vamos simplificar o que foi dito acima? Poderíamos falar apenas que:

“A organização é fundamental para um bom aproveitamento dos estudos, já que a rotina do aluno é composta por várias tarefas — tanto do cursinho como sua vida pessoal.”

Percebeu como a gente disse a mesma coisa com muito menos espaço? Assim sobram várias linhas para você trazer mais argumentos para a redação, sem gastar espaço com o que não precisa.

2. Use a técnica de tópico frasal

Para o seu texto ficar ainda mais conciso, procure expressar a ideia central do parágrafo em uma única frase. Sempre que fazemos isso, conseguimos deixar o nosso período completo, com a introdução, desenvolvimento e desfecho de cada parágrafo.

Veja um exemplo de redação Stoodi: 

A desumanização dos portadores de deficiência é evidenciada também na infraestrutura das sociedades em que estão inseridos. No Brasil, por exemplo, são inúmeros os desafios impostos aos portadores de alguma deficiência física em trajetos simples, triviais para as outras pessoas. Seja pela presença de buracos e irregularidades nas calçadas, seja pela ausência de sinalização adequada, os deficientes no Brasil são reféns de cidades que não foram pensadas para eles, as quais acabam por limitar não apenas sua autonomia, mas também sua isonomia como legítimos cidadãos”.

Tudo o que foi dito no parágrafo tinha como ideia central o que está grifado. Desta forma, fica claro ver a introdução, desenvolvimento e desfecho da ideia destacada.

3. Destaque as palavras-chave

Quando mantemos as nossas palavras-chave no texto e eliminamos algumas ideias secundárias, temos grandes chances de estar no caminho certo. Desta forma, não nos esquecemos do que é realmente importante e conseguimos reduzir a nossa redação.

Pense nos resumos que você faz para estudar, por exemplo. Você pode fazer algumas anotações pontuais da aula e complementar com as informações mais importantes do seu livro.

Nesse processo, você percebe que não copiou tudo? Para fazer um bom resumo, você precisa selecionar as palavras-chave (aquelas que se referem diretamente ao tema trabalhado).

Por exemplo: 

“Já estão abertas as inscrições para o Sisu do 2º semestre de 2017. O prazo para se inscrever vai até o dia 1º de junho, próxima quinta-feira. Se você fez o ENEM 2016 e não zerou na sua redação, você pode se candidatar em até 2 vagas das 51.913 disponíveis. Ao todo, são 1.462 cursos e 63 instituições públicas de ensino participantes. 

Para conferir as vagas, você deve acessar o site oficial do Sisu (http://sisu.mec.gov.br/), elas estarão separadas por curso, instituição e município. Se você já souber certinho qual é a carreira que você vai concorrer, é só clicar no botão laranja “Fazer inscrição”. 

Você só ficará sabendo da nota de corte de cada carreira a partir do dia 30 de maio. Mas lembre-se: ela é dinâmica, depende da escolha dos outros candidatos. Então, se quiser monitorar ou, até mesmo, mudar de escolha, fique tranquilo, pois você poderá fazer isso até o 1º de junho”.

As palavras-chave são: Sisu, prazo de inscrição, número de vagas, nota de corte, consulta, site oficial. 

Se você falar um pouco sobre todas essas palavras, o seu texto ficará completo.

4. Use um verbo por oração

Nós poderíamos dizer “dê preferência para usar apenas um verbo por oração”. Além do texto ficar poluído, não soaria muito bem, não é mesmo?

Então, que tal trocar o “dê preferência para usar” por simplesmente “use”? Com esse termo, nós ganhamos espaço e destacamos a mesma ideia.

5. Procure sinônimos

Os sinônimos podem fazer toda a diferença no nosso texto. Primeiro porque existem algumas palavras menores que podem substituir expressões, e segundo porque há termos que expressam a nossa ideia de forma mais completa. 

Pesquisa determina que 30% dos alunos possuem dificuldade em matemática.
Estudo aponta que 30% dos alunos têm dificuldade em matemática. 

Muda bem pouco, né?! Mas se você fizer isso na maioria das palavras, você ganhará bastante espaço na sua redação para conseguir construir bons argumentos!

Curtiu nossas dicas? Não deixe de conferir nosso plano de estudos, com ele você fica ainda mais próximo da vaga na Universidade a pode aprender essa e outras matérias! Aproveite!

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!