Professores mostram o que você deve fazer no dia do vestibular 

Foto: reprodução/divulgação
 

Para mandar bem no vestibular é preciso unir muito estudo com um bom desempenho na hora de resolver a prova. Desta forma, vale prestar atenção não só nas últimas revisões do conteúdo, mas também nas estratégias de resolução que vamos adotar no dia do “vamos ver”. 

Você já sabe como vai resolver o Enem? Já montou uma estratégia na sua cabeça? Sabe por onde começar e qual o momento de preencher o gabarito? 

Se alguma de suas respostas foi não, fique tranquilo! Nossos professores revelaram 10 dicas específicas para deixar sua resolução ainda melhor. Confira o que fazer no dia do Enem: 
 

1. Como gerenciar o nervosismo para o vestibular? 

É muito comum alguns estudantes ficarem nervosos com o vestibular. Se isso também acontece com você, a professora Karina recomenda que você faça um exercício de respiração para controlar o seu emocional e se sentir mais seguro. 

“Se perceber a ansiedade aumentando, respire lentamente, inspirando pelo nariz e soltando pela boca. Observe o abdômen se expandir com a inspiração e ‘empurre’ o umbigo contra as costas durante a expiração, bem devagar. Alguns minutos desse exercício restituem a tranquilidade”, garante ela. 

 

2. Por qual matéria devo começar a resolver a prova? 

Essa é uma das dúvidas mais comuns dos estudantes. De acordo com o prof. Érico, o ideal é começar pelas matérias que você tem mais afinidade. 

No momento em que o fiscal anunciar o início de prova, comece sua resolução pelas disciplinas que você tem mais facilidade – cada alternativa correta que você selecionar vai te dar mais confiança e seu psicológico ficará ainda melhor. 

“Quando você chegar nas matérias que não tem tanta habilidade, já vai estar com uma cabeça um pouco diferente, com o cérebro refrescado para fazer aquelas questões com menos pânico”, explica o professor. 

3. Em que ordem devo responder?

Outro ponto muito importante da estratégia de provas é pensar a ordem de resolução das questões. “Comece pelas mais fáceis, depois faça as intermediárias e, por último, as mais difíceis. Além de ganhar tempo, isso ajuda a manter a autoconfiança”, afirma a profª. Karina. 

Ao seguir essa simples dica, você pode ter um resultado muito melhor no Enem. Isso porque o exame possui um sistema de avaliação – chamado Teoria de Resposta ao Item – que leva em consideração mais do que os erros e acertos. 

Se você errar uma série de perguntas mais fáceis e acertar várias questões mais complexas, o Enem vai entender que você não domina aquele conhecimento, que chutou e só conseguiu a pontuação por sorte. 

O resultado acaba sendo uma nota bem mais baixa, mesmo com um número grande de acertos. Por isso, é muito estratégico você responder primeiro as questões que já sabe. 


 

4. Quando devo pular uma questão?

Para saber se você deve insistir numa pergunta ou se deve pulá-la é algo muito relativo, que depende apenas das suas impressões sobre o tempo e sobre a prova. O que nossos professores recomendam é que você utilize cerca de 3 minutos para responder cada exercício. 

“Se uma questão parecer difícil ou se você perceber que vai ter que pensar muito para respondê-la, pule essa questão”, afirma o professor Daniel.


 

5. Em que momento devo escrever minha redação? 

Assim que você receber a prova, a professora Marina recomenda que você dê uma olhada na proposta de redação. De acordo com ela, esse é o momento para você entender a proposta, ler os textos motivadores e levantar algumas ideias sobre o tema. 

Porém, ela não considera necessário começar a escrever sua dissertação logo no início da prova. Você pode resolver algumas questões, encontrar referências durante o exame e deixar a produção textual para um segundo momento. 

Quando você se sentir confortável, separe de 60 a 90 minutos para escrever a sua redação – primeiro na folha de rascunho e depois na folha oficial. 

 

6. Como evitar as pegadinhas do Enem?

As pegadinhas do Enem não são em cima de erros comuns de prova. Na verdade, o exame apresenta “elementos de distração” para dificultar a interpretação dos textos. 

De acordo com o prof. Eduardo Baez, é muito comum as questões apresentarem duas respostas verdadeiras. Porém, apenas uma alternativa correta diz respeito ao que foi perguntado no enunciado. 

A dica para não cair nessa pegadinha é sempre pensar “o que a questão quer saber?”. Se for preciso, escreva o enunciado com as suas próprias palavras e vá direto ao que ele está pedindo. 


 

7. Devo fazer pausas durante a prova? 

De acordo com o professor Érico, é estratégico fazer pausas para alongar-se, para ir ao banheiro e para comer alguma coisa durante a prova. 

“Isso vai te dar uma arejada porque o cérebro tem uma capacidade de absorção. Depois de uns 50 minutos, a gente vai perdendo a concentração. Eu fiz isso no vestibular e deu certo”, afirma o professor. 

 

8. Se eu não souber a resposta é melhor chutar ou deixar em branco? 

“É sempre melhor responder a uma questão do que deixá-la em branco”, afirma o prof. Daniel. 

Porém, se você precisar chutar alguma questão, não faça isso às cegas. Leia com atenção, tente analisar a pergunta e elimine as alternativas que você tem certeza que estão erradas. Apenas depois disso, você deve tentar a sorte. 

 

9. Devo passar para o gabarito durante a resolução ou só no final?

“Passe as respostas para o gabarito com muita atenção. Se puder, comece a passar antes, a cada dez ou quinze questões resolvidas”, afirma a professora Karina. Porém, se você preferir deixar para o final, reserve entre 20 a 30 minutos para preencher o gabarito sem correria e desespero. 

Vamos supor que faltam 20 minutos para terminar a prova e você ainda não respondeu todas as questões. Nesse momento, você deve parar tudo e começar a preencher o gabarito. 

Assim que você terminar de passar as informações para o gabarito, você pode voltar e terminar as questões. 

 

10. Faltam 5 minutos para o fim da prova. O que eu devo fazer? 

A última dica vai para os alunos que ficam até o último minuto na sala de aplicação de provas. 

Se ficaram respostas em branco, esse é o momento de chutar direcionado pelo gabarito. Conte quantas respostas você já colocou por alternativa e distribua as que faltarem na alternativa menos selecionada. 

Por exemplo: 

Se você já tiver feito 40 questões e estiver com o seguinte padrão:

8 respostas A
3 respostas B
11 respostas C
6 respostas D
7 respostas E

Nesse caso, a ideia é marcar algumas alternativas B. 
 

Laura Loyo

Jornalista, ama uma roda de samba e ficar por dentro de todas as novidades. A Laura faz parte do time de Marketing e Conteúdo, e é conhecida como a Laura do Stoodi! Ela busca ter uma vida mais ativa, ama uma conversa de bar e adora comer comida de boteco. Saiba mais sobre a Laurinha!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!