Se prepare para aprender tudo sobre esse importante tema e arrasar no Enem e vestibulares

O Iluminismo é um termo abrangente, que reúne muitos pensadores, em mais de um século, mas chamado genericamente de o “século das luzes”, em referência à razão.

Ou seja, um período em que diversos filósofos procuraram estabelecer a razão (a racionalidade), acima da fé, da religiosidade e também, da tradição monárquica.

Mas, para que você saiba exatamente o que foi o Iluminismo, vamos com calma, seguindo esses tópicos:

  • O Iluminismo: resumo;
  • Síntese das ideias iluministas;
  • As características do Iluminismo: da França para o mundo;
  • Quais os principais pensadores iluministas;
  • O que foi o Iluminismo no Brasil.

Preparado? Então venha conosco saber tudo sobre o movimento Iluminista, essa escola de pensamento que tem influência sobre nossa sociedade até hoje.

O Iluminismo: resumo

Vamos começar com um breve resumo sobre Iluminismo.

Iluminismo é o nome que damos a um conjunto de obras filosóficas e pesquisas científicas, desenvolvidas na Europa a partir do século XVII (anos 1600).

Um período em que o continente vivia uma renovação cultural e científica marcante, sendo que as grandes navegações já haviam revelado quase todo o globo terrestre. Ao  mesmo tempo, inovações científicas surgiam em praticamente todas as áreas da atividade humana.

Naquele contexto, o pensamento iluminista teve seus primeiros representantes, ainda sem serem identificados como tais. Isaac Newton (1643-1727), por exemplo, é um dos grandes pensadores do período e você deve conhecê-lo como o pai da teoria da gravidade.

Ou seja, apesar de hoje pensarmos o Iluminismo como um movimento iluminista ou como uma escola filosófica, na prática, não havia um único movimento.

O que havia era um contexto social que permitia a muitas pessoas brilhantes pesquisarem, escreverem e difundirem suas descobertas e teorias.

Sociedades científicas independentes

Algo que também tem a ver com o desenvolvimento de sociedades científicas independentes, que não estavam atreladas nem a igreja, nem a fé religiosa.

Aos poucos, a ciência se libertava da obrigação de agradar a Igreja e foi isto que estabeleceu as bases para que o século XVIII (os anos 1700), virasse o século das luzes.

Durante todo este período, vários novos filósofos iluministas estabeleceram os ideais que serviriam para reordenar as sociedades modernas.

Principalmente, porque é deles a inspiração para o ideal burguês e liberal, daquelas três palavras da Revolução Francesa (1789): Igualdade, Liberdade e Fraternidade.

Concluindo e respondendo a pergunta o que foi o Iluminismo, podemos dizer que se tratava de uma forma de pensar o mundo e as sociedades humanas.

Um novo modelo, que ia contra a igreja e a monarquia absolutista, inspirando a classe burguesa a procurar alterar as estruturas sociais.

Síntese das ideias iluministas

Para que você tenha um guia rápido do que o Iluminismo defendia, podemos resumir as principais ideias da seguinte forma:

  • A ciência e o método científico como única forma de fazer progredir a humanidade;
  • A necessidade de tornar todos os homens cidadãos plenos;
  • A necessidade de permitir que os homens se expressem livremente;
  • A reformulação da sociedade, eliminando privilégios da nobreza e do clero (igreja).

Estes são apenas alguns pontos e, é claro, nem todos os filósofos pensavam exatamente da mesma forma, ou estavam preocupados com as mesmas questões.

Mas, havia um sentimento geral que se encontrava nestes ideais e que mais tarde resultaria na Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.

Esta declaração, criada durante a Revolução Francesa, se tornou um dos primeiros documentos de direitos cidadãos, inspirando as constituições de vários países pelo mundo.

E nesta parte, podemos mudar o foco para o país onde surgiu o Iluminismo, tal qual costumamos estudar o assunto nos livros didáticos.

Iluminismo: principais características

Características do Iluminismo

Quando se fala em características do Iluminismo, trata-se basicamente das características do iluminismo francês.

Ou seja, embora estivesse por toda a Europa, o Iluminismo teve um centro de difusão e, a partir deste, teve impacto maior em alguns países que em outros.

Suas características gerais eram sempre as mesmas, a partir da certeza de que a razão era superior à fé, portanto:

  • Negava a origem divina dos reis, porque não haviam provas desta origem;
  • Ignorava qualquer crença religiosa que fosse contrária à evidência científica.

Principais pensadores iluministas

Nenhuma lista dos principais filósofos iluministas será completa, porque eram muitos e mesmo que quiséssemos falar apenas dos franceses, seria impossível.

A boa notícia para quem precisa de uma lista para exames como o Enem é que os mais cobrados costumam ser apenas quatro, todos franceses:

  • Montesquieu (1689-1755): um dos primeiros a pensar o poder do Estado separado em esferas, ou como hoje conhecemos: Executivo, Legislativo e Judiciário.
  • Voltaire (1694-1778): um dos primeiros liberais modernos, o filósofo defendia as liberdades individuais acima de tudo.
  • Jean-Jacques Rousseau (1712-1778): um grande pensador humanista, que pregava a necessidade de reformar a educação, respeitando a natureza humana.
  • Denis Diderot (1713-1784): organizador da Enciclopédia (junto com d´Alembert), mas também muito conhecido por suas críticas ácidas a corte francesa.

O Iluminismo no Brasil

Iluminismo no Brasil

Assim como o Iluminismo se espalhou da França para vários lugares do mundo, também chegou ao Brasil.

Mas, o que foi o Iluminismo para nós, brasileiros? Para começar, é preciso lembrar que os ideais iluministas eram contrários à opressão e à desigualdade. Assim como eram contrários à igreja e, também, à monarquia. E o que era o Brasil no século XVIII?

Apenas uma colônia de Portugal, que sequer podia importar os livros franceses, por proibição da metrópole.

No entanto, dois fatores contribuíram para que tivéssemos acesso aos filósofos iluministas: o contrabando e os brasileiros que estudavam no exterior.

Ambos trouxeram aquelas ideias para o Brasil e, tanto aqui quanto lá, algumas revoltas se estabeleceram, entre elas:

Todas foram derrotadas pelas forças portuguesas, mas até mesmo a independência brasileira, em 1822, foi influenciada pelo Iluminismo.

Ou seja, o pensamento iluminista, de caráter burguês e liberal, ecoou muito depois do século das luzes e também, para muito longe do berço francês.

Contribuiu para criar uma nova estrutura social, com reconhecimento de direitos, constituições, separação de poderes e, claro, destituiu muitas monarquias.

Exercícios sobre Iluminismo

Vamos praticar ? Separamos 3 questões sobre o tema para você colocar em prática o que aprendeu. As respostas estarão ao final do texto.

1- UNICENTRO 2008

O espírito iluminista formou-se na Holanda, que, no século XVII, era um país com economia de mercado desenvolvida e poder político controlado por uma burguesia próspera, culta e tolerante. Esse novo espírito, que amadureceu no século XVIII e tomou o nome de Iluminismo, veio a se expandir, também, pelo norte da Europa e influenciou a América.

CÁCERES, 1996, p. 250

Os filósofos representantes do movimento iluminista contestavam

a. os defensores da propriedade privada.

b. os princípios do Socialismo Científico.

c. o conhecimento científico emergente na época.

d. as ideias direcionadas à liberdade de comércio.

e. as instituições do Antigo Regime e o Absolutismo.

2. UNEMAT 2013

O movimento filosófico denominado Iluminismo surgiu na Europa do século XVIII, baseando-se na crença absoluta da razão como forma única de o homem alcançar a tão sonhada autonomia intelectual, o progresso material, o desenvolvimento das virtudes morais, bem como o aprofundamento do conhecimento científico. Ademais, os pensadores iluministas compartilhavam a ideia de que a razão humana alçaria o homem à sublime condição de dominador absoluto da natureza.

A partir das informações contidas no texto, é possível considerar que:

a.Os pensadores iluministas acreditavam no conhecimento religioso como forma de libertar o homem do pensamento mágico-mítico, ascendendo, assim, ao conhecimento científico.

b.Os pensadores iluministas depositavam total confiança na capacidade da razão como forma de contraposição ao conhecimento advindo das concepções teocêntricas e do obscurantismo característico do senso comum.

c.A confiança depositada pelos iluministas no papel absoluto dos desejos e das vontades humanas surgia como um contraponto à ditadura imposta pela razão humana.

d.Como figura proeminente do Iluminismo, o pensador francês Immanuel Kant destacou-se como combatente do pensamento filosóficocientífico.

e.Os Iluministas desacreditavam por completo no poder da razão para conduzir o homem à liberdade e à felicidade.

3-UFU 2015

Dentre os filósofos do chamado século das luzes, que preconizavam a difusão do saber como o meio mais eficaz para se pôr fim à superstição, à ignorância, ao império da opinião e do preconceito, e que acreditavam estar dando uma contribuição enorme para o progresso do espírito humano, Rousseau, certamente, ocupa um lugar não muito cômodo.

NASCIMENTO, Milton Meira. Rousseau: da servidão à liberdade. In. WEFFORT, Francisco C. Os Clássicos da Política, Vol. 1. São Paulo: Ática, 1991, p. 189.

Sobre a filosofia política de Rousseau, é correto afirmar que

a.uma vez instaurado governo como corpo submisso à autoridade soberana, ulterior esforço de manutenção deste estado torna-se desnecessário.

b.as formas clássicas de governo aristocrático são incompatíveis com a ideia de um povo soberano.

c.apenas por um pacto legítimo os homens, após terem perdido a sua liberdade natural, podem receber, em troca, a liberdade civil.

d.a ação política/governamental é boa em si quando leva em consideração a natureza própria do ser humano, da sua índole natural.

RESPOSTAS

1- E

2- B

3- C

Quer ver mais conteúdos completos como este e se preparar para o Enem e principais vestibulares do país? Então cadastre-se gratuitamente no Stoodi e aproveite.

Luiz Serpa

Jornalista, corredor, amante de futebol americano e integrante do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi. Prefere ser chamado de “Serpa” e é apaixonado por cachorros.

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!