Está em dúvida sobre qual é a melhor opção? Calma! O Stoodi te explica.

Todos os direitos reservados.

Está pensando em ingressar na universidade e conquistar o tão sonhado diploma de curso superior, mas esbarra na dificuldade financeira? Não desista! Conheça o Prouni e o Fies e saiba qual é o melhor para o seu perfil.

Cada um dos dois programas educacionais oferece benefícios voltados para estudantes com demandas diferentes. É possível conseguir financiamentos no valor total da mensalidade ou até bolsas com descontos integrais em centenas de cursos em todo o Brasil.

Fies

O Fies — Fundo de Financiamento Estudantil — é um programa do governo federal criado para auxiliar estudantes a ingressarem em uma instituição de ensino superior. Como o próprio nome indica, o Fies concede financiamento estudantil com taxas de juros (6,5% ao ano) mais baixas que as praticadas pelo mercado. A porcentagem de subsídio pode chegar a 100% do valor da mensalidade.

Pode participar do programa estudantil qualquer estudante do Brasil cuja renda familiar per capita não ultrapasse cinco salários mínimos mensais, tenha obtido a nota mínima de 450 pontos no Enem e não tenha zerado a redação.

O Fies ganhou novas regras a partir de 2018, portanto, é preciso entender quais foram essas mudanças.

Quais as vantagens do Fies?

A grande vantagem do Fies é poder pagar mensalidades baixas durante o período de duração do curso. O estudante pagará, diretamente ao banco financiador, um valor mensal fixado em contrato, relativo aos encargos operacionais. É exigido, também, o seguro de vida durante o período de financiamento.

Depois de formado, o estudante deve iniciar o pagamento a partir do primeiro mês, desde que tenha renda. O pagamento será realizado diretamente na fonte. Caso a pessoa formada não tenha renda, o financiamento será pago em mensalidades equivalentes ao valor mínimo.

O governo federal estima que o financiamento seja liquidado em um período de 14 anos. É possível realizar o pagamento de valores maiores, para reduzir as prestações da dívida.

Quais as desvantagens do Fies?

Uma das dificuldades para se conseguir o Fies é a burocracia que envolve o processo de contratação. É preciso reunir documentos pessoais e comprovantes de renda de todos os membros da família.

Mas diante de um sonho tão grande como o de conquistar o diploma de ensino superior, a burocracia não é um empecilho que fará com que você desista, não é mesmo?

Fies para Medicina e Direito vale a pena?

Para quem não tem condições de pagar as altas mensalidades de cursos concorridos como Medicina e Direito ou que não conseguiu entrar em uma universidade pública, o Fies é uma ótima opção.

Com relativa facilidade para ingressar no mercado de trabalho após a conclusão de cursos como o de Medicina e Direito, o financiamento estudantil se torna um investimento e tanto, pois permite ao usuário concluir os estudos e só depois iniciar a quitação da dívida!

Quais são as notas de corte do Fies para Medicina e Direito?

As notas de corte para cursos como Medicina e Direito estão entre as maiores. A menor em todo o Brasil para se tornar um médico por meio do Fies, em 2017, foi de 720 pontos, em uma universidade no estado do Acre. Em São Paulo, a pontuação mínima foi 730; em Minas Gerais, 736; e no Rio de Janeiro, 741.

Já para Direito, a menor nota de corte no Brasil é do Estado de São Paulo, com 457 pontos, assim como a pontuação máxima também pertence aos paulistas — 765. O Rio de Janeiro tem a segunda menor nota, com 458 pontos.

Para quem o Fies é indicado?

Esse tipo de financiamento estudantil é indicado para estudantes que sonham em concluir o ensino superior, mas têm dificuldades financeiras para arcar com as mensalidades e os custos extras, como transporte, livros e alimentação, ao mesmo tempo.

Prouni

menina lendo prouni ou fies

O Programa Universidade para Todos — Prouni — foi criado em 2004 pelo governo federal. Por meio dele, são concedidas bolsas de estudos de 50% ou 100% aos estudantes de baixa renda de universidades privadas e que não tenham diploma de ensino superior.

Podem participar do Prouni estudantes que vieram da rede pública de ensino ou da rede particular como bolsista integral. Vale também para professores efetivos da rede pública que estejam atuando no magistério.

É necessário comprovar a renda familiar per capita de, no máximo, um salário mínimo e meio para pleitear uma bolsa integral. Já para bolsas de 50%, a renda familiar deve ser de até três salários mínimos per capita.

É preciso ter participado do Enem no ano anterior e ter obtido pontuação mínima de 450 e nota superior a zero na redação.

Quais as vantagens do Prouni?

A grande vantagem do Prouni é que as bolsas chegam a ser de 100%, e o estudante não precisa pagar nada — nem durante, nem depois do curso.

Quais as desvantagens do Prouni?

Por não ser necessário pagar, a concorrência no Prouni é maior, o que requer uma nota melhor no Enem. Tirar a nota mínima não significa que a bolsa será concedida.

Prouni para Direito e Administração vale a pena?

Sim! O Prouni vale a pena para qualquer estudante que se encaixe nas regras do programa, afinal, as bolsas são concedidas e não há pagamento por elas depois de formado. Mas fique atento! Com um benefício desses, a concorrência pode ser grande, por isso, toda dedicação aos estudos é muito válida.

Quais são as notas de corte do Prouni?

Para o curso de Medicina, a menor nota de corte para o Prouni de 2017 foi 701,32 pontos, no Estado do Paraná; enquanto a maior nota de corte no Brasil foi de 782,84 pontos, no mesmo Estado.

No curso de Direito, a pontuação mínima nacional foi de 514,6 pontos, no Paraná. A maior foi no Ceará, com 746,72 pontos.

Prouni ou Fies: qual escolher

Os dois programas estudantis oferecem vantagens e desvantagens, conforme vimos. As regras, como a renda familiar máxima, são diferentes para cada modalidade, atendendo perfis socioeconômicos distintos.

É importante ressaltar que o Prouni oferece bolsas gratuitas, enquanto o Fies é um financiamento com juros baixos e até zero, a depender da renda do estudante. Então, a escolha é pessoal. Você deve levar em consideração as regras de cada programa e seus objetivos pessoais.

Quem tem Fies pode fazer Prouni?

É possível, sim, usar o Fies para quitar o restante das bolsas de 50% do Prouni. Para isso, é preciso estar atento a algumas regras: Prouni e Fies só valem juntos para o mesmo curso na mesma instituição de ensino.

Cadastre-se gratuitamente no Stoodi e se prepare para ingressar na universidade.

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!