Veja quasi são as melhores áreas médicas para você!

A medicina é uma das profissões mais fascinantes e respeitadas em todo o mundo. Ingressar nesse curso megaconcorrido significa uma grande superação, resultado de muitas noites em claro e uma maratona de vestibulares!

Se você está interessado em seguir essa carreira, confira este post! Nele, apresentamos algumas das principais áreas da medicina e suas atribuições para que você entenda realmente em que poderá atuar. No fim, você ainda vai saber em qual especialização o médico ganha mais e por quê. Acompanhe!

Áreas da medicina e suas funções

inúmeras especialidades médicas. Cada uma delas tem um aprofundamento específico, indispensável ao cuidado da vida humana. Elas normalmente estão ligadas a um órgão (ou grupo de órgãos) e a formas de tratamento de enfermidades que o atingem.

É importante saber que algumas dessas áreas podem fazer parte do período de residência médica necessário para o aluno se formar. Outras necessitam de aprofundamento maior, o que exige uma segunda residência após o término do curso. Confira!

Anestesiologia

A referência mais conhecida são os procedimentos que envolvem a anestesia de pacientes, como cirurgias ou exames mais invasivos. Entretanto, esse especialista intervém também em casos de dor intensa, monitoramento de sinais vitais e ressuscitação.

Cancerologia (oncologia)

Especialidade muito abrangente e em constante transformação, atua na identificação e na prevenção do desenvolvimento de células cancerígenas, bem como no tratamento de tumores malignos. Estuda, então, como esses corpos se desenvolvem no organismo e qual a melhor forma de extingui-los.

Cardiologia

plano de estudos

O foco da cardiologia é, especificamente, o coração. Por isso, o profissional precisa conhecer uma série de testes e exames que verificam o bom funcionamento desse órgão, a fim de identificar possíveis disfunções ou doenças.

Cirurgia geral

Essa especialidade abrange todas as áreas cirúrgicas. O cirurgião geral trabalha, ainda, em conjunto com as demais áreas médicas. Alguns tipos de cirurgia demandam especialização própria, como mão e pescoço, cardíaca, neurocirurgia e outras.

Clínica médica (medicina interna)

Faz o diagnóstico e propõe o tratamento de doenças para pacientes adultos. Envolve todas as áreas não cirúrgicas e se subdivide em outras especialidades.

Cirurgia plástica

Área muito procurada por pacientes em busca de procedimentos estéticos. Sua principal função, porém, é a correção de deformidades decorrentes de lesões e malformações. A ideia é que os pacientes tenham melhoria na qualidade de vida e, não menos importante, na autoestima.

Coloproctologia

Diagnostica e trata de doenças do intestino grosso (cólon), do reto e do ânus. Entre as mais comuns estão os tumores, as disfunções, as hemorroidas, os pólipos, as doenças venéreas, a incontinência anal e as diarreias crônicas.

O médico responsável é chamado de coloproctologista, proctologista ou cirurgião colorretal. Um dos exames usados nesses diagnósticos é a colonoscopia, conduzido pelo colonoscopista ou pelo próprio médico especialista.

Dermatologia

Destina-se ao estudo e ao tratamento das enfermidades da pele e seus anexos (cabelos, glândulas, pelos, mucosas e unhas). Os médicos especialistas podem aderir a quatro diferentes áreas: clínica, cirúrgica, estética e laboratorial.

Endocrinologia

Estuda as funções e as doenças relacionadas às glândulas endócrinas (adrenal, hipófise, pâncreas, tireoide e afins) e ao metabolismo, bem como aos hormônios e ao crescimento. Normalmente, é uma especialidade ambulatorial e preventiva, mas eventualmente pode incluir acompanhamento hospitalar em caso de descompensação clínica.

Gastroenterologia

Ocupa-se das doenças e das disfunções do aparelho digestivo, por meio do estudo, do diagnóstico, do tratamento e da prevenção. Os órgãos assistidos são a boca, o cólon, o esôfago, o estômago, o fígado, o íleo, os intestinos grosso e delgado, o pâncreas e a vesícula biliar.

Genética médica

Estuda e observa distúrbios genéticos para tratamento e controle de problemas hereditários. Além disso, promove o aconselhamento genético por meio do diálogo com toda a família.

Geriatria

Dedica-se a acompanhar a saúde dos idosos. Ela é importante para articular o tratamento em conjunto com outras especialidades médicas.

Ginecologia e obstetrícia

Faz uma abordagem integral da mulher. Previne e trata doenças sexuais infecciosas, acompanha a gestação, observa alterações hormonais e aspectos reprodutivos. Os ginecologistas também podem ser obstetras, mas estes se especializam na fase gestacional, no parto e no pós-parto: cuidam do desenvolvimento do feto e observam aspectos fisiológicos e possíveis doenças.

Hematologia

Estuda e trata doenças do sangue, da medula óssea, dos linfonodos e do baço (os chamados órgãos hematopoiéticos). O hematologista investiga e identifica, por meio de exames específicos, possíveis desequilíbrios nos componentes do sangue para, então, indicar tratamentos.

Mastologia

Estuda as glândulas mamárias para diagnosticar, prevenir e tratar doenças das mamas. Por isso, o mastologista, que já tem formação em saúde da mulher, concentra-se na avaliação e nos procedimentos cirúrgicos mamários. Os problemas observados pela mastologia envolvem tanto o fator estético quanto doenças graves como o câncer de mama.

Medicina de emergência

Os médicos dessa área atuam em atendimentos de emergência, como acidentes, traumas ou casos em que o paciente precisa ser estabilizado rapidamente. Eles agem principalmente em pronto atendimento e serviços pré-hospitalares.

Medicina legal ou medicina forense

Essa área serve aos interesses da Justiça. Colabora com a investigação de casos de homicídio e mortes em geral, lesões corporais, violência sexual, uso de entorpecentes e perícias a fim de que as leis sejam aplicadas de maneira correta.

Neurologia

Trata do sistema nervoso (cérebro, cerebelo, medula espinhal, nervos e tronco encefálico) e da junção neuromuscular (relação entre nervos e músculos). As enfermidades observadas são várias: Acidentes Vasculares Cerebrais (AVCs), esclerose múltipla, mal de Alzheimer, mal de Parkinson, convulsões e desmaios, neuropatias diabéticas, tumores e similares.

Oftalmologia

Observa distúrbios e doenças envolvendo os olhos e toda a estrutura ocular. Trata de doenças como astigmatismo, miopia, hipertensão ocular, hipermetropia, descolamento de retina e afins.

Ortopedia

Sua função é tratar doenças e traumas em tecidos ósseos e musculares, como deformidades nos ossos, fraturas, problemas de crescimento, bem como inflamação de tendões e músculos. Isso inclui desde o tratamento emergencial até o diagnóstico e a prevenção de problemas que ocasionam dor, desconforto e dificuldade de locomoção.

Pediatria

Dedica-se à observação do desenvolvimento infantil e ao tratamento de doenças nas crianças. Também pode articular o diagnóstico com outras especialidades.

Psiquiatria

Trata de doenças emocionais, como depressão, ansiedade, síndrome do pânico, insônia, alucinações e distúrbios comportamentais. Em alguns casos, é necessário ministrar medicamentos. Normalmente, a psiquiatria trabalha em conjunto com a psicologia.

Urologia

Atua em problemas relacionados ao trato urinário de homens e mulheres. Também cuida do aparelho reprodutor masculino. É uma especialização longa que pode habilitar o médico tanto na área clínica quanto na cirúrgica. O urologista acompanha órgãos como adrenais, bexiga, epidídimos, pênis, próstata, rins, testículos, ureteres e uretra.

Qual área da medicina ganha mais

A grande vantagem financeira dessa carreira é que todas as áreas da medicina oferecem bons salários. Já há vários anos, porém, os cirurgiões plásticos estão no topo do ranking com os melhores salários da medicina brasileira. Um dos principais motivos é que mercado de beleza e estética cresce no país a passos largos, o que tem incentivado inovações no setor.

Além disso, ter pós-graduação em medicina (sobretudo mestrado e doutorado) e falar fluentemente outros idiomas influencia não somente os rendimentos na cirurgia plástica, mas também outras áreas.

Veja o ranking com os 10 maiores salários da medicina:

1o – Cirurgião plástico: R$ 18.564

2o – Cirurgião: R$ 15.975

3o – Ortopedista: R$ 14.353

4o – Médico auditor sênior: R$ 9.909

5o – Anestesista: R$ 9.849

6o – Dermatologista: R$ 9.058

7o – Hematologista: R$ 9.025

8o – Mastologista: R$ 8.999

9o – Cancerologista (Oncologista): R$ 8.912

10o – Colonoscopista: R$ 8.820

Você ainda não sabe qual profissão seguir, mas ficou tentado pela graduação em medicina? Então comece a estudar muito desde já! E antes mesmo de ingressar no curso, passe a observar quais são as áreas que mais lhe atraem e o que você precisa fazer para se destacar. Antecipe-se e comece agora a trilhar o caminho do sucesso!

Por falar em planejamento, cadastre-se gratuitamente no Stoodi para ter acesso a conteúdos de qualidade e videoaulas que vão ajudá-lo a fazer bonito no Enem e nos vestibulares.

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!