Entenda sobre o ciclo da água com o Stoodi!

Você certamente já estudou sobre o ciclo da água, não é mesmo? Aquele processo natural pelo qual a água circula no meio ambiente, vindo para a Terra como chuva, fazendo parte dos mares e rios, evaporando e voltando ao céu. É provável até que já tenha visto uma maquete do ciclo da água em alguma feira de ciências.

Então, está na hora de relembrar e aprofundar mais detalhes sobre o tema, até porque é um dos assuntos da biologia mais recorrentes no Enem e nas provas de vestibular. Então, vamos lá!

Está preparado para entender tudo sobre o ciclo da água? Confira os tópicos especiais que o Stoodi preparou sobre o assunto para garantir aquela questão de Ciências da Natureza no Enem.

O que é o ciclo da água?

Quando nós pensamos em ciclo, logo lembramos de movimento ou algo que acontece de forma constante e que pode se transformar de alguma maneira. O desenho do ciclo da água na natureza é exatamente isso, é o movimento da água pelo ambiente de forma constante.

Mas quanto à parte do “transforma de alguma maneira”? Então, para entendermos como ocorre o ciclo da água na natureza, temos que focar na mudança nos estados físicos da água. Ele só acontece porque existe essa transformação constante.

Na natureza, a água pode ser encontrada basicamente em três formas: sólida, líquida e gasosa. Porém, no ciclo da água, podemos observar que ela consegue passar do estado líquido para o gasoso e do gasoso para o líquido, ou seja, ela tem a capacidade de se alterar de diferentes formas, com uma ajuda do meio ambiente.

O ciclo biogeoquímico da água pode ser dividido em duas partes:

  • o ciclo curto da água;
  • o ciclo longo da água.

Vejamos como esses processos acontecem!

O ciclo curto da água

Como tudo na biologia, percebemos que o mais simples sempre vem primeiro. Quando vemos como funciona o ciclo da água, percebemos que não é diferente. Assim, temos que o ciclo curto da água acontece de forma direta e mais simples.

Ele é o que ocorre pela longa evaporação da água que vem dos mares, rios, lagos e oceanos. Essa água evaporada vai para as nuvens, onde se condensa e volta para superfície da Terra, em forma de chuva ou até mesmo como neve.

O ciclo longo da água

Já o ciclo longo da água é um pouco mais complexo do que o curto e depende de outros fatores para acontecer.

A água usada no ciclo longo vem de outras formas para o ambiente. Podemos observá-la, por exemplo:

  • na transpiração dos animais;
  • na água presente nas raízes das plantas;
  • na própria transpiração das plantas;
  • até mesmo na água encontrada em urina e fezes dos seres vivos.

Toda essa água evapora ou transpira e é devolvida para a atmosfera.

Ciclo da água na natureza

De modo geral, o ciclo da água na natureza ocorre pela junção de ambos: o ciclo curto e o longo. Isso torna a água um elemento natural renovável, justamente por estar em constante movimento.

Para entender melhor o ciclo da água na natureza, vamos ver que ele pode ser dividido em etapas, tendo início na evaporação e na transpiração de animais e plantas.

O meio do processo acontece nas nuvens, que realizam a condensação da água e, em seguida, temos chuva. Ou seja: é a água sendo devolvida ao meio ambiente. Assim, vemos reiniciar o ciclo!

O esquema das alterações de estado físico da água durante o processo é o seguinte:

  • no início — líquido: a água está presente na transpiração dos seres vivos, além dos rios, lagos, oceanos etc.
  • no meio — gasoso: essa água evapora e se acumula, para depois se condensar nas nuvens;
  • no final — líquido: acontece a precipitação da água que volta para Terra em forma de chuva, reiniciando o ciclo.

Etapas do ciclo da água

aquífero ciclo da água

Podemos observar com mais cuidado as etapas do ciclo da água descritas acima e perceber alguns detalhes dela. Acompanhe!

Primeira etapa do ciclo da água

Na primeira etapa do ciclo, ocorre o processo de evaporação das águas dos rios, lagos e oceanos em direção à atmosfera, ou seja, no caminho das nuvens.

Esse processo ocorre porque a água é capaz de evaporar, passando do líquido para o gasoso, quando há um aumento de temperatura. No meio ambiente, essa variação de temperatura acontece por causa das oscilações no clima.

Segunda etapa do ciclo da água

Nessa etapa, observamos que, ao chegar nas nuvens, o vapor de água se esfria, ficando acumulado na atmosfera. Nesse momento, ocorre outro processo chamado de condensação. Ele é que transforma o vapor de água em pequenas gotículas que vão, em seguida, formar as chuvas.

Terceira etapa do ciclo da água

Assim, quando existe uma grande quantidade de gotículas acumuladas nas nuvens, ocorre a chamada precipitação. Ela se inicia quando as nuvens ficam muito pesadas, por causa da quantidade de água presente, e começam a fazer com que chova para eliminar essa água, devolvendo-a para o solo.

A água da chuva cai no ambiente terrestre e, graças ao processo de infiltração na terra, é devolvida para os lençóis freáticos. As plantas aproveitam para absorver essa água infiltrada e, claro, elas a devolvem para atmosfera por meio da transpiração.

Qual é a importância do ciclo da água?

Não é de hoje que se fala sobre a importância da água no nosso dia a dia e do quanto é preciso utilizá-la de forma consciente. Precisamos dela para o dia a dia, como lavar louça, tomar banho, mas também para o meio ambiente.

Tudo o que é consumido pela sociedade precisou da água para ser feito de alguma forma. Sem água não somos nada!

Essa atividade do ciclo da água serve para mantê-la presente nas nossas vidas de forma constante e renovável para que o nosso planeta permaneça vivo para sempre. Ainda que a água seja um recurso renovável, ela é limitada.

A Terra é conhecida como “Planeta Azul”, já que a água ocupa cerca de 70% da superfície do planeta. Acontece que, aproximadamente, 97% dessa água é salgada e, portanto, não serve para consumo. Existe menos de 3% de água doce, sendo 2,5% dela em geleiras.

Então, até agora, temos 0,5% da água do planeta disponível, certo? Errado. A maior parte dessa pequena porção de água potável está presa em aquíferos subterrâneos aos quais não se tem acesso. No fim das contas, o ciclo da água envolve apenas cerca de 0,04% do recurso disponível na Terra.

Influência da urbanização no ciclo da água

A influência da urbanização no ciclo da água é forte e pode ser bastante prejudicial. Ela é responsável por reduzir a infiltração da água no solo, aumentando o seu escoamento superficial, ou seja, provocando enchentes, prejudicando o meio ambiente. Além disso, ela ainda aumenta as chances de redução da evapotranspiração que dá início ao ciclo da água.

Por isso, fazer uso racional da água, sem desperdícios, é uma alternativa inteligente para evitar maiores e mais frequentes episódios de escassez, como o que acontece historicamente na região Nordeste e o que assolou São Paulo em 2016. Por isso, o assunto faz parte das inúmeras discussões mundiais sobre sustentabilidade.

Exercícios sobre o ciclo da água

Agora que você já leu este resumo sobre o ciclo da água, que tal exercitar seus conhecimentos no Stoodi? Na dúvida, assista a uma videoaula sobre o tema e domine ainda mais a biologia!

Você já sabe qual a importância do ciclo da água para a manutenção da vida de todos os seres desse mundo. Além disso, lembre-se de economizar água e conscientizar as pessoas à sua volta sobre isso.

Aproveite para acompanhar o blog do Stoodi e conhecer os principais artigos do site para ajudar nos seus estudos!

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!