Entenda mais sobre o curso de Engenharia de Minas com o Stoodi!

Você já considerou escolher o curso de engenharia de minas? Essa escolha pode ser muito interessante e desafiadora, uma vez que ele alia o desenvolvimento à sustentabilidade — e essa tem sido uma preocupação recorrente da sociedade. Por isso, a profissão se tornou uma das mais promissoras nos últimos tempos. 

Como faltam profissionais qualificados no setor, os salários para quem se especializa nessa área são altos . Isso porque, com o mercado aquecido pelo preço do ouro, do cobre e do ferro (minérios conhecidos como commodities), o ramo da mineração continua em busca de engenheiros.

Esse profissional pode atuar em pesquisa, para promover o aproveitamento mais consciente dos recursos minerais, bem como trabalhar em empresas de pequeno, médio e grande portes, da lavra à expedição. Se você quer saber mais sobre o caminho a ser percorrido nessa carreira, está no lugar certo!

Neste post, você vai entender melhor como é o curso de engenharia de minas e o que faz o especialista dessa área. Ficou interessado? Veja, a seguir, como essa profissão é importante. Boa leitura!

 

O curso de engenharia de minas

Essa graduação tem, em média, cinco anos de duração. Quem gosta de exatas, tem mais chances de se dar bem: no início do curso, a formação têm ênfase em disciplinas como matemática, química e física. Depois, o aluno passa a aprender sobre os conhecimentos específicos da área. Isso inclui estudos sobre:

  • geologia;
  • mineralogia;
  • topografia;
  • legislação ambiental;
  • tratamento de minérios.

 

Além disso, o estudante tem a oportunidade de praticar os conhecimentos obtidos nas atividades realizadas em laboratório. Para concluir o curso, é necessário fazer e apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e um estágio supervisionado em engenharia de minas, que seja relacionado com as disciplinas estudadas.

Nota de corte para engenharia de minas

A média das notas de corte foi de 699,50 pontos. A maior delas atingiu os 798 pontos, enquanto a menor foi de 647 pontos. Veja, a seguir, as pontuações de corte no Sistema de Seleção Unificada (SISU) — disponível para quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) — para as principais universidades públicas do país que oferecem o curso:

  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT): 647;
  • Universidade Federal do Ceará (UFC): 649;
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG): 660;
  • Universidade Federal de Goiás (UFG): 661;
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA): 695;
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS): 701;
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG, João Monlevade): 718;
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG, Belo Horizonte): 729;
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP): 737;
  • Universidade de São Paulo (USP): 798.

Grade curricular de engenharia de minas

engenheiro engenheiro de minas

A grade curricular do curso, além das disciplinas do ciclo básico de engenharia, inclui:

  • Topografia;
  • Engenharia Ambiental;
  • Mecânica Racional;
  • Geologia Estrutural;
  • Prospecção Geofísica;
  • Geologia Econômica;
  • Mecânica dos Sólidos;
  • Pesquisa Mineral;
  • Sistemas Fluído-Dinâmicos;
  • Caracterização Tecnológica dos Minérios,
  • Mecânica das Rochas;
  • Operações Mineiras;
  • Desenvolvimento Mineiro;
  • Estabilidade de Escavações Subterrâneas;
  • Condicionamento de Minas;
  • Lavra de Mina a Céu Aberto e Subterrânea.

Especialização em engenharia de minas

Para que você seja um profissional ainda mais qualificado e tenha mais chances no mercado de trabalho, é interessante continuar os estudos na área após a graduação. Confira algumas opções de especialização em universidades públicas a seguir.

UFMG

Tem especializações, mestrado e doutorado. Na especialização, há o curso de Especialização em Engenharia de Recursos Minerais, que permite pesquisar lavra de mina, processamento mineral ou meio ambiente na mineração. Já o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica, Materiais e de Minas (PPGEM) tem áreas de concentração em tecnologia mineral relacionadas às linhas de pesquisa de Hidrometalurgia e Tratamento de Minérios.

USP

Na USP, as áreas de pesquisa são relacionadas a:

  • engenharia ambiental;
  • higiene e segurança aplicadas à mineração;
  • lavra de minas;
  • pesquisa e economia mineral;
  • tratamento de minérios e resíduos industriais;
  • petróleo e gás.

UFOP

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mineral da UFOP tem duas áreas de concentração para mestrado e doutorado: Lavra de Minas e Tratamento de Minérios.

 

O que faz o engenheiro de minas

O engenheiro de minas trabalha em diversos ramos, como na prospecção (a busca de jazidas), na lavra (a extração de minérios) e no beneficiamento (o processamento, a separação e a concentração do que foi extraído). Outra tarefa do profissional é estimar o tamanho de reservas, bem como a qualidade do minério obtido. Além disso, ele:

  • estuda a viabilidade técnica e econômica da exploração;
  • elabora e executa projetos;
  • escolhe equipamentos, recursos humanos e materiais necessários;
  • avalia impactos ambientais;
  • lida com tecnologia de última geração;
  • atua na reciclagem do que é descartável.

Se você quer ser esse profissional, lembre-se de que é necessário se preocupar com a redução do impacto ambiental em cada exploração realizada. Além de ajudar a evitar os problemas ecológicos, essa é uma exigência da legislação ambiental.

Locais de trabalho

O mercado de trabalho para o engenheiro de minas está bem aquecido. Como o Brasil tem grande potencial na área, uma vez que apresenta vários tipos de solo e é um dos maiores exportadores de minério de ferro, as mineradoras estão em busca de pessoal qualificado. O profissional formado pode, ainda, trabalhar em:

  • fabricantes de software do setor mineral;
  • pedreiras;
  • empreiteiras de grandes obras (como usinas hidrelétricas e estradas);
  • empresas de demolição.;
  • indústrias de petróleo, cimento, carvão e fertilizantes.

Salário

O engenheiro de minas pode ter salários entre R$ 5 mil e R$ 50 mil, a depender da área de atuação e de possíveis especializações. A remuneração média no Brasil é de, aproximadamente, R$ 8 mil. Como faltam profissionais qualificados no mercado, os estudantes podem vislumbrar ótimas opções para o futuro.

O curso de engenharia de minas é ideal para quem se importa com o meio ambiente e a sustentabilidade. Além disso, é importante que o interessado tenha habilidades nas áreas de exatas e geografia. Várias universidades públicas brasileiras oferecem o curso: com a dose certa de estudo, é possível frequentar uma das principais faculdades do país.

Quer fazer que seu sonho se torne realidade? Acesse a lista de exercícios do Stoodi e veja como testar seus conhecimentos e aprimorar seus estudos.

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!