Descubra o que são nômades digitais e em como você pode ser um deles!

Com a tecnologia avançada e o fácil acesso à internet, cada vez mais pessoas vêm abraçando o trabalho online. Ao mesmo tempo, muita gente também aproveita a paixão por viagens e alia esse desejo aos seus projetos profissionais.

O resultado disso são os nômades digitais, ou seja, aqueles profissionais que trabalham de qualquer lugar, desde que tenham o material – geralmente, um laptop – e uma conexão à internet.

Vale dizer que esse estilo de vida não é restrito somente para programadores, jornalistas e designers – profissões mais afins à web. Você também pode ser um arquiteto, advogado, cozinheiro ou ilustrador e dar cursos, mentorias e escrever livros.

As possibilidades do nomadismo digital são praticamente infinitas e podem levá-lo a abraçar uma nova carreira!

Neste texto, vamos mostrar dicas para você se tornar um legítimo nômade digital. Vamos em frente?

Escolha um trabalho remoto

Caso você trabalhe em uma empresa tradicional, pode combinar com seu chefe para fazer parte das atividades de forma remota.

Que tal sugerir, por exemplo, de não ir ao escritório na segunda ou na terça e realizar as tarefas de casa ou de um café? Caso isso não seja possível, não tem problema. Você pode começar a fazer trabalhos freelancers nas suas horas vagas.

Nesse sentido, é interessante entender suas habilidades para começar a fazer um trabalho que tenha mercado.

O que você faz e as pessoas estão dispostas a pagar? Você é bom em escrever textos? É hábil em coaching? Ou então é um exímio eletricista? Você pode, respectivamente, monetizar por meio da geração de conteúdo, da ajuda a pessoas que estão perdidas na carreira ou do ensino de serviços elétricos básicos.

O mais importante é que você comece.

Sempre tem um amigo ou alguém da família que precisa das habilidades que você possui. Você pode começar cobrando um valor mais baixo e, assim, construir um portfólio. Com o tempo, vai conquistando mais clientes e estabelecendo uma base sólida de pessoas que consomem seus produtos e serviços.

Faça uma pesquisa minuciosa

Abraçar o nomadismo digital é certamente uma decisão muito séria. Por isso, é preciso que você esteja muito certo de que é isso que quer mesmo.

Um dos passos mais importantes é realizar uma minuciosa pesquisa. Afinal, você nunca pode entrar nessa de maneira despreparada. Adote o hábito de se informar em relação a tudo que você poderá viver.

Tomando essa precaução, você diminuirá o número de surpresas que terá pela frente de forma radical. A pesquisa será essencial, por exemplo, para descobrir o estilo de vida que você quer adotar enquanto nômade.

Algumas pessoas preferem viajar apenas pelo seu próprio país. Já outras gostam de viver experiências internacionais. Uns têm espírito mais aventureiro e ficam poucos dias em um determinado lugar. Tem gente que prefere ficar alguns meses ou até 1 ou 2 anos. Você entendeu, né?

Naturalmente, todas as opções contam com as respectivas vantagens e desvantagens. O mais importante é que você descubra aquilo que funciona e combina com suas ideias e valores.

Se você ama praia e sol, provavelmente será infeliz se pegar o inverno da Suíça, não é mesmo? Portanto, leia tudo o que puder, faça anotações e organize seus desejos.

Nesse sentido, é essencial que você vislumbre todos os cenários, incluindo os pessimistas. Você pode, por exemplo, passar dificuldades com a internet, com a falta de dinheiro e pode até mesmo ter algum problema de saúde.

O trabalho de um nômade digital é como qualquer outro, com dias legais e outros nem tanto. O diferencial é que há uma dose de emoção por conta das constantes mudanças de locais e culturas.

Nos momentos iniciais, entenda tudo a respeito dessa carreira. Também não deixe de conversar com outros nômades mais experientes para entender seus principais erros e acertos. Isso será crucial e com certeza facilitará a sua empreitada.

Se relacione com as pessoas

A partir do momento que você determinar que se tornará um nômade digital, será essencial mostrar ao mundo o que você faz. Muita gente comete o erro de não divulgar sua arte e, assim, quase ninguém fica sabendo sobre o trabalho em que é hábil.

Às vezes isso acontece por vergonha ou receio do julgamento alheio. Definitivamente, as pessoas não estão interessadas em você. O foco é nelas próprias: em pagar as contas, em conquistar mais dinheiro ou garantir a próxima viagem.

Portanto, se posicione em um contexto de estabelecer poderosas conexões. Para se tornar um nômade digital, é crucial que você tenha um ótimo networking.

Lembre-se de que pessoas conhecem pessoas, que por sua vez confiam em pessoas e conversam com outras pessoas. Ou seja, a base de qualquer negócio nada mais é do que relacionamento.

Para que você trabalhe para otimizar suas relações, siga essas dicas:

  • mantenha-se atualizado;
  • seja rápido e eficiente na resposta a atuais e futuros clientes;
  • peça referências de quando não estiver certo de que seu trabalho não esteja alinhado à estratégia do cliente;
  • não tenha receio do boca a boca e valorize qualquer contato, sabendo que ele pode render frutos.

Defina metas e crie um planejamento

notebook nômades digitas

Se você não sabe aonde quer chegar, qualquer lugar serve, não é verdade?

Dessa forma, é essencial que você pense em seus objetivos e defina metas para se estabelecer como um nômade digital.

Também é imprescindível que faça um planejamento e o coloque em prática. É preciso ter em mente que esse é um mundo com muitas imprevisibilidades.

Por isso, é primordial esclarecer o que você quer de fato. Isso será muito importante, principalmente, em meio aos percalços que surgirão no caminho – como um dinheiro que demora a cair na conta, uma internet lenta e até mesmo um problema de saúde.

É preciso saber, por exemplo, exatamente onde você pretende ir, quando tempo ficará e o que fará.

Além disso, também é indispensável saber como se sustentará. Vai que seus clientes furam e você perde a renda que tinha com eles?

A recomendação é que você tenha uma reserva para viver por 6 a 12 meses. Isso dará a tranquilidade que você precisa para trabalhar e entregar serviços de excelência.

Lembre-se de que, infelizmente, nem sempre as coisas acontecem como gostaríamos. Assim, é preciso estar precavido em relação a absolutamente tudo que for possível.

Invista em diferentes tecnologias

A tecnologia está diretamente atrelada à vida do nômade digital, não é verdade? Nesse contexto, é essencial que você explore os recursos e as ferramentas online. Abaixo, damos algumas dicas que podem ser essenciais para a sua empreitada de trabalhos a distância:

  • Slack: plataforma colaborativa de troca de mensagens;
  • Zoom: uma espécie de Skype, é excelente para fazer vídeo-chamadas;
  • Whatsapp: essa com certeza você conhece, né? Com a ferramenta, você pode fechar excelentes negócios e divulgar seus projetos;
  • Trello: é ótimo para gerir projetos e dividir tarefas entre equipes;
  • Todoist: excelente para ajudar nas suas listas de atividades;
  • Google Drive: para armazenar e organizar arquivos na nuvem com segurança;
  • Doodle: alinhar a disponibilidade de agenda das pessoas;
  • Youcanbookme: mesma ideia do Doodle, ou seja, as pessoas podem marcar reuniões de acordo com as respectivas disponibilidades;
  • G Suite: criar e compartilhar apresentações, planilhas, documentos etc;
  • Coogle: para criar mindmaps de maneira colaborativa;
  • Speed Test: verificar a velocidade da internet (o que é essencial para qualquer nômade digital);
  • Skyscanner: site de comparação de voos, hospedagem etc;
  • Melhores destinos: para acompanhar promoções de voos;
  • Uber: para se deslocar nos destinos de forma mais baratas;
  • Airbnb: uma opção mais barata de hospedagem;
  • Booking: boa alternativa para se hospedar em hotéis, pousadas e hostels;
  • Couchsurfing: você pode se hospedar gratuitamente na casa de pessoas que têm o hábitos de receber gente como o nômade digital;
  • Tripadvisor: pesquisas sobre atrações locais;
  • Google Translator: essencial para ser usado em países onde você não domina o idioma.

Comece a fazer serviços freelancer

Uma ótima e segura forma de dar os primeiros passos como nômade digital é se tornando um freelancer.

Você nem precisa sair do emprego tradicional para colocar isso em prática. Hoje em dias, existem diversas plataformas – como a Rock Content – que oferecem inúmeras possibilidades para você conquistar trabalhos e já começar a atuar de forma remota. Isso é ótimo, né?

Caso você tenha habilidades de escrita, por exemplo, a produção de conteúdo pode ser um excelente campo para você concentrar seus esforços.

É possível escrever textos, gerir mídias sociais e vender fotos. Há muito campo para todos esses mercados e para fazer parte só depende de você. Afinal, será preciso ter dedicação e comprometimento, mas é algo que está longe de ser um bicho de sete cabeças. Basta buscar a plataforma que mais se identifica para começar.

Bom, como mostramos ao longo do texto, o mundo do nômade digital está sendo abraçado por cada vez mais pessoas que buscam mais liberdade e flexibilidade.

É uma ótima forma de aproveitar para conhecer os lugares dos sonhos, ao mesmo tempo que você não deixa a vida profissional de lado. Se esse é seu perfil, não espere amanhã para começar.

Por fim, queremos saber sua opinião: o que achou dessas ideias? Fazem sentido para você? No seu caso, o nomadismo digital ainda é um desejo ou já faz parte da vida? Deixe um comentário!

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!