Entenda tudo sobre o Enem 2017 com o Stoodi!

Fazer a prova do Enem é um marco para a maioria dos jovens que estão concluindo o ensino médio em nosso país. Uma grande vantagem é saber que essa prova acontece todo ano. Além de ter a chance de tentar novamente, isso também significa que é possível baixar provas do Enem que aconteceram nos anos anteriores e estudar por elas.

Assim, você confere não só o que já caiu, fazendo uma revisão do Enem, como também descobre a maneira como cada tema costuma ser abordado. Você está se preparando para o Enem ou algum outro vestibular, seguindo um plano de estudos e fazendo simulados? Então este artigo é para você, pois funciona como um guia para acessar todas as provas e gabaritos do Enem 2017.

Essa é uma excelente opção para treinar seus conhecimentos e acabar com o nervosismo para prestar o exame. Confira tudo o que caiu na prova do Enem 2017 e esteja pronto para este ano!

 

Enem 2017

Na edição de 2017, o Enem contou com 7,6 milhões de inscritos. Desse total, aproximadamente 30% (ou mais de 2 milhões de candidatos) não fizeram o exame. Sempre aperfeiçoando a qualidade e a experiência com as provas, o INEP (sigla para o órgão responsável pela realização do Enem, que significa Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), tomou novas medidas na edição.

As 4 principais novidades foram:

  • aplicação das provas em dois domingos consecutivos, facilitando a participação dos sabatistas (pessoas que guardam os sábados por motivos religiosos);
  • fim da certificação do ensino médio. A partir dessa edição, o Encceja (Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos) retomou a responsabilidade de avaliar jovens e adultos que concluíram o ensino fundamental ou médio fora do período normal;
  • aumento da segurança com o uso de detectores de ponto eletrônico e impressão de prova personalizada (a partir de então, o caderno vem com o nome do candidato impresso);
  • introdução da videoprova e outros recursos para melhorar a acessibilidade para participantes surdos e deficientes auditivos.

Usando a Teoria de Resposta ao Item (TRI), a avaliação da prova passou a ser mais subjetiva, levando em conta o domínio que cada candidato demonstra sobre as matérias de acordo com a coerência entre os acertos. Esse recurso, inclusive, justificou a possibilidade da 1ª e da 2ª aplicação da prova.

Mesmo contando com as pérolas do Enem e tweets com a hashtag #AprendiNoEnem para descontrair, o exame teve questões muito difíceis e uma cobrança mais teórica e aprofundada dos temas. Claro, para aqueles que souberam montar um plano de estudos eficiente e seguiram a programação, foi possível chegar à reta final e colher bons frutos!

Afinal, a nota do Enem é muito importante. Ela pode ser revertida como ingresso em muitas Instituições de Ensino Superior (IES) por meio de diversos programas. Veja quais são eles a seguir.

SiSU

SiSU significa Sistema de Seleção Unificada e é um mecanismo informatizado que usa a nota do Enem para o ingresso de alunos nas IES. Essa foi uma forma de garantir a democratização de acesso às universidades. Os cursos são divididos em bacharelado, licenciatura e tecnólogo.

As inscrições para o SiSU são gratuitas e acontecem semestralmente.

ProUni

Já o ProUni (Programa Universidade para Todos), que, assim como o SiSU, é um programa do Governo, distribui mais de 250 mil bolsas integrais e parciais para candidatos que fazem o Enem. Esse programa conta com primeira chamada, segunda chamada e até uma lista de espera.

As inscrições no ProUni são online e gratuitas.

FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil, conhecido como FIES, é uma opção que, desde 2001, ajuda os estudantes a ingressarem nas IES particulares. Ele financia o pagamento das mensalidades, com a possibilidade da quitação do valor em aberto sem a correção de juros para candidatos com baixa renda.

Pontuação complementar

Algumas universidades públicas ainda contam com o vestibular como formato de seleção dos seus novos alunos. Entretanto, para muitas dessas, o resultado da prova do Enem pode servir como um complemento, ou bônus, como é o caso da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Se você tiver interesse nesse caso, é preciso estar atento ao edital da instituição de ensino pretendida, pois as regras e condições variam para cada universidade.

Entrada direto na faculdade

Outra forma de usar a pontuação do Enem para entrar em uma faculdade é com o acesso direto a uma faculdade ou universidade privada. Várias delas aceitam a nota como substituta do vestibular. Mas, atenção, assim como no item anterior, as regras variam de acordo com o edital de cada instituição.

Faculdades no exterior

Várias faculdades portuguesas como a Universidade de Coimbra (mais antiga universidade de Portugal), a Universidade de Algarve e a Universidade do Porto aceitam a nota do Enem como um meio de ingresso para os estudantes brasileiros em suas instituições. O período de inscrição e a nota de corte varia de cada universidade.

Também é possível usar o desempenho do Enem para se inscrever em cursos politécnicos de Portugal.

 

Por que estudar provas anteriores do Enem?

mulher escrevendo enem 2017

Os exames de outras edições, como o Enem 2017, podem ser usados para turbinar os estudos. Independentemente dos resultados, saiba que o importante aqui é o treino. Essa modalidade envolve muitos aspectos que vão além da quantidade de questões que você consegue acertar.

Veja alguns detalhes, vantagens e dicas para você usar as provas do Enem para gabaritar seu exame. Entretanto, antes de você acessar a prova, preste atenção a alguns detalhes:

Ambiente

Escolha um lugar em que você fique confortável e, ao mesmo tempo, consiga ter uma postura adequada. O ideal é que não haja muito barulho ou interferências. Se você estiver em casa, explique para as pessoas sobre o que estará fazendo e por quanto tempo. Peça também que ninguém interrompa você nesse prazo.

Existem alguns locais públicos que também podem ser usados para essa finalidade, como a sala de estudos oferecida em algumas escolas ou mesmo no setor destinado às pesquisas na biblioteca pública da sua cidade. A vantagem desses espaços é que eles até lembram o ambiente onde o exame é aplicado.

Tempo

Sabe outro benefício de treinar para o Enem usando as provas anteriores? Você pode ficar de olho no relógio e descobrir quanto tempo você gasta para completar cada prova. Veja quais são as áreas e matérias em que você gasta mais tempo para resolver e o quanto isso pode influenciar em toda a prova.

Por exemplo: sabendo que você terá uma média de 3 minutos para resolver cada questão, mas costuma demorar uns 5 para resolver alguns problemas de Matemática, talvez você consiga compensar na prova de Química, que você domina melhor. Existe uma outra dimensão do tempo também que está ligada ao esforço gasto para raciocinar sobre certos assuntos.

Assim, é possível descobrir a quais matérias e temas é melhor se dedicar primeiro e em quais você consegue uma boa performance, mesmo que seja por último, no momento em que já está mais cansado.

Emoções

Bateu um branco na hora de fazer a prova? Deu sono ao ler os enunciados muito grandes? Sentiu muita sede ou vontade de ir ao banheiro? Ficou ansioso com a prova? Cada pessoa tem suas particularidades, então, aquilo que pode deixar um candidato mais confortável talvez faça outro ficar extremamente irritado. Leve o treino a sério e perceba detalhes como:

  • quanto tempo você costuma gastar para se aquietar: esse é o tempo mínimo que você deve chegar antes do início da prova;
  • qual o tipo de alimento deixa você mais alerta;
  • quando o conteúdo fica muito maçante, uma ida ao banheiro para passar uma água no rosto ou uma barra de chocolate resolvem? Lembre-se, por mais que você acumule dicas, use as que são relevantes e resolvem sua situação.

Vantagens

Acompanhe a seguir alguns argumentos que podem incentivar a baixar provas do Enem 2017 e começar já com esse hábito de usar os exames anteriores.

Descubra as matérias que geralmente são cobradas

Se você já conferiu o edital do Enem 2018, deve ter percebido que a quantidade de assuntos com possibilidade de cair tende a ser maior que o tempo que você tem disponível para estudar tudo integralmente. Às vezes isso pode criar uma trava, fica difícil começar com tanta coisa para ver!

Ao fazer as provas anteriores, identifique um monte de conteúdos com que você já tem familiaridade, ou até mesmo domina, e comece a localizá-los no seu checklist, deixando-os para rever por último. Ao comparar com outras edições, você ainda entende o que tem mais possibilidade de cair.

Observe a forma como as questões são abordadas

Além de ver o que cai com mais frequência no exame, você vai entender a forma como são apresentadas as questões. Se você já fez algum outro vestibular ou usa nosso banco de exercícios, por exemplo, deve ter percebido como cada instituição tem a sua forma de elaborar as questões.

Você pode inclusive montar uma lista com as habilidades mais importantes, como:

  • interpretação de textos;
  • raciocínio lógico;
  • capacidade analítica;
  • contextualização com temas atuais;
  • conhecimentos sobre o atual cenário do nosso país (principalmente em relação às questões sociais, políticas e ambientais).

Esclareça as dúvidas com exercícios comentados

Fez a prova e errou alguma questão? Tudo bem, agora é só estudar, não é mesmo? Mas acontece que nem sempre isso soluciona seu problema. Mesmo revendo a matéria, pode acontecer de você não conseguir descobrir o porquê de a resposta ser a letra A e não a letra C!

Aproveite os exercícios comentados da prova do Enem 2017 para entender de vez aquela matéria que ficou para trás. Dessa forma, ao ver a abordagem de alguém que domina o assunto resolvendo a questão, você descobre também o raciocínio para solucionar o enunciado, que é muito cobrado na prova.

Aprenda com seus erros

Talvez você não pretenda gabaritar o Enem desse ano, mas certamente deseja bons resultados para ingressar na sua primeira opção de curso, na instituição desejada, correto? Então é hora de aprender com o seu resultado. Use a sinceridade e responda às perguntas:

  • Que matérias eu domino e em quais estou precisando aumentar a concentração?
  • Existe algum assunto que eu entenda, mas nos exercícios não consigo resolver?
  • O que me atrapalhou e eu preciso observar melhor durante a prova (como falta de atenção ou pressa ao ler o enunciado)?

Use sua nota como um estímulo

O principal motivo de usar um exame anterior do Enem é a proximidade com a realidade. Talvez você faça a prova e tenha um excelente resultado, talvez você precisasse ter esperado mais e, após a correção, sinta um desânimo. Então, antes mesmo de começar a fazer uma prova, saiba que esse recurso é para encorajar a continuar estudando!

Perceba o que foi fundamental para uma prova tranquila e quais são os pontos que estão precisando de maior atenção. Aproveite a avaliação para criar indicadores de assuntos no squais você está mandando bem e sinais de alerta para rever outros temas com mais atenção.

 

Provas do Enem 2017

De forma geral, as provas do Enem 2017 abordaram os conteúdos dentro do esperado. Entretanto, o conhecimento exigido no segundo dia foi mais técnico e específico. Além disso, o exame trouxe questões mais elaboradas.

Dia 1: Ciências Humanas e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

No primeiro dia, as questões abordam as disciplinas de História, Geografia, Filosofia, Sociologia e Linguagens (que engloba Língua Portuguesa, Literatura, Interpretação de Textos e Língua Estrangeira — Inglês ou Espanhol —, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação), além da prova de Redação.

Dia 2: Matemática e Ciência da Natureza e suas Tecnologias

No segundo dia de prova, os conhecimentos testados são Matemática, Química, Física e Biologia.

 

Gabaritos do Enem 2017

Complete a sua experiência marcando o nosso gabarito da prova do Enem 2017 e preencha as respostas de acordo com a cor do caderno. Aproveite e descubra na hora se acertou ou não a questão. Você também pode baixar os gabaritos abaixo:

Dia 1: Ciências Humanas e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Gabarito das provas do primeiro dia, de acordo com a cor:

Dia 2: Ciência da Natureza e suas Tecnologias e Matemática

Escolha a seguir o gabarito do segundo dia, de acordo com a cor da prova.

 

Revisão Enem 2017

Veja, a seguir, um apanhado sobre os conteúdos que caíram a respeito de cada disciplina na prova do Enem 2017 e faça uma revisão completa!

História

As questões de História do Enem 2017 concentraram-se mais na História do Brasil Império e Brasil República, explorando assuntos como escravidão, história indígena e história da África. Para resolver esses exercícios, era preciso ter capacidade de contextualização histórica, interpretação de texto de variados gêneros, e paciência para ler os enunciados.

Geografia

Diferente das edições anteriores, a prova de Geografia do Enem 2017 (assim como a de História) foi mais elaborada. Com muito conteúdo (o que também demandava a interpretação de texto). Alguns conhecimentos teóricos específicos foram abordados e a geografia física teve um destaque bem maior do que a geografia política.

Linguagens

A prova de Linguagens do Enem 2017 manteve o padrão dos textos grandes e densos, com uma abordagem muito forte sobre a violência contra a mulher. Como era esperado, foram cobradas questões sobre variações linguísticas, gêneros textuais e polissemia. Com conteúdos mais abrangentes e além dos clássicos como Clarice Lispector, também foram usados outros nomes/contextos, como Gregório Duvivier e uma questão abordando o grafite.

Já com relação à língua estrangeira, a prova seguiu o padrão dos anos anteriores. Enquanto a prova de Espanhol abordou textos maiores e mais densos, com grande foco em gramática, os textos de Inglês eram mais leves e os conhecimentos gerais ajudavam na resolução de algumas questões.

Filosofia e Sociologia

A prova de Filosofia do Enem 2017 seguiu o padrão de questões da forma como já tem sido abordado em edições anteriores. Caiu somente uma questão sobre filosofia moderna (falando sobre Kant). Algumas questões foram ancoradas na política e outras precisavam de um conhecimento prévio do aluno sobre outros assuntos, como uma sobre Demócrito, na qual era preciso ter uma ideia de átomo.

Na prova de Sociologia do Enem 2017, a demarcação das terras indígenas e outros assuntos referentes aos índios, além de temas sociais, como em relação às mulheres, foram o foco da prova, que surpreendeu os candidatos. Diferentemente das edições passadas, houve diversas questões que cobravam muito mais conteúdo ao invés de uma interpretação do contexto.

Matemática

Seguindo o desenvolvimento das provas de Matemática dos anos anteriores, o que foi cobrado de Matemática do Enem 2017 de diferente foi uma parte mais teórica, exigindo um conhecimento técnico. Foram elaboradas questões de análise combinatória (explorada de forma bem difícil em algumas perguntas), razão e proporção, probabilidade, entre outros assuntos.

Química

Com textos densos, a prova de Química do Enem 2017 estava mais cansativa, entretanto, nada fora do esperado. Uma das questões era referente a um conhecimento próprio da faculdade de Química e outras perguntas tinham um caráter que exigia mais atenção sobre conhecimentos normalmente trabalhados como eletroquímica e radioatividade.

Física

Os assuntos abordados na prova de Física do Enem 2017 estavam todos dentro do esperado. Porém, assim como em toda essa edição do Enem, foi cobrado um conhecimento específico com maior propriedade. Nas questões de Física, o candidato precisava de um aprofundamento em cada assunto: análise gráfica, eletromagnetismo, energia, eletrodinâmica, entre outros.

Biologia

Ao contrário da prova de Física, que teve um grau de exigência maior, a prova de Biologia do Enem 2017 foi mais leve, sem tanta exigência de conhecimentos sobre cada conteúdo especificamente. De qualquer maneira, o estudante precisou de atenção e interpretação para responder a perguntas sobre diversos assuntos, principalmente ecologia e citologia.

 

Redação Enem 2017

Desafio para a formação educacional de surdos foi o tema da redação do Enem 2017. O candidato deveria desenvolver um texto dissertativo-argumentativo, apresentando uma proposta para solucionar a situação, que é real em nosso país e precisa de atenção e mudança! Assim como nos anos anteriores, o tema da redação do Enem se manteve dentro das questões sociais.

Para a avaliação da redação, são usadas 5 competências, sendo que cada um desses critérios avalia o candidato em até 200 pontos. São eles:

  1. demonstrar domínio da modalidade formal da língua escrita, ou seja, obedecer à norma-padrão, ortografia e gramática;
  2. compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa: o candidato deve demonstrar que ele entende o assunto tratado e adequar sua produção ao padrão dissertativo-argumentativo;
  3. selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista: ser capaz de demonstrar a imparcialidade dos fatos, ao mesmo tempo em que exprime uma opinião;
  4. demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação: aqui o redator precisa demonstrar coerência e coesão, deixando o texto fluído e, ao mesmo tempo, ordenando as ideias;
  5. elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos: é preciso apresentar uma solução para a questão social e o texto não pode ferir os direitos humanos.

 

Buscando um app para estudar para o Enem?

mulher digitando enem 2017

Viu como as provas do Enem 2017 podem ajudar a identificar pontos que precisam ser revisados e ainda simular como será nos dias do exame? Lembre-se de que tanto o ambiente para fazer a prova quanto seu espaço de estudos deve ser organizado e estimular a concentração.

Falamos também sobre como você pode aproveitar para esclarecer suas dúvidas acompanhando os exercícios comentados das provas anteriores e a importância de fazer simulados. Treine a redação com os assuntos que já foram apresentados e veja o seu desempenho como um encorajamento para seguir em frente, estudando com mais vontade e direcionamento.

Aproveite a oportunidade e baixe o nosso aplicativo para iPhone ou Android! Com ele você consegue criar e acompanhar a sua própria rotina de estudos, ver as matérias, fazer exercícios e muito mais. Com o conhecimento em suas mãos, você pode usar o tempo a seu favor!

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!