Um dos assuntos mais importantes da História do Brasil é a vida e o governo de Getúlio Vargas. Conhecer em profundidade esse assunto garantirá que você tenha mais chances de conseguir uma boa nota em suas provas do Enem.

Além disso, o entendimento dos momentos mais marcantes da história faz com que os alunos estejam mais bem preparados para fazer a redação, já que terão conhecimento e reflexão sobre como as decisões do passado refletiram e ainda refletem no futuro.

Neste post, você entenderá um pouco mais sobre a vida de Getúlio, bem como sobre os dois períodos em que governou e qual a repercussão que suas decisões tiveram e ainda têm sobre o país.

Quer entender mais da história do Brasil? Então estude agora esse importante momento. Boa leitura!

Biografia de Getúlio Vargas: resumo

A cidade que nasceu Getúlio Vargas foi em São Borja, no Rio Grande do Sul, em 19 de abril de 1882 e morreu em 24 de agosto de 1954 no Rio de Janeiro. Ele foi um político e advogado e assumiu liderança civil na Revolução de 1930 , que terminou com a República Velha com a deposição do último presidente, Washington Luis, e impedindo que Júlio Prestes, presidente eleito, tomasse posse.

Também foi presidente do Brasil em dois períodos. No primeiro, governou de forma ininterrupta por 15 anos (de 1930 até 1940). Esse período foi dividido em três fases:

  1. de 1930 até 1934, chefe do “Governo Provisório”;
  2. de 1934 até 1937, presidente do Governo Constitucional, eleito pela Assembleia Nacional Constituinte em 1934;
  3. de 1937 até 1945, ditador, durante o Estado Novo, começado com um golpe de estado.

No segundo período, foi eleito diretamente. Nessa época, governou como presidente por quase 3 anos e meio, de janeiro de 1951 até 24 de agosto de 1954, data em que se suicidou.

Ele era conhecido pelos seus defensores e simpatizantes como “pai dos pobres”. Também adotou políticas sociais e trabalhistas, o que fez com que sua doutrina política fosse chamada de “getulismo” ou “varguismo”. Até hoje há seguidores de Getúlio que são conhecidos por serem “getulistas”. Enquanto as pessoas próximas dele o chamavam de “Doutor Getúlio”, o povo normalmente se referia ao presidente como apenas “Getúlio”.

Ele se matou em 1954 com um tiro no coração em seu próprio quarto. A cena aconteceu no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, que na época era a capital federal. A influência do político é sentida até hoje. Pelo menos dois dos partidos políticos atuais dizem ter sido influenciados por ele: o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Vargas foi inscrito, em 15 de setembro de 2010, no Livro dos Heróis da Pátria, a partir da lei nº 12.326.

Governo de Getúlio Vargas

O governo Vargas foi coberto de polêmicas e reviravoltas. Veja algumas!

Primeiro governo de Getúlio Vargas

Governo Provisório

Após tomar o poder a partir do golpe militar e fazer uma ditadura, Vargas tinha poderes praticamente ilimitados. Aproveitou deles para criar políticas de modernização do país, criando novos ministérios (Trabalho, Comércio, Indústria, Educação e Saúde) além de nomear interventores em cada estado. Assim, os estados não contavam com muita autonomia.

Também é creditado a Getúlio a Lei da Sindicalização que tornava os sindicatos vinculados, indiretamente, ao presidente. O objetivo era ganhar o apoio popular. Foi na Era Vargas que a legislação brasileira evoluiu, como na área trabalhista, que levou à criação da CLT em 1941.

Governo Constitucionalista

Em 1933, Getúlio convocou a Assembleia que promulgou a nova constituição em 1934. As principais novidades foram o voto secreto, o voto feminino, além do ensino primário obrigatório e das leis trabalhistas. Entretanto, o primeiro presidente seria eleito de maneira indireta, em votação realizada com os membros da Constituinte. Como era de se esperar, Vargas foi o vitorioso.

Nesse momento, duas ideias políticas influenciavam a sociedade brasileira. Por um lado, a direita criava a Ação Integralista Brasileira (AIB), defendendo um Estado corporativista. Por outro, a força da esquerda criava a Aliança Nacional Libertadora (ANL), auxiliada pelo regime comunista da União Soviética. Os partidos tinham forma nacional, o que também resiste até hoje.

Estado Novo

Após a Intentona Comunista, Vargas derrubou a Constituição anterior e declarou o Estado Novo. Nessa constituição, o governo “getulista” tinha poderes centralizadores e autoritários. A liberdade partidária acabou, bem como a independência entre os poderes. Os prefeitos eram nomeados pelos governadores, que eram instituídos pelo presidente.

Em 1943, O Manifesto dos Mineiros marcou a oposição inicial de forma aberta ao Estado Novo, criticando escancaradamente o regime ditatorial. O manifesto foi assinado por 76 intelectuais, políticos e empresários de Minas Gerais, exigindo que o processo de redemocratização fosse iniciado.

Na iminência de um golpe militar, Getúlio Vargas renunciou em outubro de 1945. Em dezembro, eleições livres foram realizadas para a presidência e para o parlamento. Getúlio foi eleito senador com a maior votação da época.

Segundo governo de Getúlio Vargas

Eleito pelo voto direto, Getúlio foi empossado em 31 de janeiro de 1951. Seu governo foi tumultuado, já que foi acusado de corrupção. Além disso, um ajuste de 100% do salário mínimo provocou uma série de protestos, levando à demissão de João Goulart, ministro do Trabalho.

Até este momento, o jornal Última Hora era o único que ainda defendia o governo de Getúlio. Contudo, Carlos Lacerda, um dos principais opositores do governo Vargas sofre um atentado, na qual ficou conhecido como Atentado da rua Tonelero no bairro de Copacabana, Rio de Janeiro. Com isso, a pressão contra Getúlio cresce para que ele renunciasse ou se licenciasse da presidência. Toda essa crise levou Getúlio ao suicídio durante a madrugada do dia 24 de agosto de 1954.

getulio vargas e roosevelt

Principais características do governo de Getúlio Vargas

Veja algumas das principais características dos governos de Vargas no Brasil.

Primeiro Governo

Nessa época, Vargas assinou o Tratado de Washington com o presidente dos EUA, Roosevelt, fazendo com que a produção de 45 mil toneladas de látex fosse garantida para as forças aliadas na Segunda Guerra Mundial, o que trouxe impulsão para o segundo ciclo da borracha, levando progresso para a região da Amazônia. Além disso, o local também foi colonizado, já que apenas do Nordeste foram 54 mil pessoas em busca de trabalho, sendo a maioria deles do Ceará.

Em troca, o governo americano instalou bases de aeronaves na costa norte-nordeste do Brasil. A base militar foi instalada em Parnamirim, próximo a Natal, no Rio Grande do Norte.

Segundo Governo

Diversas leis foram consideradas polêmicas, como:

  •  a lei nº 1.522, de 26 de dezembro de 1951, na qual o governo era autorizado a intervir na economia para garantir que os produtos necessários ao consumo fossem distribuídos;
  • o decreto n º30.363, de 3 de janeiro de 1952, que limitava o retorno de capital estrangeiro em 8% dos lucros de empresas estrangeiras (foi revogado apenas em 1991);
  • o decreto nº 31.456, de 6 de outubro de 1952, que regulamentava o trabalho dos menores aprendizes (vigorou até 2005).

Nesse período foi criado o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), além da Petrobrás.

Com a criação da Petrobrás, houve grande mobilização, utilizando a campanha “O petróleo é nosso”. Além dessas empresas, Getúlio tentou criar a Eletrobrás, mas isso só aconteceu em 1961. Em 1954, a obra para a construção da Rodovia Fernão Dias, que ligava Belo Horizonte a São Paulo, foi iniciada. Seu término aconteceu no governo de Juscelino Kubitscheck.

Agora que você entende sobre o a vida e governo de Getúlio Vargas, você está pronto para continuar sua viagem sobre a história. Faça sempre uma análise crítica, entendendo quais foram as principais consequências dos atos para a história do país. Além disso, procure fazer exercícios para fixar o conteúdo e relacionar os diversos itens estudados. Dessa forma, a aprovação estará mais próxima de você.

Acesse a lista de exercícios do Stoodi e veja como você pode testar seus conhecimentos e aprimorar seus estudos.

Renata Celi

Cursando relações internacionais, ama viajar e tomar sol. A Renata faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e faz trabalho voluntário com crianças nas horas vagas. A Rê adora comida, conhecer gente nova, mas, principalmente, ver filmes repetidos. Conheça mais os textos da Renata!