Uma das democracias mais antigas do mundo moderno, os Estados Unidos da América têm em sua história grandes nomes — e um dos maiores nomes de todos os tempos neste contexto foi, sem dúvidas, Abraham Lincoln.

Lincoln, ainda hoje, é um dos presidentes mais lembrados da história dos EUA, sendo o responsável por grandes conquistas civis e sociais. Não à toa, continua sendo protagonista de várias produções da cultura pop nos dias de hoje. Quer saber mais sobre esse grande e histórico personagem? Então, continue com a gente neste post!

Quem foi Abraham Lincoln: biografia

Nascido em Hardin County, no estado de Kentucky, em 12 de fevereiro de 1809, Abraham Lincoln era de uma família de colonos. Ao perder tudo, seu pai se mudou com toda a família para Indiana, quando Lincoln tinha 9 anos de idade.

De família muito pobre, Abraham Lincoln foi praticamente um autodidata, estudando por meio de livros emprestados. Sua vida profissional teve início em vários cargos técnicos, como topógrafo, agente dos correios, cortador de lenha e lojista.

Quando tinha 25 anos e após passar um longo período nos estudos de legislatura, Lincoln começou a atuar como advogado. Era o que se chamava “country lawyer”, algo como um “advogado do campo”, que atuava nas áreas rurais sem um treinamento formal.

No exército, participou como capitão da guerra contra nativos Black Hawk. Logo após o fim do conflito, Lincoln deu início à sua carreira política, permanecendo como deputado de Illinois por oito anos. Nesse período, tornou-se líder do Whig Party, que mais tarde teria seus membros, entre eles Abraham Lincoln, como os fundadores do Partido Republicano.

Nessa época, casou-se com Mary Todd, com quem teve quatro filhos. Infelizmente, apenas um viveu até a idade adulta, sendo que os três primeiros morreram, entre outras causas, de tuberculose. Apenas Robert Todd Lincoln sobreviveu e teve descendentes. O último dos Lincoln faleceu em 1985.

No ano de 1858, Abraham perdeu a eleição para o senado. Entretanto, sua campanha ganhou grande destaque em nível nacional, o que fez com que se tornasse o nome republicano para as eleições presidenciais, dois anos mais tarde.

Guerra Civil Norte-Americana

Logo após assumir o posto na Casa Branca, Lincoln teve que lidar com a revolta de 11 estados do Sul: Alabama, Arkansas, Flórida, Geórgia, Louisiana, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Mississipi, Texas, Tennessee e Virginia. Juntos, se separaram dos EUA, formando o que chamava de Estados Confederados da América.

Lincoln decidiu, então, declarar guerra e restaurar a União, em uma Guerra Civil que durou quatro anos (1861-1865), mais conhecida como Guerra de Secessão. Acumulando duras derrotas nos dois primeiros anos de guerra, embora tivesse maior poderio militar, o conflito começou a ficar favorável para a União a partir de 1863.

Nesse ano, tiveram lugar as duas batalhas mais sangrentas da Guerra, em Gettysburg, Pensilvânia; e em Vicksburg, Mississipi. Foi na Pensilvânia que Lincoln proferiu um de seus mais famosos discursos:

“Nesta nação, sob a graça de Deus, terá um renascimento da liberdade; e o governo do povo, pelo povo e para o povo não perecerá sobre a Terra.”

A vitória na Guerra de Secessão garantiu a unidade do sistema democrático norte-americano, percursor de várias democracias ao redor do planeta. Ainda em 1863, Lincoln emitiu a Proclamação da Emancipação, dando fim à escravidão, a qual os confederados defendiam. Em 1864, pouco antes do fim da Guerra, Lincoln foi reeleito. Pouco tempo depois, se mostrou flexível e generoso, permitindo aos sulistas se reintegrarem à União.

Entretanto, Abraham Lincoln não sobreviveu muito tempo para usufruir da reunificação que, com tanto custo, conseguiu. Em 14 de abril de 1865, o presidente foi assassinado em Washington, no Teatro Ford, pelo ator John Wilkes Booth, simpático às causas dos confederados. No contexto histórico, sua morte veio com a eternização do nome de Abraham Lincoln na história de seu país.

Frases de Abraham Lincoln

rostos políticos eua abraham lincon

Dono de uma habilidade oratória invejável, Lincoln marcou a história com algumas frases icônicas. Podemos destacar, entre elas:

  • “Pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar, transforma homens em covardes.”;
  • “Deus deve amar os homens medíocres. Fez vários deles.”;
  • “Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo.”;
  • “Só tem o direito de criticar aquele que pretende ajudar.”;
  • “Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser pôr à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.”;
  • “Ando devagar, mas nunca ando para trás.”.

Abraão Lincoln ou Abraham Lincoln: como se escreve?

Apesar de algumas palavras serem “aportuguesadas”, principalmente do inglês, o mesmo não deve ser feito com nomes próprios. Por isso, por mais que a correspondência na nossa língua para Abraham seja mesmo Abraão, o nome do 16º presidente norte-americano deve ser escrito sempre assim: Abraham Lincoln.

Abraham Lincoln: filmes

Por ser um dos nomes mais marcantes da história dos Estados Unidos e um de seus presidentes mais importantes de todos os tempos, é inevitável que Abraham Lincoln seja eternizado na cultura norte-americana.

Assim, é natural que dezenas e dezenas de filmes, peças, séries e poemas tenham sido feitos em homenagem à memória de Lincoln. Abaixo, destacamos os dois longas mais populares dos últimos tempos sobre o ex-presidente.

Lincoln – 2012

Dirigindo por Steven Spielberg e estrelado por Daniel Day-Lewis como Abraham Lincoln e Sally Field como Mary Todd, esse longa abrange os últimos quatro meses da vida do presidente. Foca nos esforços feitos por ele para fortalecer a Décima Terceira Emenda à Constituição, que abolia para sempre a escravidão no território dos EUA.

O filme ganhou o Oscar nas categorias de Melhor Ator e Melhor Design de Produção, além de ter sido indicado em várias outras categorias. Daniel Day-Lewis ainda levou o Globo de Ouro por seu papel na obra.

Abraham Lincoln: o Caçador de Vampiros – 2013

Em uma linha completamente diferente do anterior, este longa está inserido em um contexto de ação e fantasia, baseado na obra literária de Seth Grahame-Smith. Dirigido por Timur Bekmambetov e Tim Burton, Lincoln foi representado pelo ator Benjamin Walker.

Como se trata de uma adaptação do livro para o roteiro, feita pelo próprio autor, a história mostra potencial, mas esbarra nos limites de Grahame-Smith. Considerado um verdadeiro “trash” da cultura cinematográfica, o filme não teve muito sucesso de bilheteria.

Gostou desse post sobre um dos maiores presidentes da história dos Estados Unidos? Então, não deixe de conferir também nossos posts sobre Getúlio Vargas, William Shakespeare, Albert Einstein, Galileu Galilei e Karl Marx para se preparar para as provas do Enem!

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!