As preocupações com a preservação do meio ambiente existem há anos e nunca estiveram tão presentes na pauta global como hoje. Países como o Brasil, que tem a maior biodiversidade do mundo, vêm sendo o foco central desse tipo de discussão.

A presença de áreas verdes como a Amazônia e mesmo a Mata Atlântica faz com que o Brasil precise encarar uma dura realidade: é fundamental combater as práticas de exploração desregulada do meio ambiente. E uma dessas práticas mais destrutivas é o desmatamento. Você sabe o que é e como ele acontece no Brasil? Continue lendo este post para descobrir!

O que é desmatamento

Também chamado de desflorestação ou desflorestamento, o desmatamento é a prática de exploração e desaparecimento completo e permanente de áreas verdes, como florestas, causado principalmente pela ação humana.

Embora o conceito se refira quase que exclusivamente às formações de matas e florestas, com árvores de grande porte, hoje o entendimento sobre desmatamento se dá também na perda de formações vegetais diferenciadas, como savanas, campos, Cerrado e outros biomas de vegetação mais esparsa.

Desmatamento no Brasil

O desmatamento no Brasil acontece desde a chegada dos portugueses, em 1500. Desde esse período, a exploração e total devastação do pau-brasil praticamente acabou com todas as reservas da espécie em terras brasileiras, tendo como consequência sua quase extinção. Atualmente, o pau-brasil continua ameaçado, restando poucos exemplares em nosso território.

Apesar desse início, apenas com a Revolução Industrial do século XVIII foi possível observar um desmatamento mundial e grande escala, completamente acelerado. Assim como outros países tropicais que sofrem com um grande desmatamento, no Brasil tem como causas principais:

  • atividades agropecuárias, responsáveis por 80% do desmatamento em todo o mundo;
  • avanço da urbanização;
  • exploração comercial de madeira.

Neste processo de industrialização e urbanização, calcula-se que o Brasil já perdeu mais de 18% de toda sua cobertura de florestas por conta das práticas de desmatamento. Se o número não é assustador o suficiente, basta entender que ele equivale aos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e Espírito Santo juntos!

Se em alguns poucos momentos o Brasil apresentou redução nos níveis de desmatamento em larga escala, seu alcance tem crescido cada vez mais, principalmente nas regiões mais afastadas, como a Amazônia.

Desmatamento da Amazônia

Atualmente a Amazônia é a área que mais sofre com o desmatamento no Brasil. Em termos totais, a desflorestação amazônica já ultrapassou, em área, o território da França.

Para entender melhor a ameaça que as práticas de desmatamento representam à Amazônia, a devastação da floresta compreendia 11% do total em áreas desmatadas, no ano de 2001. Entre os anos de 2015 e 2016 esse valor cresceu em 30%, chegando a quase 8.000 km², segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Praticamente 80% de toda a região desmatada na Amazônia se transformou em pastagens para a pecuária extensiva ou em florestas de regeneração. Monitorada por satélites, a Amazônia é o foco de planos de ação que visam conter o desmatamento, buscando punir os responsáveis pela prática.

Desmatamento da Mata Atlântica

A Mata Atlântica é o bioma mais desmatado e devastado do Brasil. Como explicamos anteriormente, esse processo se iniciou há muito tempo, desde os tempos da chegada dos portugueses, com a exploração do pau-brasil.

Hoje em dia, restam pouco menos de 12% do território original ocupado pela Mata Atlântica. Se esse quadro não fosse suficiente para diminuir o ritmo do desmatamento, os anos de 2015 e 2016 mostram que a devastação continua, com uma área de 290 km² desmatada no bioma, o que se traduz em um crescimento de quase 60% se comparado ao período anterior. No geral, a Bahia foi o estado que mais desmatou o bioma recentemente.

Desmatamento no mundo

Ao longo do tempo, observamos vários processos de desmatamento em todo o mundo. Os países hoje considerados desenvolvidos foram os que mais desmataram para obter vantagens econômicas. Hoje em dia, grande parte da vegetação desses países está completamente destruída.

Hoje, buscando o mesmo processo de crescimento e desenvolvimento econômico, os países em desenvolvimento ocupam o posto de principais devastadores de florestas. As áreas mais devastadas do mundo são:

  • Florestas da Indo-Birmânia (Ásia-Pacífico);
  • Nova Zelândia (Oceania);
  • Sunda (Indonésia, Malásia e Brunei-Ásia-Pacífico);
  • Filipinas (Ásia-Pacífico);
  • Mata Atlântica (América do Sul);
  • Montanhas do Centro-Sul da China (Ásia);
  • Província Florística da Califórnia (América do Norte);
  • Florestas Costeiras da África Oriental (África);
  • Madagascar e ilhas do Oceano Índico (África);
  • Florestas de Afromontane (África Oriental).

desmatamento brasil

Causas do desmatamento

O desmatamento pode ser causado por alguns fatores naturais, mas nos níveis atuais, apenas a atividade humana consegue ser responsável por tanta devastação. Suas causas podem ser muitas, mas geralmente incluem a necessidade de se explorar as florestas para obter ganhos econômicos, como a obtenção de madeira, frutos, fibras, entre outros produtos comercializáveis.

A expansão urbana também é responsável pelo desmatamento, principalmente nas áreas mais povoadas. Foi o caso da Mata Atlântica e da maioria das explorações recentemente vistas em todo o mundo.

O desmatamento pode acontecer, basicamente, por meio de queimadas ou derrubadas de árvores em grande escala. Práticas como a utilização de correntes de desmatamento são responsáveis pela devastação de grandes áreas em pouquíssimo tempo.

Consequências do desmatamento

Como não poderia deixar de ser, o processo de desflorestação traz consigo várias consequências gravíssimas para o meio ambiente e a própria vida dos seres humanos. Entre elas, podemos citar:

  • redução ou perda completa da biodiversidade;
  • exposição do solo aos processos erosivos;
  • perda de serviços ambientais;
  • desertificação;
  • aumento do aquecimento global;
  • intensificação do efeito estufa.

O desmatamento é uma prática agressiva e que leva a grandes prejuízos para o meio ambiente. Ao mesmo tempo em que existe há milênios, nunca foi tão importante focar em ações que reduzam a devastação de florestas ao redor do mundo. Afinal de contas, os impactos ambientais trazidos pelo desmatamento podem levar a graves consequências para a espécie humana.

Curtiu nosso post sobre o desmatamento? Então, não deixe também de conferir nossas aulas sobre Impactos Ambientais para ficar fera para o Enem e outros vestibulares!

Renata Celi

Cursando relações internacionais, ama viajar e tomar sol. A Renata faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e faz trabalho voluntário com crianças nas horas vagas. A Rê adora comida, conhecer gente nova, mas, principalmente, ver filmes repetidos. Conheça mais os textos da Renata!