Sonha em trabalhar por conta própria, em projetos escolhidos por você mesmo e com a liberdade para decidir como utilizar suas horas? Quer mudar de carreira? Muitas pessoas encontram no trabalho autônomo a chance de fazer tudo isso e tomar as rédeas do futuro.

Porém, não são todas as profissões que podem ser realizadas como autônomo. Algumas delas, mais que outras, são perfeitas para abraçar esse estilo de vida.

Selecionamos 9 opções e garantimos: pelo menos uma delas terá a sua cara. Confira!

1. Designer

Para quem estudou Design se tornar um profissional freelancer sempre passa pela cabeça. Nessas carreiras, é bastante comum encontrar quem trabalha para múltiplos clientes em diversas partes do mundo e sem jamais ter um só patrão.

Dentre as opções de trabalho autônomo listadas aqui podemos dizer que Design tem uma curva de aprendizado média. Há pessoas que vão para a faculdade por 4 anos para se especializar no assunto, outras que fazem cursos tecnólogos de no máximo 4 semestres e algumas que, simplesmente, ingressam na profissão porque têm uma atração por ela (e aprendem todos os dias).

Será difícil, inicialmente, encontrar clientes. Por isso, a dica é procurar plataformas de design e as utilizar como oportunidade para encontrar seus primeiros jobs.

2. Dono de e-commerce

Já pensou em ter sua própria loja? Offline, boa parte das pessoas tem medo de sequer começar. Afinal, uma loja exige um espaço físico, um tema, uma identidade visual, uma porção de fornecedores, funcionários e, é claro, clientes.

As lojas virtuais, por outro lado, são muito mais fáceis de se administrar e podem ser comandadas do espaço que tiver (até mesmo da garagem). Serviços como o dropshipping (quando você vende produtos de um fornecedor com o nome de sua empresa) facilitam a realização de vendas e a entrega de produtos aos consumidores. Já os sistemas automatizados podem lidar com grande parte do funcionamento do seu novo negócio.

Que tal tirar aquela ideia do papel?

3. Tradutor

Fala bem um segundo (ou terceiro) idioma? Então, é hora de começar a usar isso para fazer dinheiro.

Em um mundo hiperconectado, tradutores são cada vez mais solicitados para fazer com que textos, vídeos, apps e softwares cheguem ao máximo de pessoas possíveis. É aí que entra o seu trabalho.

O tradutor lê peças criadas por outras pessoas e as adapta para outro idioma. Diferentemente do que você pode imaginar, um tradutor não deve apenas “copiar e colar” um texto, mas fazer alterações para que o sentido não se perca entre uma versão e outra.

Acha que dá conta do recado? Busque certificações nos idiomas em que fala e construa um portfólio, traduzindo textos da web.

4. Professor particular

Os professores particulares sempre tiveram alta demanda e isso não é diferente agora. Se você se formou em um curso de Engenharia, pode dar aulas de física e matemática. Se optou pelas Letras, pode investir em guiar estudantes para que eles sejam aprovados na redação do ENEM.

O que mudou mesmo com a internet é a forma como as aulas são ministradas. Elas não precisam se resumir ao atendimento de pessoas que vivem na sua área. Utilizando plataformas de cursos online ou criando seu próprio site, você pode dar aulas em vídeo para crianças, adolescentes e adultos em todo o país (e mundo)!

5. Fotógrafo

Gosta de fotografia, possui uma câmera profissional e sabe editar fotos como ninguém? É hora de transformar isso na sua profissão definitivamente.

Os fotógrafos têm milhares de oportunidades de trabalho em vários mercados. Trabalhando com fotografia publicitária, álbuns para eventos e até capturando fotos conceituais para bancos de imagens é possível ganhar uma renda fixa como trabalhador autônomo.

Tire a câmera no armário e comece a fotografar agora mesmo para construir um bom portfólio e buscar oportunidades.

6. Blogueiro/vlogueiro

computador mudança de carreira

Gosta de falar ou escrever? Tem algum assunto específico que domina e se considera uma pessoa carismática? Quem sabe a melhor opção de trabalho autônomo para você seja criar um blog?

Esses portais podem ser dedicados a um único assunto ou, simplesmente, para que pessoas acompanhem a sua vida. O mesmo pode ser dito dos videologs, que estão em alta entre os jovens. Criar um sobre videogames, pautas sociais ou qualquer outro tema que seja a sua paixão é uma forma de trabalhar com algo divertido e ganhar dinheiro pela internet.

7. Profissional de Marketing Digital

Todas as empresas precisam de visibilidade na internet e, por isso, os profissionais de Marketing Digital são muito solicitados desde o advento das redes. Eles administram perfis no Facebook e no Twitter, criam estratégias para marcas e garantem que elas apareçam nos primeiros resultados do Google com seus extensos conhecimentos sobre a web.

Cursos de formação, como os oferecidos pela Universidade Rock Content podem lhe ajudar a dar os primeiros passos nessa profissão. Mas é a sua curiosidade e criatividade que farão de você um profissional de Marketing Digital de excelência.

8. Programador

Programadores criam sites e aplicativos que ajudam empresas e ideias a se proliferarem por aí. Todavia, muita gente acha que essa é uma profissão mais complicada do que estão aptos a fazer.

Ao contrário do que os estereótipos indicam, um programador não precisa ser um especialista em matemática ou um profissional isolado. Linguagens de programação nada mais são do que idiomas que mandam um computador executar uma tarefa específica.

Em cursos como os oferecidos pelo FreeCodeCamp qualquer pessoa pode aprender a programar e fazer as suas ideias (ou as de seus clientes) se transformarem em apps, softwares e sites.

9. Redator freelancer

O redator freelancer é um profissional autônomo que trabalha criando peças de comunicação. Ele pode escrever roteiro de vídeos, texto de infográficos, livros e até este artigo que você está lendo agora. Para se tornar um redator não é preciso ter nenhuma formação específica, o que torna esse um dos tipos de trabalho autônomo com a menor curva de aprendizado.

Será preciso, porém, muita organização e vontade de se aperfeiçoar: redatores precisam entender de Marketing, SEO e, é claro, escrever muito bem. Fazer cursos online e ler bastante são o que melhor pode lhe ajudar nesse aspecto.

Uma plataforma de produção de conteúdo também será elementar. Ela garante para você uma quantidade mínima de trabalho todo mês e demandas constantes para que aprenda e se aperfeiçoe em sua nova profissão.

A vida de um redator é bastante divertida. Envolve muita pesquisa e dedicação para criação de conteúdos incríveis. Acha que está preparado?

Percorra o caminho para tornar-se um redator da Rock Content. Cadastre-se agora mesmo e venha escrever para a gente!

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!