A regra número 1 do Marketing Digital é que uma empresa deve ir aonde seus clientes estão.

Sendo assim, as empresas não podem nem pensar em ficar fora da internet. Sendo mais específico, é imperativo marcar presença forte nas redes sociais.

Só o Facebook tem mais de 2 bilhões de usuários, o Instagram tem mais de 1 bilhão, sem contar as centenas de milhões de pessoas conectadas a redes como Twitter e LinkedIn.

E se as redes sociais são bons canais de negócios, as empresas precisam de profissionais que os dominem e saibam como extrair os melhores resultados em cada um deles.

Aí é que entram os analistas de redes sociais. Quer saber como entrar nesse importante segmento do mercado digital?

Continue a leitura, você vai aprender tudo que precisa para se tornar um profissional desejado dessa área!

O papel das redes sociais em uma estratégia de marketing digital

Antes de mais nada, vamos relembrar o potencial de negócios que uma rede social oferece. Não é só a quantidade de usuários que importa.

Há quem defenda que o LinkedIn é melhor para os negócios que qualquer outra rede, sendo que a rede tem 500 milhões de usuários, metade da base do Instagram e 1/4 do Facebook, quando comparados.

Por outro lado, o LinkedIn tem uma proposta comercial mais forte e própria para negócios, principalmente B2B.

Logo, apesar da quantidade de usuários ser importante, o nome do sucesso é outro: segmentação.

Por exemplo, de nada adianta ganhar seguidores no instagram apenas pelo número.

Achar as pessoas certas, aquelas que podem se tornar clientes da empresa, no meio da multidão de usuários de uma rede, é o verdadeiro desafio.

E todas as redes oferecem ferramentas para esse tipo de segmentação, ou seja, tudo que uma empresa precisa para fazer negócios com as pessoas certas, na hora certa.

O que faz um profissional que trabalha com redes sociais

Na mente de muitas pessoas, a rotina de um profissional de redes sociais se resume a passar o dia todo “curtindo” as redes sociais e publicando atualizações de maneira espontânea.

Mas isso é o que se faz em um perfil pessoal, quando não há nenhum objetivo ou meta profissional envolvida. Usar as redes sociais para fazer negócios, ainda mais em nome de uma marca, é bem diferente.

O profissional de social media precisa:

  • planejar estratégias de conteúdo;
  • produzir conteúdo relevante com regularidade;
  • gerenciar a frequência de publicações;
  • analisar resultados;
  • fazer mudanças pontuais e medir novamente.

8 características que um profissional de social media precisa ter

Algumas características precisam fazer parte do DNA do profissional que trabalha com redes sociais.

São fatores inegociáveis, ao menos para quem deseja ser um profissional completo e que conquista resultados exponenciais.

Isso não quer dizer que qualquer um desses pontos não pode ser aprendido ou aperfeiçoado. Veja a lista abaixo para descobrir o que você precisa desenvolver ou melhorar:

1. Criatividade

A criatividade é essencial para quem precisa, em essência, chamar a atenção de pessoas que recebem inúmeros estímulos o tempo todo, que é o que acontece nas redes sociais.

Sem essa qualidade, será muito difícil fazer as pessoas certas seguirem uma página e mais complicado ainda competir com os milhares de posts diários no feed desses usuários.

2. Mente analítica

A ideia de ser analítico parece contrária a criatividade que acabamos de citar? Não deveria. Uma coisa é usar de recursos distintos para atrair e prender a atenção, outra é basear toda a estratégia na própria intuição.

A análise de métricas e resultados é essencial para mostrar o que está funcionando e o que precisa mudar no planejamento.

3. Curiosidade

A curiosidade aqui não tem nada a ver com perder tempo vendo o que há de novo naquela página de seu interesse ou no perfil dos seus amigos.

Se trata de buscar saber as novidades que as redes sociais estão preparando, aprender com outras empresas e profissionais que usam bem esses canais e se reinventar com as informações descobertas.

4. Organização

aplicativos redes sociais

O sucesso caminha lado a lado com a organização. Profissionais que não conseguem priorizar tarefas, manter o controle da própria agenda e vivem improvisando suas próximas atividades não conseguem se estabelecer.

Além disso, trabalhar com redes sociais envolve muitas atividades, então sem organização é muito fácil se atrapalhar com as atribuições e gastar tempo com atividades que não geram valor algum.

5. Boa comunicação

A boa comunicação começa com os profissionais da própria empresa. Afinal, ninguém faz nada sozinho, ainda mais em uma estratégia completa de marketing digital, que costuma atuar em várias frentes.

Além disso, é preciso ter boa comunicação na hora de interagir com o público. Os posts costumam ser curtos, então precisam ser bem claros e fáceis de entender.

6. Proatividade

Em vez de esperar todo mundo começar a usar aquele recurso novo ou testar aquele formato de conteúdo diferente, é importante que um bom profissional seja proativo.

Isso conta pontos por mostrar domínio das ferramentas e canais usados, sem contar que promove a inovação para engajar e converter mais usuários.

7. Capacidade de persuasão

Persuasão é a capacidade de convencer alguém, certo?

Um profissional de redes sociais precisa convencer diariamente os usuários a prestar atenção na mensagem que transmite. Esse primeiro desafio já é grande.

Depois vem a parte em que é preciso persuadi-los a tomar ações que vão ao encontro dos objetivos da marca. Ou seja, sem capacidade de persuasão é difícil se manter relevante.

8. Conhecimento amplo de marketing digital

O marketing digital é um campo muito amplo de atividades, e as redes sociais representam apenas uma fração dele.

Por isso, profissionais completos não ficam preso só a conceitos específicos, mas compreendem tudo que envolve uma estratégia de inbound marketing bem-sucedida, como:

Como se tornar profissional de social media: veja 5 dicas práticas

Se você gostou do que viu até agora, deve estar se perguntando como sair do mero interesse e se tornar um profissional desejado pelas empresas para trabalhar com redes sociais.

O passo a passo a seguir vai te ajudar a não pular etapas e fazer o que é preciso para conseguir trabalhar na área:

1. Fuja de informações falsas

Sabe aquelas promessas milagrosas que circulam nas redes sociais? Fuja delas se quiser se tornar um profissional sério.

Ninguém que consegue resultados incríveis aprende tudo que precisa saber em um mini curso por e-mail ou e-book gratuito.

Prefira aprender de fontes sérias, que não usam de sensacionalismo ou promessas impossíveis para atrair alunos (e clientes).

2. Tire uma certificação em produção de conteúdo para a web

Certificações são treinamentos de fontes reconhecidas no mercado, com profissionais de alto nível. Por isso, elas agregam valor tanto pelo conhecimento ganho quanto pelo peso para um possível cliente ou contratante.

A Rock Content possui várias certificações gratuitas, e uma delas é de produção de conteúdo para a web, que aborda tópicos valiosos para quem trabalha com social media.

Outra opção é fazer um curso de mídias sociais, para se aprofundar no tema e se diferenciar no mercado.

3. Conheça a fundo as principais redes sociais

O primeiro passo para ir a fundo nas principais delas é entender como funciona o algoritmo das redes sociais.

Mas não basta ficar só na teoria, o ideal é aprender com a mão na massa. Por isso, o melhor caminho é criar perfis em cada rede e explorá-las a fundo para entender como funcionam.

O conhecimento prático, quando somado ao teórico, vai deixá-lo pronto para o próximo passo.

4. Conquiste seu próprio caso de sucesso

Como provar que você sabe trabalhar com redes sociais sem um caso de sucesso? Então, conquiste um para poder promover seu trabalho com maior autoridade.

Há várias opções para isso. Você pode iniciar um projeto pessoal e usar as redes sociais para alavancá-lo ou pode buscar o negócio de um amigo que precisa de ajuda com a gestão dos perfis sociais.

Essa experiência vai ajudar você a aprender com os próprios erros e entender de vez como atingir alvos realistas, além de servir para se promover mais tarde.

Um bom marketing pessoal é essencial para conquistar essas oportunidades.

5. Posicione-se para encontrar as vagas que deseja

Depois de ter um caso de sucesso concreto para promover seu trabalho e validar sua aptidão para o mercado, é importante que você se posicione como o profissional que deseja ser. Como assim?

Se prefere trabalhar como freelancer, posicione-se como tal e crie a sua própria estratégia de marketing para clientes.

Caso pretenda trabalhar em uma empresa, vá em busca de vagas que têm o seu perfil, entenda o que as empresas esperam de um profissional da área e candidate-se para os processos seletivos.

Pode parecer óbvio, mas vários profissionais recém-formados perdem boas oportunidades só por se confundirem no posicionamento estratégico.

O mercado precisa muito de bons profissionais de redes sociais, que entendam de verdade como usar esses canais para aumentar o faturamento das empresas. Se quiser seguir essa carreira, siga as dicas vistas aqui e, mais do que isso, não se deixe levar por promessas milagrosas de resultados imediatos.

Quer começar seu aprendizado com tudo? Então descubra agora os 10 elementos que toda estratégia de redes sociais deve ter para conquistar o sucesso!

*Conteúdo produzido pela equipe da Rock Content.

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!