O conteúdo de hoje traz informações e curiosidades acerca de um animal muito singular entre os seres vivos — o molusco. Seu corpo mole, de aspecto muito diferente da maioria dos organismos encontrados na natureza, acarreta em nós um sentimento de admiração e, ao mesmo tempo, de repulsa.

Estudar o filo Mollusca trará conhecimentos necessários para você realizar uma boa prova de Biologia nos vestibulares, além de esclarecer suas dúvidas em relação ao reino animal. Essa leitura reforçará seu embasamento em Ciências da Natureza, além de trazer exercícios e vídeos aulas complementares para enriquecer a sua experiencia estudantil.

Prepare-se para aprender as características dos moluscos, suas classificações, as doenças contagiosas relacionadas ao contato indevido, e também algumas curiosidades que farão você se apaixonar por essa categoria de invertebrados.

Não perca tempo, acompanhe agora o conteúdo completo!

O que são moluscos?

Basicamente, a classe dos moluscos compreende animais invertebrados de corpo mole, e que na maioria das vezes são protegidos por uma concha feita de calcário.

O tamanho geral desses animais varia muito para cada categoria, existindo desde espécies menores que 1 milímetro, como alguns caramujos, até animais de mais de 20 metros, no caso das lulas gigantes.

Confira alguns exemplos de moluscos mais conhecidos na lista abaixo:

  • mexilhões;
  • caramujos;
  • lesmas;
  • caracóis;
  • lulas;
  • polvos.

Eles são encontrados praticamente em todos os tipos de ambientes. Profundezas oceânicas estão repletas deles, assim como as copas das árvores de uma floresta tropical. Apesar disso, os moluscos na maioria das vezes são criaturas marinhas, embora existam espécies de água doce.

Muitos deles possuem vida livre, mas podem ser encontradas espécies que apresentam a característica de parasitismo, cujas larvas se desenvolvem sob as brânquias de alguns peixes de água doce.

Esse filo está como segundo colocado em relação ao número de espécies conhecidas — mais de 150 mil, além de ser bastante conhecido pela diversidade do formato corporal desses de animais. Nesses aspectos, ele fica atrás apenas do filamento Arthropoda.

Moluscos: características

Esses animais são seres triblásticos, celomados, de simetria bilateral, além de um corpo composto por três partes distintas: cabeça, e saco visceral.

Na região da cabeça, estão concentrados os órgão sensoriais. O pé é constituído por uma estrutura musculosa que possui uma função variada para os diversos grupos de moluscos; servem para andar, para escavar, para fixar em objetos submersos etc. O saco visceral consiste numa bolsa onde estão alojados os órgãos internos — as vísceras.

Esse saco visceral é denominado manto, ou pálio, e é composto por uma dobra na epiderme que é responsável pelo desenvolvimento da concha. Composta praticamente de calcário, essa concha serve para proteger o corpo e sustentá-lo esqueleticamente.

Em algumas espécies, o manto sofre um prolongamento até o saco visceral, desenvolvendo uma cavidade chamada de cavidade do manto, ou cavidade palial. Nessa estrutura, encontram-se o ânus e os poros excretores.

Os diversos grupos de moluscos possuem desenvolvimento corporais distintos, sendo a classificação anterior uma generalização. Para elucidar esse fato, observe os polvos: eles têm a cabeça bem desenvolvida; já nas ostras, essa estrutura é quase inexistente.

A presença e o formato das conchas, além do desenvolvimento relativo da cabeça, do pé e do saco visceral, são as características que distinguem as diversas classes dos moluscos, da quais as mais famosas são: Bivalvia, Gastropoda e Cephalopoda.

Reprodução dos moluscos

As variadas espécies de moluscos podem apresentar características dioicas ou monoicas. A fecundação desses animais pode ser interna ou externa, além do que o desenvolvimento embrionário pode ser direto ou indireto, diferenciando-se em uma ou mais fases larvais.

Grande parte da classe dos bivalves e alguns dos gastrópodes são dioicos e libertam seus gametas diretamente na água. Durante esse processo, a fecundação ocorre de maneira externa e o desenvolvimento do zigoto acaba em uma larva ciliada chamada de trocófora.

Esse tipo de embrião nada livremente e algumas espécies possuem apenas esse estágio larval. Todavia, na maioria das vezes a trocófora segue para uma segunda fase, transformando-se em um véliger, quando é iniciado o processo de formação dos pés e da concha.

caranguejo moluscos

Classificação dos moluscos

Chegou a hora conferir a classificação do filo Mollusca. Dissemos anteriormente que abordaríamos as três principais classes dessa espécie — Bivalvia, Gastropoda e Cephalopoda. Você não pode perder!

Classe Bivalvia

Nesse filamento estão reunidos os moluscos marinhos, ou aqueles de água doce, dotados de concha constituintes de duas valvas. Essas estruturas articulam-se entre uma espécie de dobradiça elástica.

Os hábitos dos bivalves são muito variados. Diversos animais, como ostras e mexilhões, ficam grudados em rochas e substratos submersos durante suas vidas inteiras. Outras espécies, como mariscos e berbigões, desenvolvem-se enterrados na areia ou lodo aquático.

Classe Gastropoda

Essa classe de molusco apresenta a maior quantidade de espécies, presentes na maior parte dos habitats. Ela é representada por espécies nos três tipos de ambiente: marinho, água doce e terra firme. São exemplos de animais desse filamentos os caramujos e os caracóis.

A maioria dessas criaturas apresenta concha espiralada, mas existem espécies com conchas reduzidas, internas ao corpo, ou mesmo animais desprovidos dessa estrutura, como as lesmas.

Os pés dos gastrópodes são bem desenvolvidos e utilizados para a locomoção. Eles possuem uma glândula localizada abaixo da boca que expele um muco viscoso e o movimento de locomoção acontece graças aos deslizamentos do pés sobre essa substância durante a contração da sua musculatura.

Classe Cephalopoda

Nesse filamento de moluscos, estão reunidas as espécies que vivem exclusivamente no mar. Alguns animais possuem conchas internas, como as lulas e as sépias. Outras criaturas apresentam conchas externas espiraladas que são divididas em várias câmaras, como é o caso dos náutilos. Algumas exceções, como os polvos, não possuem conchas.

O nome Cephalopoda vem do grego kephalos, cabeça, e podos, pé. Ele refere-se ao formato do corpo desses animais, que apresentam a cabeça diretamente conectada aos pés. Esses, por sua vez, são bem desenvolvidos e musculosos, além de serem divididos em tentáculos com ventosas que ajudam na locomoção e na captura das presas.

Curiosidades

Existem alguns fatos curiosos acerca do filo Mollusca que reunimos especialmente para você ficar por dentro do assunto. Confira:

  • o Oceano Pacífico abriga mariscos imensos que possuem mais de 1 metro de comprimento e pesam aproximadamente 300 quilos;
  • as lulas gigantes atingem o comprimento de até 20 metros;
  • o escargot é muito utilizado como especiaria em pratos de restaurantes finos. Sua criação envolve cuidados especiais em relação a alimentação, temperatura e umidade do cativeiro;
  • as pérolas produzidas por ostras possuem muita importância para a economia de alguns países. Suas conchas são utilizadas na fabricação de botões, pentes e vários outros objetos;
  • o filo dos anelídeos apresenta várias semelhanças com os moluscos. As duas espécies possuem o corpo maleável e habitam ambientes úmidos. O que diferencia as duas classes é a ausência da casca protetora nesses animais.

Moluscos contagiosos

Observando o título deste tópico, você deve se perguntar: afinal de contas, o que é um molusco contagioso? Basicamente, trata-se de uma infecção causada por um vírus da família poxvírus, relativamente comum, e que caracteriza-se pelo aparecimento de nódulos na pele geralmente confundidos com verrugas.

Para ficar prevenido e não ter que se preocupar com essa doença, fique sabendo que o contágio acontece por meio de objetos contaminados, como roupas e toalhas, mas também pode ser transmitido por meio do contato sexual.

O molusco é realmente um animal muito interessante, não acha? Você acabou de aprender suas características e classificações. Viu que esses animais estão presentes nos diversos habitats do planeta e que sua estrutura corporal varia de acordo com a classe a que pertencem.

Apresentando conchas internas ou externas, ou mesmo uma lesma que não possui essa estrutura, o filo Mollusca adapta-se às mais variadas condições ambientais. Contudo, fique esperto para não contrair um molusco contagioso, ou mesmo ter uma intoxicação alimentar ao consumir esse animal na praia!

Gostou do texto? Então aproveite o fim de semana para praticar os melhores exercícios sobre moluscos, além de assistir à videoaula sobre o assunto de hoje.  Para mandar bem no vestibular, não postergue os seus estudos. Continue aprendendo com ótimos textos sobre sistema circulatório e citoplasma.

A equipe de professores do Stoodi oferece o melhor material preparatório para o Enem. Não perca tempo, cadastre-se gratuitamente!

Renata Celi

Cursando relações internacionais, ama viajar e tomar sol. A Renata faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e faz trabalho voluntário com crianças nas horas vagas. A Rê adora comida, conhecer gente nova, mas, principalmente, ver filmes repetidos. Conheça mais os textos da Renata!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!