Você já passou na universidade e no curso que tanto desejava? Ou está se preparando para o tão esperado vestibular?

Saiba aqui os diversos benefícios que as universidades podem oferecer aos seus alunos que podem dar aquela ajudada em seu currículo!

Bolsas de Estudo

Se você deseja fazer alguma faculdade particular, saiba que existem diversos programas sociais que podem te ajudar.

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um programa criado pelo MEC para financiar propriamente o curso superior de estudantes de faculdades privadas. Já o Prouni (Programa Universidade para Todos) concede bolsas de estudo integrais e parciais também em instituições de ensino superior privadas.

Algumas das faculdades que aceitam ambos os programas são:

  • PUC-SP
  • PUC-Rio
  • FGV-SP
  • ESPM
  • Mackenzie
  • Faculdade das Américas
  • Centro Educacional Anhanguera
  • Anhembi Morumbi

Além destes programas sociais do governo, muitas faculdades oferecem bolsas sociais de acordo com a renda do estudante.

Auxílio-moradia

Diversas universidades públicas possuem moradias para os estudantes de baixa renda ou aqueles que tiveram que mudar de cidade por conta da faculdade. Nas moradias estudantis, os alunos dividem quartos com outros dentro da própria universidade durante todo o período da graduação.

Auxílio-financeiro

As universidades que não possuem moradias estudantis oferecem aos alunos o auxílio-financeiro, depositado na conta do estudante que necessitar e estiver dentro dos requisitos da faculdade.

Auxílio-alimentação e transporte

O auxílio-alimentação pode ser depositado em dinheiro na conta bancária do estudante ou quando a universidade dispõe de refeitórios, o aluno paga um valor menor ou é isento. Já o auxílio-transporte é o valor mensal fornecido aos alunos que precisam de ajuda para o deslocamento de sua casa até a faculdade.

Bolsa-Permanência

O programa de bolsa-permanência, criado pelo Ministério da Educação (MEC), tem como objetivo apoiar financeiramente os estudantes de curso superior em instituições públicas federais.

Os alunos que enquadram-se nos requisitos necessários são beneficiados com o valor de R$ 400,00, o que equivale a uma bolsa de iniciação científica. Já estudantes indígenas e quilombolas recebem o valor de R$ 800,00 por terem condições próprias como a localização geográfica, costumes, tradições etc.

Os requisitos necessários para conseguir o auxílio do programa são:

  • Estar matriculado em curso de graduação das universidades participantes do programa.
  • Ter renda familiar por pessoa de até um salário mínimo.
  • Ter o cadastro aprovado pela instituição de ensino
  • Assinar o compromisso do programa.

Para pedir a bolsa é necessário antes verificar se a instituição de ensino participa do programa e apresentar os documentos solicitados, como comprovação de renda. No momento em que a bolsa é aprovada, o estudante recebe um cartão com os créditos de auxílio-financeiro.

Entidades

Ao ingressar na faculdade é comum os estudantes se depararem com diversas entidades estudantis como o Diretório Acadêmico, Centro Acadêmico, Atlética entre outros.

O diretório e o centro acadêmico são entidades que representam os alunos de um curso específico. O D.A e o C.A fornecem aos estudantes atividades extracurriculares, palestras, debates, projetos e eventos culturais.

Por que participar?

É interessante participar, pois além de agregar para sua experiência universitária, é uma forma de se comunicar mais facilmente com a faculdade e ter voz para possíveis mudanças, sugestões e ideias.

livros faculdades

Iniciação científica

Para os estudantes que pretendem seguir carreira acadêmica, realizando pesquisas ou até mesmo tornar-se professor universitário, a iniciação científica é considerada uma boa opção para desenvolver e iniciar esta trajetória.

A iniciação científica proporciona aos alunos de graduação a possibilidade de desenvolver um projeto de pesquisa com orientação de um pesquisador e professor da própria universidade. Existem bolsas-auxílio como da Fapesp, Capes e CNPQ e geralmente o projeto tem duração de um ano.

Intercâmbios

Existem diversas formas de fazer intercâmbios pela faculdade, tanto pelas privadas como pelas  universidades públicas.

Todas as faculdades possuem um departamento de intercâmbio em que os alunos podem pesquisar as diversas opções em cursar um período fora do país ou fazer algum curso específico.

Como fazer intercâmbio pela faculdade?

Primeiro é necessário pesquisar quais são as instituições que possuem convênio com sua faculdade. Depois que você escolher o destino e a universidade que pretende estudar, deve seguir alguns passos:

  • Se inscrever no  processo seletivo;
  • Providenciar a documentação necessária como visto e passaporte;
  • Realizar o teste de proficiência no idioma do país de destino como o TOEFL e IELTS;
  • Contratar um seguro-saúde;
  • Procurar acomodação.

Existem alguns programas de bolsas de estudo para que estudantes possam realizar o tão desejado intercâmbio. Um exemplo é pesquisar pelo Estudar Fora, um projeto da Fundação Estudar que possui diversas oportunidades de bolsas em várias universidades internacionais renomadas.  

O banco Santander também fornece bolsas de estudo internacionais na Espanha pelo Programa Top España e também o Programa Ibero-Americanas, presente na Argentina, Colômbia, Chile, Espanha, Peru, Porto Rico, Portugal, México e Uruguai.

Gostou de saber os benefícios que as faculdades podem oferecer? Então aproveite e cadastre-se no Stoodi gratuitamente para começar agora seus estudos e garantir sua aprovação!

Renata Celi

Cursando relações internacionais, ama viajar e tomar sol. A Renata faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e faz trabalho voluntário com crianças nas horas vagas. A Rê adora comida, conhecer gente nova, mas, principalmente, ver filmes repetidos. Conheça mais os textos da Renata!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!