Quem se prepara para o Enem precisa conferir as matérias tradicionais e os assuntos de conhecimentos gerais, principalmente aqueles que normalmente são abordados no exame, como a sustentabilidade. Talvez esse já seja um conceito que faz parte da sua vida, desde formas de consumo mais consciente até a reciclagem do lixo.

De qualquer forma, é importante atentar ao tema e aos projetos de sustentabilidade, ainda mais quem está estudando para o Enem, porque precisa acompanhar esses assuntos e conseguir escrever sobre eles.

Neste artigo, falaremos o que é sustentabilidade, quais tipos existem e ainda mostraremos um exemplo de redação sobre o tema.

 

O que é sustentabilidade?

Do latim sustentare, a palavra sustentabilidade significa sustentar, cuidar. O conceito de sustentabilidade como o entendemos hoje surgiu em 1972, na Suécia, em uma conferência ambiental: a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente Humano. É um formato de vida com soluções ecológicas para diminuir o impacto do homem na Terra, garantindo a perpetuidade da vida no planeta e a proteção dos recursos naturais.

Na Eco-Rio 92 (Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento), onde também foi desenvolvida a Agenda 21, surgiu o termo desenvolvimento sustentável, que fortaleceu ainda mais essa prática. O objetivo de tudo isso foi a criação de um conjunto de ações para que, a longo prazo, o homem consiga diminuir sua pegada no planeta, preservando os recursos naturais.

Tripé da sustentabilidade

Apesar de a relação do homem com o meio ambiente ter sido o foco para o significado de sustentabilidade, existem alguns fatores que estão interligados e promovem esse benefício de forma integral. O tripé que apoia a sustentabilidade é formado pelos seguintes aspectos:

  • ambiental: está relacionado ao desenvolvimento sustentável por meio da preservação e recuperação do meio ambiente. É observada a forma como o ser humano e suas organizações (comunidade, governo e empresas) impactam a natureza e quais técnicas podem reduzir e até mesmo reverter o cenário de degradação;
  • social: também é importante entender as condições e qualidade de vida das pessoas. Tanto nos aspectos de saúde e inserção social, como também em outros fatores que favorecem as condições de vida como educação, emprego e renda, condições de lazer e acesso à cultura.
  • econômico: além do lucro, o foco principal da economia sustentável é o respeito à natureza (dos métodos de produção até a logística ou material das embalagens utilizadas). Também é fundamental o respeito com as pessoas envolvidas — colaboradores, comunidade no entorno da empresa e público final.

Tipos de sustentabilidades

Além do tripé da sustentabilidade, que serve como um parâmetro para entender se o processo é realmente sustentável, existem muitos campos em que esse conceito pode ser aplicado. Confira os principais deles.

Sustentabilidade ambiental

Uma das bases da sustentabilidade, o campo ambiental é aquele que cuida de relações equilibradas entre o homem e a natureza. Isso não significa que a sustentabilidade seja contra o beneficiamento de matérias-primas. A diferença é encontrar formas de minimizar o impacto ambiental causado. Por exemplo, o reflorestamento de áreas degradadas e o manejo sustentável — exploração dos recursos renováveis da natureza sem as consequências desse ato em grande escala.

Sustentabilidade empresarial

Quando divulgado na mídia, esse tipo de ação pode até se parecer com uma estratégia de marketing, que fortalece a marca. Entretanto, os fundamentos da sustentabilidade empresarial estão ligados a uma preocupação da empresa de estar alinhada a um gerenciamento mais humano dos colaboradores e o cuidado com os recursos naturais usados em todos os processos.

Além disso, a sustentabilidade empresarial ainda se mobilizará com:

  • a comunidade do entorno;
  • processos que podem diminuir a pegada ambiental (como a digitalização para reduzir o uso do papel e a substituição de copos descartáveis por permanentes);
  • causas nobres.

Sustentabilidade econômica

Com o desenvolvimento tecnológico, a economia não deve estar ligada apenas ao seu próprio crescimento. Isso pode gerar uma exploração dos recursos naturais e pessoas além do natural. Com a adoção de políticas ambientais e também um interesse real pelo bem-estar social, a economia se transformaria em uma ferramenta para garantir condições básicas a toda a humanidade e preservação da natureza.

Sustentabilidade social

Já a sustentabilidade social é uma vertente que observa o respeito e condições de igualdade para toda a população. Um bom exemplo seria o respeito pela diversidade cultural, como as tradições africanas ou a preservação do povo e cultura indígenas.

bicicletas sustentabilidade

Exemplos de sustentabilidade

Como você deve ter percebido, a sustentabilidade não tem apenas preocupação em preservar o meio ambiente, prevenindo desastres ambientais e garantindo recursos para as gerações futuras. Ela também está ligada ao respeito ao próximo e ao bem-estar geral. Existem ações dentro de cada perspectiva que apresentamos, pode ser algo coletivo, mas tem muitas coisas que dá para você fazer sozinho.

Alguns exemplos de ações sustentáveis:

Redação sobre sustentabilidade

Há décadas que o homem percebeu que a exploração indevida dos recursos naturais pode inviabilizar a qualidade de vida das gerações futuras. Desde 1972, por meio de uma conferência ambiental realizada na Suécia, o conceito de sustentabilidade se tornou um assunto para ser tratado por todos: cidadãos, Estados e empresas.

No Brasil, existem leis e órgãos para assegurar a preservação do meio ambiente. Entretanto, não é apenas das questões ambientais que a sustentabilidade cuida. Ela também está voltada para a preocupação social (que garante a qualidade de vida e o bem-estar da população) e para uma economia mais justa. Inclusive, este é o tripé no qual se baseia a sustentabilidade: meio ambiente, economia e sociedade.

Apesar de tantos meios para tornar o nosso país um ambiente mais sustentável, grande parte dos princípios ainda não são vistos na prática. Ainda existe uma exploração desordenada dos recursos que, além de acabar com as fontes naturais, podem colocar em risco a população no entorno. Alguns exemplos disso são: a contaminação industrial das águas; o plantio com pesticidas que compromete não só os vegetais, como o solo e a água; a extração de recursos minerais desordenada, que acaba com ecossistemas inteiros e ainda pode colocar em risco a população do entorno (como aconteceu em Minas Gerais com o caso da Samarco e da Vale, quando houve rompimento das barragens).

Entretanto, o desenvolvimento sustentável não será alcançado apenas com a mudança da postura de empresas e do governo. É muito importante que a população também seja conscientizada, tanto ambientalmente, quanto nos aspectos social e econômico. Existem práticas que podem ser praticadas individualmente, como a separação do lixo para a coleta seletiva de resíduos; o consumo consciente; a escolha e apoio a empresas se preocupam em ser mais sustentáveis; o racionamento de água e energia; a preferência por embalagens ecológicas (feitas de tecido e papel, por exemplo).

Hoje já percebemos que a sustentabilidade não é um discurso alternativo, fora do nosso sistema socioeconômico. Ela é uma forma de regular o capitalismo para que a exploração (de recursos e pessoas) não aconteça de forma desenfreada, mas que encontre um equilíbrio para possibilitar um mundo mais humano e também que respeita o meio ambiente. O importante para estarmos cada dia mais próximos desse cenário é fazer a nossa parte, conscientizar o próximo e mobilizar a sociedade para garantir o desenvolvimento sustentável.

Viu como a sustentabilidade é um assunto muito interessante de se tratar? Hoje esse tema é tão importante que existe a profissão do gestor ambiental: são pessoas responsáveis por cuidar da educação ambiental e da preservação da natureza. Mesmo que essa não seja a sua pegada, você deve ter percebido que dá para colaborar. Afinal, a ação de cada um tem significado.

Gostou do texto? Então convidamos você a fazer uma redação sobre o assunto. Afinal, treinar é o melhor exercício para escrever bem no dia do exame!

 

Renata Celi

Cursando relações internacionais, ama viajar e tomar sol. A Renata faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e faz trabalho voluntário com crianças nas horas vagas. A Rê adora comida, conhecer gente nova, mas, principalmente, ver filmes repetidos. Conheça mais os textos da Renata!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!