É difícil encontrar algum personagem mais marcante do que Sherlock Holmes. Comentado até os dias de hoje, esse detetive está presente nas estantes e telonas de todo o mundo. Mas, afinal, você sabe quem foi Sherlock Holmes?

Criado em 1887 por Sir Arthur Conan Doyle, um famoso escritor britânico, Holmes se tornou um dos principais personagens da literatura, dando base para a criação de novos contos, romances e outras narrativas sobre o universo da investigação.

Se você quer se aprofundar na história de Sherlock, continue lendo nosso artigo! Separamos as principais informações sobre esse ícone da literatura.

Quem foi Sherlock Holmes?

Como comentamos, Sherlock Holmes é um personagem enigmático, presente nos romances policiais de Conan Doyle. Ao longo dos livros e contos, o autor apresenta a história desse detetive infalível, explicando sua maneira de pensar e ver o mundo.

Dessa maneira, o leitor consegue se aproximar de Sherlock Holmes e enxergar os problemas a partir do ponto de vista do detetive, encontrando respostas para as investigações que até então não eram solucionáveis.

Vale destacar que os romances de Conan Doyle não foram os primeiros a trazer à tona os dramas policiais e investigativos. Acontece que a sua forma de escrita, colocando o mistério como o foco principal e elaborando a narrativa a fim de deixar o leitor preso à obra, fez com que as aventuras de Sherlock se tornassem famosas, marcando a história da literatura.

Além disso, a forma como ele desenvolveu o personagem trouxe novos ares para os romances policiais, fazendo com que outros autores começassem a elaborar protagonistas egocêntricos, habilidosos e arrogantes, assim como Sherlock.

Características de Sherlock Holmes

Para conquistar o renome que esse personagem tem, o autor teve que criar diversas características peculiares para Sherlock, trazendo à tona suas loucuras, pensamentos dedutivos e forma de interpretar os fenômenos misteriosos.

Justamente por isso, as características de Sherlock Holmes são altamente conhecidas hoje em dia: um estilo de vida boêmio, com vícios explícitos, hábitos excêntricos e pouca preocupação em relação à organização e, é claro, ao fortalecimento das suas relações interpessoais.

Isso quer dizer que Sherlock era uma pessoa fria, que dificilmente se importava com o sentimento dos outros, respondendo de forma ríspida, arrogante e irônica. Dessa maneira, tinha uma paixão pelo exibicionismo, procurando expor suas conquistas e habilidades para surpreender seus observadores e inimigos.

No entanto, ao longo dos romances, é possível perceber diversas fraquezas e inseguranças de Sherlock Holmes que, infelizmente, não tem resposta para todas as perguntas. Assim, a cada conto é possível perceber um pouco mais sobre sua personalidade, tornando-o uma figura muito próxima da realidade.

Justamente por isso, muitas pessoas começaram a se questionar se Holmes era real, criando hipóteses da sua relação com Conan Doyle e o afastando cada vez mais da ficção. Embora essa teoria tenha sido negada, existem indícios de que o autor tenha se inspirado em uma pessoa real, um antigo professor da sua universidade de Medicina, para dar vida a Sherlock.

Parceria com Watson

Sherlock Holmes é o protagonista dos romances de Doyle, mas isso não quer dizer que ele atuava sozinho. Ao longo da narrativa, o Dr. John Watson apareceu como colega de quarto de Holmes e acabou se envolvendo nas investigações do detetive, tornando-se seu parceiro e atuando durante 17 anos ao seu lado.

Durante todo esse tempo, Watson escreveu as aventuras e casos mais interessantes que eles viveram juntos, divulgando suas crônicas e relatos para que o mundo conhecesse a inteligência de Sherlock.

Morte de Sherlock Holmes

Cansado de escrever sobre as investigações, Doyle optou por matar Sherlock Holmes na obra O problema final, publicada em 1893. Durante oito anos, ele recebeu críticas e ameaças pelos fãs, que ficaram indignados pela morte do famoso personagem.

Foi então, entre 1901 e 1902, que Conan Doyle divulgou O cão dos Baskervilles, contando a história antes da morte de Holmes. No ano seguinte, escreveu A aventura da casa vazia, revivendo o personagem e surpreendendo os fãs, que até então acreditavam que nunca mais veriam as histórias investigativas de Sherlock.

sherlock holmes

Frases: Sherlock Holmes

Por ser um clássico da literatura, é comum encontrar frases de Sherlock Holmes nos grandes vestibulares, sobretudo para contextualizar alguma questão. Você pode conferir as principais abaixo:

  • “Eu sou um cérebro, Watson. O resto é mero apêndice.”
  • “Já tenho experiência demais para desprezar as intuições femininas; são de mais valor do que as conclusões de um raciocinador analítico.”
  • “Todos os problemas se tornam infantis, depois de explicados.”
  • “Para uma mente ampla, nada é pequeno.”
  • “É comum vermos os homens zombarem do que não podem compreender.”

Vale lembrar que a famosa frase “Elementar, meu caro Watson” nunca foi escrita por Doyle. Em uma das adaptações para o teatro, os roteiristas a adicionaram à trama, que posteriormente foi aprovada pelo autor, tornando-se um grande marco para os fãs.

Contos de Sherlock Holmes

Ao longo deste artigo, comentamos muito sobre os romances de Conan Doyle, mas você sabia que ele escreveu contos sobre Sherlock Holmes também? Com cinco coletâneas e 56 contos diferentes, o autor conseguiu explorar a história desse marcante personagem, trazendo à tona questões nunca vistas antes nos livros. Confira os títulos:

  • The adventures of Sherlock Holmes, com 12 contos (1892);
  • The memoirs of Sherlock Holmes, com 11 contos (1894);
  • The return of Sherlock Holmes, com 13 contos (1905);
  • His last bow, com oito contos (1917);
  • The Case-Book of Sherlock Holmes, com 12 contos (1927).

Sherlock Holmes: série

Não podemos negar: Sherlock Holmes marcou a história da literatura, cinema e televisão. Com diversas adaptações, as aventuras do detetive se tornaram conhecidas no mundo inteiro, proporcionando recontagens até hoje.

Uma das mais conhecidas é a série britânica Sherlock, produzida por Steven Moffat e Mark Gattis. Lançada em 2010, conta a história de Holmes na atualidade, sem deixar de lado as características que o tornam único. A cada episódio, novos mistérios surgem, fazendo com que Holmes e Watson desenvolvam uma narrativa cativante.

Atualmente, a série pode ser encontrada na plataforma da Netflix, com todas as temporadas disponíveis. Ainda, vale lembrar que os diretores pausaram as gravações sem data de retorno, mas afirmam que voltarão em um futuro próximo.

Sherlock Holmes marcou a história de muitas pessoas. Capaz de envolver qualquer leitor com suas histórias instigantes e criativas, Conan Doyle trouxe para a literatura clássica uma nova técnica de escrita, abrindo as portas para diversos romances policiais que fazem sucesso atualmente.

Para aprofundar seus conhecimentos de Literatura e mandar bem no vestibular, que tal conhecer nosso plano de estudos e garantir excelentes resultados?

Renata Celi

Cursando relações internacionais, ama viajar e tomar sol. A Renata faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e faz trabalho voluntário com crianças nas horas vagas. A Rê adora comida, conhecer gente nova, mas, principalmente, ver filmes repetidos. Conheça mais os textos da Renata!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!