O ensino a distância (EAD) está cada vez mais popular e é uma ótima alternativa para quem busca conhecimento na internet.

No mundo todo, diversas instituições de renome oferecem aulas nessa modalidade. Exemplo disso são grandes universidades americanas, como Harvard e Massachusetts Institute of Technology (MIT), que possuem cursos EAD para estudantes de vários países.

No Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), a educação a distância vem crescendo mais do que o ensino presencial.

Estudos da mesma organização indicam que até 2023 a modalidade de ensino a distância terá mais alunos matriculados do que a presencial no país.

Diversos cursos são oferecidos neste formato, desde aulas livres até mesmo graduações completas, o que gera diversas oportunidades de aprendizado e também de empreendimentos.

Porém, mesmo com a crescente popularidade, muitos ainda se perguntam: o ensino a distância vale a pena? E é exatamente esse questionamento que vamos abordar no texto de hoje. Para saber mais, é só continuar a leitura!

O que é ensino a distância e como ele funciona?

A educação a distância é uma categoria de ensino em que a transmissão e o compartilhamento de conhecimentos são feitos através de tecnologias educacionais.

Antes mesmo das tecnologias atuais possibilitarem tais conexões, algumas investidas rumo à EAD já eram praticadas no Brasil.

Um exemplo disso são os cursos por correspondências que existiram no país desde a década de 40. Eles eram mediados pelos Correios e os alunos recebiam em casa suas apostilas para estudarem de forma independente.

O Telecurso 2000 da Rede Globo é outra iniciativa pioneira no ensino a distância. As aulas eram transmitidas pela TV toda manhã e instruíam os telespectadores com exemplos baseados em situações cotidianas.

Com as novas tecnologias, essa modalidade de educação foi se transformando. Hoje, são ferramentas online que possibilitam a conexão de alunos e professores sem a necessidade de estarem juntos no mesmo local ou até mesmo dia e hora, mas ainda assim em contato um com o outro. A troca de informações ficou mais dinâmica e o contato mais próximo.

Além disso, a internet possibilitou que diferentes níveis de educação sejam ministrados online, como veremos a seguir.

Tipos de ensino a distância

De curso livres à complemento e formação, passando pela educação superior: são muitas as possibilidades na EAD. Atualmente, é possível se matricular em diferentes tipos de cursos à distância. Por exemplo:

  • Cursos de preparação: são pré-vestibulares e preparatórios para o Enem, treinamentos de redação e revisão de matérias, preparação para OAB ou para concursos públicos que têm suas disciplinas apresentadas através de videoaulas juntamente com outros materiais de apoio.

 

  •  Aulas de idiomas: diversas empresas são especializadas no ensino de línguas a distância, seja com aulas ao vivo por videoconferência ou com aulas gravadas que podem ser assistidas a qualquer momento.

 

  • Graduação: em diversas universidades do Brasil, muitas disciplinas são ministradas online por meio de diferentes sistemas, como o Moodle, utilizado nas instituições federais. Além disso, algumas organizações de ensino superior oferecem cursos autorizados pelo Ministério da Educação que são inteiramente feitos à distância. São diversas as formações disponíveis, como Administração, Biomedicina, Ciência da Computação, Design Gráfico, Engenharia Elétrica, Farmácia, Letras, Marketing, Relações Internacionais, Turismo, entre outros.
  • Cursos livres: é possível encontrar diferentes instituições de ensino, marketplaces e até mesmo empresas que oferecem cursos livres na modalidade de ensino a distância. E os assuntos dos cursos são os mais variados: oratória, redação, design, marketing de conteúdo, mídias sociais, astrologia, programação, literatura nacional, datilografia… E a melhor parte é que muitos podem ser usados para complementar sua formação! Certificados de cursos livres online podem ser acrescentados ao seu currículo e até mesmo ao seu histórico na faculdade.
  • Pós-Graduação: assim como existem diversas graduações a distância reconhecidas pelo MEC, o mesmo acontece com os cursos de pós-graduação. É possível fazer especializações e até mesmo mestrados e doutorados de forma semi-presencial ou online.

 

Formatos das aulas

Além de diferentes tipos, o ensino a distância também conta com uma variedade de formatos e materiais que podem ser utilizados em suas aulas, assim como no ensino presencial.

Dentre eles estão:

Por que o ensino a distância têm crescido?

Como falamos na introdução do texto, tudo indica que nos próximos anos os cursos online vão ultrapassar a educação presencial em número de alunos matriculados.

Para entendermos melhor esse fenômeno, precisamos pensar no que faz os estudantes optarem pelo modelo. Ou seja, precisamos considerar quais são os benefícios da EAD como motivos para esse crescimento.

1. Autonomia

O ensino a distância permite que o aluno se organize da forma que ele achar mais adequada e produtiva, utilizando técnicas que considera melhores para seu aprendizado.

Na educação a distância, é o aluno que dita o ritmo das aulas e como quer se organizar em seu dia a dia, o que é um grande atrativo para os estudantes de todas as idades atualmente.

2. Flexibilidade de horário

Junto à autonomia, a flexibilidade de horário é um grande benefício para os alunos. Principalmente para aqueles que já estão no mercado de trabalho e buscam uma formação complementar ou até mesmo conquistar o diploma de nível superior.

Com o ensino a distância, é possível assistir aulas quando tiver um tempinho extra ou em horários não convencionais, que não são oferecidos por instituições de ensino presencial.

3. Comodidade

Não precisar se deslocar até uma escola ou faculdade é um outro atrativo que fez com que a procura pelo ensino a distância aumentasse no Brasil.

A educação a distância permite que o estudante acesse suas aulas em qualquer lugar, seja em casa, seja no trabalho ou enquanto viaja, além de poupar o tempo gasto nos deslocamentos e no trânsito.

4. Atualização

Muitos profissionais possuem pouco tempo fora do trabalho para buscar atualização em suas áreas ou aprender algo novo. Em contrapartida, o mercado exige cada vez mais trabalhadores preparados e por dentro de todas as novidades.

Nesse cenário, a possibilidade de se atualizar através do ensino a distância, que como vimos pode ser acessado quando e onde quiser, se torna um grande atrativo e até mesmo incentivo para diversos profissionais manterem a aprendizagem em dia.

5. Economia

O bolso dita muitas regras no dia a dia das pessoas e preços mais baixos são sempre uma boa notícia, não é mesmo?

A EAD tem custos menores se comparada com modalidades presenciais de ensino. Isso porque não possui gastos, como aluguéis de grandes espaços físicos e/ou de salas de aula, deslocamento de professores, móveis como mesas e carteiras, manutenção desses espaços, entre outros.

Por isso, o ensino a distância muitas vezes possui um valor mais acessível, o que atrai muitos estudantes.

Além disso, os alunos acabam evitando outros gastos como transporte, por exemplo, já que, como citamos, não é necessário o deslocamento para um lugar específico para assistir às aulas.

O que é preciso para estudar a distância?

Apesar de apresentar muitos benefícios, estudar a distância ainda é um desafio para muita gente. Isso porque, ao mesmo tempo que a autonomia, a comodidade e a flexibilidade nos dão liberdade, também nos cobram responsabilidade.

No EAD, mais do que na modalidade tradicional, os alunos são os principais responsáveis por seu aprendizado. Por isso, precisam estar sempre atentos ao desempenho.

Com isso em mente, preparamos algumas dicas para que os alunos interessados ou que já são matriculados no ensino a distância possam superar as dificuldades da modalidade.

1. Planeje e organize seu tempo

Independente do curso que você esteja cursando ou pretenda cursar, o planejamento e a organização vão te ajudar durante todo o percurso de aprendizagem.

Para começar a se planejar e a se organizar, é interessante definir seu objetivo. Por exemplo: “quero passar em todas as disciplinas” ou “quero me tornar especialista no assunto x até o fim do ano” são metas e objetivos que vão te ajudar a se manter focado e motivado com os estudos.

Consultar as ementas e os cronogramas dos cursos e disciplinas que vai cursar também é importante na hora do planejamento e da organização.

Sabendo previamente o que precisa estudar, fica mais fácil estabelecer suas tarefas e seus horários junto com as outras atividades que você desempenha no dia a dia e, assim, estabelecer uma rotina organizada.

2. Organize seu espaço

Não é só o seu tempo que precisa ser pensado, mas também o seu espaço de estudo.

Já entendemos que não é preciso estar em uma sala de aula formal para aprender. Porém, é interessante manter um espaço confortável, com mesa, cadeira, boa iluminação e um ambiente calmo e tranquilo para seus estudos.

Caso esteja viajando, o ideal é encontrar um espaço assim onde estiver, como bibliotecas públicas, por exemplo.

Ambientes assim auxiliam na concentração e, claro, a coluna agradece!

3. Cuidado com as distrações

Com tempo e espaço organizados, é mais fácil manter o foco nos estudos. Porém, hoje em dia, andamos sempre com algo que pode nos desconcentrar.

A dica aqui é evitar abrir muitas abas no computador enquanto estiver lendo seus materiais, assistindo às aulas ou estudando. O foco em uma atividade de cada vez é muito importante para nossa aprendizagem, mesmo quando a gente acha que pode fazer mais de uma coisa de uma vez.

Manter o celular no silencioso ou em outro cômodo, quando possível, também pode ajudar na concentração, uma vez que te impede de ficar checando mensagens e timelines e se distraindo sem perceber.

4. Não deixe para a última hora

Sabemos que faz parte da vida de estudante deixar algumas coisinhas para a última hora, mas isso não é algo para se orgulhar.

Ao deixar os trabalhos importantes para a última hora, muitas vezes nos vemos estressados, ansiosos, entregando algo que sabemos que poderia ser bem melhor, não é mesmo?

Com a organização e o planejamento que falamos por aqui, é possível se programar para fazer os trabalhos e estudar para testes com tranquilidade, sem necessidade de correr ou fazer tudo de qualquer jeito.

Dessa forma, você garante um melhor rendimento e também um estudo mais efetivo.

5. Pergunte

Mesmo que a aula não seja transmitida ao vivo, é muito importante que você busque tirar todas as suas dúvidas. Sempre!

Muitas plataformas de ensino a distância disponibilizam o contato dos instrutores e professores para que você possa encaminhar suas perguntas, além de fóruns de discussão que podem envolver seus colegas de curso.

6. Aplique seus conhecimentos

Os cursos de EAD geralmente oferecem diversos exercícios para que os alunos possam estudar e fixar a matéria.

Essas atividades, além de outras que você pode buscar online quando achar necessário, são muito importantes para absorver o conteúdo e perceber quais são as suas dúvidas em uma determinada matéria, por exemplo.

Já deu para perceber que o ensino a distância exige muita dedicação, não é mesmo? Mas não se deixe abalar por isso! Esse modelo também é muito vantajoso e possui muitos benefícios, alguns imprescindíveis nos dias de hoje.

E se você se sentiu motivado com este post e já quer começar a aprender algo novo, que tal conhecer alguns cursos online gratuitos? Clicando aqui, você conhece 5 cursos online gratuitos e de qualidade, além de saber mais sobre como dar suas próprias aulas na internet. Não deixe de ler!

Conteúdo produzido pela Hotmart .

Renata Celi

Cursando relações internacionais, ama viajar e tomar sol. A Renata faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e faz trabalho voluntário com crianças nas horas vagas. A Rê adora comida, conhecer gente nova, mas, principalmente, ver filmes repetidos. Conheça mais os textos da Renata!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!