Além de dúvidas sobre como vai ser o nível de dificuldade da prova, qual deverá ser o tema da redação e se a concorrência será elevada neste ano, uma pergunta rotineira entre os estudantes que fazem o Enem é: como somar a nota do Enem?

Muitos vestibulandos ao final da prova ficam ansiosos para conferirem as suas respostas com as do gabarito oficial. Porém, por mais que possa parecer incoerente, o resultado da sua nota final no Enem não está diretamente associado com a quantidade de questões acertadas, mas, sim com o peso atribuído pelo Inep em cada pergunta, como explicaremos abaixo.

Desse modo, confira tudo sobre como fazer a soma da nota do enem e entenda qual o critério adotado pelo Inep para avaliar o desempenho de cada aluno.

Qual o critério utilizado pelo Inep?

Antes de entender como se soma a nota do Enem, é interessante o estudante saber qual o critério utilizado pelo Inep para avaliar o desempenho do vestibulando em cada disciplina.

Cada área no Enem tem 45 questões e é avaliada em uma escala de 0 a 1000 pontos. Contudo, se uma pessoa acertar 36 questões em matemática (o que equivale a 80%), por exemplo, a sua média na escala de 0 a 1000 naquela área não necessariamente será de 800 pontos (80% de 1000).

Isso porque a prova adota um sistema de avaliação chamado de Teoria da Resposta ao Item – TRI, o qual distribui pesos para cada questão (vale lembrar que esses pesos não são divulgados pelo MEC, ou seja, o estudante faz as questões sem imaginar qual tem mais peso que a outra) e calcula a média de 0 a 1000 pontos do aluno embasado no peso das questões acertadas.

Em outras palavras, quanto mais perguntas um estudante acertar em uma área, mais chances ele tem de elevar a sua média naquela disciplina, porém, o número bruto de questões acertadas dá apenas uma ideia, até porque, é possível um vestibulando acertar 35 questões em matemática e alcançar uma média superior à de um outro estudante que tenha acertado 39 questões, por exemplo.

Como somar a nota do Enem?

como calcular a nota do Enem?

Podemos separar o cálculo da nota final do Enem de duas formas, abordando a média simples (que é a forma com que a nota final de fato é dada pelo Inep) e a média por peso (maneira que algumas universidades adotam para realizar o seu processo seletivo com base na nota do Enem após a atribuição de pesos).

Média simples

Imagine que você entrou no site do Inep no dia do resultado final e encontrou as seguintes notas:

Para achar a sua nota final no Enem basta realizar a média aritmética simples desses valores, isto é, somar tudo e dividir por 5, como demonstrado abaixo:

750,80 + 650,45 + 802,34 + 584,56 + 900 = 3688,15

3688,15/5 = 737,63 pontos.

Portanto, para esse caso a média final será de 737,63 pontos.

Média por peso

Há universidades que colocam pesos em cada disciplina do Enem conforme o curso requerido pelo aluno, veja o exemplo abaixo:

Suponha que no edital do processo seletivo de uma universidade venha descrito que a entrada no curso de Engenharia Mecânica seguirá os pesos de:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias — peso de 1,0;
  • Matemática e suas Tecnologias — peso de 1,30;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias — peso de 1,0;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias — peso de 1,20;
  • Redação — peso de 1,25.

Neste caso, para o cálculo da média final para a entrada nesse curso (considerando os mesmos valores utilizados no exemplo acima) é preciso multiplicar o valor de cada nota ao seu específico peso, e, posteriormente realizar a média aritmética. Acompanhe:

(1,0 x 750,80) + (1,30 x 650,45) + (1,0 x 802,34) + (1,20 x 584,56) + (1,25 x 900) = 4225,197

4225,197/5 = 845,03 pontos.

Logo, para essa situação de média por peso a nota final será de 845,03 pontos.

Por que na média por peso a nota final sempre fica maior?

Isso se explica por que cada curso tende a valorizar (pesar) a nota obtida pelo estudante respectiva aquela área. Ou seja, os cursos de Engenharia geralmente vão elevar a nota do aluno de matemática e ciências da natureza, o curso de História elevará a média obtida em Ciências Humanas e suas Tecnologias e assim sucessivamente.

Como usar a nota do Enem?

Se você quer ingressar em uma universidade, seja pública ou privada, poderá utilizar a nota do Enem no Sistema de Seleção Unificada – Sisu e no Programa Universidade para Todos – Prouni. Dessa maneira, após realizar o Enem e verificar os resultados pelo site do Inep, os alunos precisam ficar atentos com as datas do Sisu e Prouni, utilizando assim a sua nota para conquistar uma vaga no ensino superior.

Portanto, agora que você já entende como somar a nota do Enem, fica mais simples de perceber o quão importante é estudar para todas as disciplinas, até porque, são todas as áreas que entram no cálculo da média final.

Além disso, sempre vale destacar que a única disciplina no Enem que permite ao aluno alcançar nota 1000 é a redação, logo, é fundamental você separar uma boa carga horária de estudos para treinar a sua escrita.

Quer aprender mais e ficar por dentro de tudo sobre os vestibulares e o Enem? Experimente nosso plano de estudos. Com ele você tem acesso a videoaulas e ainda pode testar seus conhecimentos a partir de vários exercícios que a plataforma disponibiliza.

Giovanna Pessoa

Estudante de Administração de Empresas, a Gi faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e adora escrever! Ela ama estar em contato com a natureza, ler sobre psicologia, mas acima de tudo, é apaixonada por um cãozinho. Conheça mais sobre os textos da Gi, essa grande escritora que procura crescer cada vez mais em marketing!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!