O jovem é o mais novo aluno da Universidade Federal da Bahia

Matheus comemorando com seus pais a aprovação na UFBA

Ao contrário da maioria dos alunos que sonham em cursar medicina, Matheus Henrique descobriu seria médico nos 48 do segundo tempo. A princípio, o jovem – que ainda cursava o terceiro colegial – gostaria de ser diplomata.

Era o curso de Relações Internacionais que estava nos seus planos. Mas como nem tudo na vida segue o script, uma dúvida pintou em sua cabeça: “Será que é isso mesmo o que eu quero fazer da vida?”.

Muitos professores do colégio o aconselharam a fazer Medicina, já que Matheus tinha uma certa facilidade em algumas matérias como biologia e química. E pensando bem, por que não? Poder ajudar muitas pessoas foi o convencendo que aquela era uma ótima carreira a seguir.

“Demorou um pouco para cair a ficha e contar aos meus pais a respeito da mudança, mas admito que dentro de mim já habitava o desejo de ser médico”, confessa o aluno.

Matheus seguiu com a mesma dedicação aos estudos. Pela manhã, ia à escola e à tarde, estudava pelo Stoodi em casa. De acordo com ele, estudar em casa se encaixou perfeitamente com seu perfil.

Aprovação pelo Sisu de Matheus Henrique

“Estudar online me possibilitava um retorno às aulas para tirar dúvidas sem constrangimentos ou burocracias”, explica. “O Stoodi me ajudou a organizar meu horário diário de estudos e a revisar os conteúdos”, completa.

O jovem de 17 anos é exemplo vivo de que não existe idade certa ou tempo mínimo de estudo para conseguir a aprovação em Medicina. Para os alunos que sonham conquistar a vaga em Med, Matheus manda um recado:

Tenham foco, tirem um tempo para realizar exercícios de fixação e treinem a redação semanalmente. Com equilíbrio e dedicação, é possível.

1 Shares:
Você pode gostar também