Os cordados— seres pertencentes ao filo chordata, um dos maiores de todo o reino animal — são animais extremamente relevantes para o nosso dia a dia. Na verdade, olhe para você agora mesmo: você está encarando um belíssimo exemplar de cordado, que vai arrasar no próximo vestibular!

Além dos seres humanos, há muitos outros tipos de cordados, cada um com suas características próprias. A mais importante — e que define todo esse grupo —, no entanto, é a presença e formação da notocorda na embriogênese desses animais.

Falaremos, também, sobre os protocordados, animais invertebrados que apresentam essa estrutura em sua fase embrionária, além de outras características bem interessantes. Tudo pronto? Então, vamos lá!

O que são cordados?

Evolutivamente à frente dos equinodermos, os cordados são, por definição, animais que apresentam a notocorda em sua fase embrionária. Em alguns casos, ela se mantém permanente durante toda a vida do animal. Em outros, pode desaparecer durante o desenvolvimento embriológico do ser em questão.

É muito comum acreditarmos que os cordados são animais vertebrados, ou seja, dotados de coluna vertebral e outras estruturas, como o crânio. Ainda que isso seja verdade em muitos casos, há exceções, que recebem o nome de protocordados (ou, menos usualmente, cordados inferiores).

Os protocordados são divididos em dois grupos (urocordados e cefalocordados) e seus principais representantes são a ascídia (seringa do mar) e o anfioxo. De modo geral, a quantidade dessas espécies é bem reduzida.

Características dos cordados

Agora, veremos um pouco mais sobre as características gerais desse grupo, que vão bem além da presença pura e simples da notocorda na fase embrionária. Vamos dar uma olhada em algumas das principais:

  • são triblásticos (contam com a ectoderme, a mesoderme e a endoderme);
  • são celomados (têm uma cavidade revestida pela mesoderme, que origina os órgãos internos);
  • têm simetria bilateral;
  • são deuterostômios (o blastóporo dá origem, inicialmente, ao ânus);
  • apresentam, na embriologia: notocorda, tubo neural e fendas branquiais na faringe (faringeanas).

São muitos detalhes, não é mesmo? O lado bom é que o filo cordados é um dos maiores de todos. Por isso, há inúmeros exemplares de espécies que fazem parte desse grupo. Sendo assim, isso significa que todas as características mencionadas acima poderão ser utilizadas para vários animais!

Animais do filo cordados

Mas, afinal, quais são esses animais? Como é feita a categorização do filo chordata? Agora, veremos quais espécies entram nesse grupo e, portanto, atendem às características citadas no tópico anterior. Vamos lá!

Protocordados

  • cefalocordados: o principal representante é o anfioxo. Aqui, a notocorda persiste na fase adulta do animal. São filtradores não fixos;
  • urocordatos: representados pela ascídia, a notocorda só é presente na fase larval da vida do animal. São filtradores sésseis (fixos).

Subfilo vertebrata

Podem ou não ter coluna vertebral e crânio e podem ser cartilaginosos ou ósseos.

  • agnata: não possuem mandíbula e são representados pela lampreia e pelo peixe-bruxa;
  • gnatostomata: têm mandíbula e são representados por todos os outros vertebrados.

Peixes

  • Condrictes: têm esqueleto cartilaginosos, como os tubarões.
  • osteíctes: têm esqueleto ósseo, como a sardinha, o salmão, etc.

Anfíbios

Os anfíbios integram um grupo de transição entre o meio aquático e terrestre. Exemplos são os sapos, rãs, pererecas, cobras cegas, salamandras e tritões.

Répteis

Caracterizados pela presença de ovos no processo reprodutivo, os répteis são representados pelos jabutis, tartarugas, lagartos, iguanas, cobras, jacarés, entre outros.

Aves

Dotadas de estruturas que permitem o voo. São representadas por todos os pássaros, como a ema, o avestruz, a galinha, o tucano etc.

Mamíferos

cordados elefante

Grupo caracterizado, principalmente, pela presença de pelos, glândulas mamárias e placenta, na fase de desenvolvimento embrionário. Representados pelos seres humanos, cães, baleias, golfinhos, ornitorrinco, canguru, entre outros.

Cordados: resumo

Agora, veja um pequeno resumo de tudo que foi dito ao longo deste artigo.

O que são cordados?

Animais que, na fase embriológica, têm notocorda.

Quem são os cordados?

Podem ser vertebrados (cordados verdadeiros) ou invertebrados (protocordados). São representados pelos anfioxos, ascídias, peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.

Quais são suas características?

São triblásticos, celomados, deuterostômios, com simetria bilateral e, na fase embrionária, têm notocorda, tubo neural e fendas faringeanas.

Cordados: exercícios

E aí, será que você entendeu mesmo o que são os cordatos? A seguir, testaremos esse aprendizado com a resolução de duas questões que já deram as caras em vestibulares de outros anos. Lembre-se de que praticar bastante é uma das chaves para o sucesso em suas provas. Vamos lá!

1. (FGV) O filo dos cordados compreende quatro subfilos: hemicordados, urocordados, cefalocordados e vertebrados. Os três primeiros são, costumeiramente, agrupados sob designação de protocordados. A notocorda existe:

a)     somente na fase embrionária dos vertebrados e durante toda a vida dos protocordados;

b)     na fase adulta dos vertebrados e na vida embrionária dos protocordados;

c)      nos embriões de todos os cordados e no estágio adulto de apenas alguns protocordados;

d)     durante toda a vida dos cordados;

e)     somente na fase embrionária.

Resposta: C

2. (Fuvest) O esquema representa, de maneira bastante simplificada, uma das possíveis hipóteses de relação de parentesco entre grupos animais, assinalados pelo nome comum de alguns de seus representantes. Na base do esquema, a característica que une todos em um mesmo grupo é a deuterostomia.

(https://www.vestibulandoweb.com.br/educacao/wp-content/uploads/2019/03/Questao-cordados-Fuvest-2019.png)

Identifique quais seriam as características I, II, III, IV, V que justificariam os respectivos grupos.

a)     I – notocorda; II – pulmão; III – âmnio; IV – pelo; V – ovo com casca;

b)     I – escamas; II – encéfalo; III – pulmão; IV – glândulas mamárias; V – âmnio;

c)      I – mandíbula; II – membros locomotores; III – pulmão; IV – ventrículo subdividido em 2 câmaras; V – ovo com casca

d)     I – notocorda; II – membros locomotores; III – pulmão; IV – glândulas mamárias; V – pena;

e)     I – âmnio; II – pulmão; III – mandíbula; IV – ventrículo subdividido em 2 câmaras; V – escama.

Resposta: A

E aí, mandou bem? Se você errou uma — ou até mesmo as duas — questão, não se preocupe: isso faz parte do aprendizado! Com os erros, nos tornamos muito melhores. Agora, o que vale é continuar aprendendo e treinando cada vez mais. Com o Plano de Estudos Stoodi, você tem acesso a milhares de questões com resolução comentada. Saiba mais e venha fazer parte de nosso time!

Você pode gostar também