Um dos assuntos que mais vem ganhando repercussão e preocupação da população brasileira e também global são os casos do novo coronavírus, detectado pela primeira vez em dezembro de 2019 em Wuhan, uma cidade da China, e que hoje já afetou 65 países. 

Para entender melhor o que é o coronavírus, como é a sua transmissão, como surgiu, quais as formas de se prevenir e tirar muito mais dúvidas, fique com a gente e acompanhe a leitura para ficar por dentro do assunto. Vamos lá?

O que é coronavírus?

O coronavírus ou COVID-19 é o nome dado a uma grande família de vírus envelopados e que são envolvidos por glicoproteínas, essas assemelham-se a pequenas coroas e, por esse motivo, surge o nome coronavírus.

Geralmente o coronavírus é responsável por causar problemas respiratórios leves até aos mais graves em seres humanos e animais, com características semelhantes a uma gripe comum. 

Não é a primeira vez que pessoas são infectadas pelo coronavírus, já que em 2002, também na China, houve uma epidemia da síndrome respiratória aguda, também causada pelo coronavírus, conhecida como SARS.

Além da SARS, em 2012 a síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS), da família do coronavírus, afetou diversos países e teve alta letalidade.

Sendo assim, as principais características do coronavírus são:

  • pertence à família Coronaviridae;
  • vírus envelopado;
  • glicoproteínas em formato de coroa;
  • infecção por endocitose ou fusão.

Origem do novo coronavírus

O primeiro caso de coronavírus foi na cidade de Wuhan no dia 31 de dezembro de 2019, região urbana da China central, com cerca de 9 milhões de habitantes. A China é considerada o país mais populoso do mundo e de maior produção industrial do planeta.

A disseminação do COVID-19 ocorreu por meio do contato humano em secreções de animais silvestres vivos, como o morcego, que são facilmente encontrados em comércios chineses. 

A primeira morte causada pelo novo coronavírus ocorreu no dia 11 de janeiro de 2020, e até o dia 25 de janeiro de 2020 já foram contabilizados mais de 2000 mortes e cerca de 80 mil casos confirmados em diferentes países.

Tipos de coronavírus

Até o momento, são conhecidos cinco tipos de coronavírus, sendo eles:

  • Alpha coronavírus 229E e NL63;
  • Beta coronavírus OC43 e HKU1;
  • SARS: causador da Síndrome Respiratória Aguda Grave;
  • MERS: causador da Síndrome Respiratória do Oriente Médio;
  • SARS-2: também chamado de COVID-19, o mais recente coronavírus que surgiu na China no dia 31 de dezembro de 2019.

Transmissão do coronavírus

A transmissão do novo coronavírus pode acontecer de várias formas, sendo a mais comum pelo contato próximo entre pessoas ou por superfícies contaminadas, como uma maçaneta por exemplo.

Outras formas de transmissão do novo coronavírus são:

  • gotículas provenientes de espirros, tosses e fala da pessoa contaminada;
  • por meio de contato físico, como o aperto de mão, abraços e beijos;
  • superfícies contaminadas;
  • contato com animais silvestres contaminados.

É importante ressaltar que o período de incubação do vírus dentro do corpo dura de 2 a 14 dias, ou seja, esse é o tempo que leva até que a pessoa contaminada comece a sentir os primeiros sintomas da doença.

Sintomas 

Os sintomas do novo coronavírus atingem, principalmente, o trato respiratório, apresentando os seguintes sintomas:

  • febre e fraqueza;
  • cefaleia (dor de cabeça);
  • tosse seca;
  • insuficiência respiratória;
  • diarreia (não é muito comum).

O grande problema do coronavírus e o que mais leva pessoas à morte é a insuficiência respiratória. Isso acontece porque, segundo o professor Rafa do Stoodi, quando a doença ataca o trato respiratório, principalmente o pulmão, ela acaba danificando essa região e afeta as trocas gasosas.

Além disso, os sintomas mais graves da doença atingem pessoas acima de 60 anos ou que estejam com baixa imunidade.

Quais as formas de prevenção do coronavírus?

lavagem das mãos coronavírus

Afinal de contas, o que fazer para se prevenir do novo coronavírus? O Ministério da Saúde sugere alguns cuidados para diminuir as contaminações de doenças em geral, especialmente o novo coronavírus, são elas:

  • evitar contato muito próximo como abraços, beijos etc;
  • não compartilhar itens pessoais como toalhas, garrafas, copos etc;
  • lavar as mãos com sabão a cada 2 horas ou, se não for possível, utilizar álcool gel;
  • cobrir nariz e boca, com a parte interna do braço, quando tossir ou espirrar;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar aglomerações de pessoas;
  • evitar contato próximo com pessoas que apresentam sinais de sintomas.

Coronavírus no Brasil

O primeiro caso confirmado de SARS-2 no Brasil e em toda a América Latina, foi um empresário de 61 anos que viajou para a Itália e retornou a São Paulo no dia 21 de janeiro de 2020. No total já são mais de 20 casos confirmados no Brasil e mais de 500 casos suspeitos. 

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, o Brasil está em fase de contenção da doença, buscando evitar que o vírus se espalhe. Além disso, há também uma observação do comportamento do vírus em regiões tropicais como o Brasil.

Os casos mais preocupantes hoje são de pessoas que viajaram recentemente para a Europa e faz um alerta, também, para que seja evitado ao máximo viagens para a China, enquanto a situação não normalizar.

Quer ficar por dentro de mais assuntos da atualidade e Biologia? Conheça o plano de estudos do Stoodi e aprenda sobre muitos temas importantes para o Enem e vestibulares!

Você pode gostar também