Com a correria do dia a dia, é normal nos esquecermos de que fazemos parte de algo muito maior. Estamos inseridos em ecossistemas que unem todos os organismos vivos de determinado ambiente, assim como seus fatores físicos e químicos. Ou seja, pertencemos a um grupo composto por pessoas, animais, a água, o solo, a temperatura e muito mais.

O ecossistema é uma das unidades básicas de estudo da Ecologia, que, por sua vez, é responsável por analisar a relação entre os indivíduos e o meio ambiente. Neste texto, vamos conhecer o que significa ecossistema, quais são os ecossistemas brasileiros e, ainda, alguns exemplos desses conjuntos. Boa leitura!

O que é ecossistema?

O ecossistema é um conjunto de aspectos físicos, químicos e biológicos que envolvem e influenciam a existência de todas as espécies animais e/ou vegetais. Dessa forma, são grupos de elementos vivos, como as flores e os animais, e elementos não vivos, como a luz do sol e a chuva, que se relacionam entre e si e formam um sistema equilibrado.

Todo ecossistema funciona e se mantém por meio das diferentes funções que cada consumidor exerce dentro do grupo. A saber, temos os consumidores primários, ou seja, os animais herbívoros que se alimentam dos produtores. Em seguida, temos os consumidores secundários, que são carnívoros e se alimentam dos consumidores primários.

Existe, ainda, o grupo de consumidores terciários, que são mais conhecidos como predadores e estão na parte de cima da cadeia alimentar, como os leões e tubarões. Por fim, temos os decompositores que, como o nome sugere, têm a responsabilidade de decompor toda e qualquer matéria orgânica e fazer com que essa se transforme em nutrientes minerais, retornando ao ciclo de vida do ecossistema.

Tipos de ecossistema

Quando vários ecossistemas semelhantes se unem em um espaço, damos o nome de bioma. Contudo, de acordo com a Biologia, os ecossistemas podem ser, basicamente, de dois tipos: marinhos e terrestres. Conheça mais sobre cada um deles a seguir.

Ecossistema marinho

O ecossistema marinho ocupa mais de 70% da área do planeta e é formado por todos os ambientes que encontramos nos mares e oceanos, ou seja, a água salgada e os animais e vegetações que ali vivem, além de outros fatores. Já os ambientes de água doce, como rios e lagos, recebem o nome de ecossistemas aquáticos.

Ecossistema terrestre

Tão rico e complexo quanto o ecossistema marinho é o ecossistema terrestre, formado por tudo o que encontramos nas porções de terra habitadas por seres vivos e os fatores bióticos (seres vivos) e abióticos (seres não vivos) que ali estão. Florestas, desertos, savanas e pradarias são os principais ecossistemas terrestres do planeta.

Ecossistemas brasileiros

Como o Brasil possui extensão continental, encontramos diversos biomas diferentes, com características próprias de vegetação, solo e clima. Conheça os principais ecossistemas brasileiros e compreenda porque as regiões do nosso país são tão distintas.

Amazônia

Ocupando quase 60% de todo o terreno brasileiro, esse é o maior ecossistema que temos por aqui, assim como é a maior reserva de biodiversidade do mundo. O clima na região é sempre quente e a vegetação é de floresta, com árvores de grande porte.

Caatinga

Com uma vegetação de arbustos de médio porte e de cactos, que se adaptaram às secas, a caatinga ocupa grande parte do Nordeste brasileiro e mantém a região com um clima semiárido.

Cerrado

Segundo maior bioma do país, compreende parte da região Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. Seu clima é tropical sazonal, oscilando entre períodos de chuva e de seca, e a vegetação é formada por árvores de troncos retorcidos, de pequeno porte e espaçadas.

Mata Atlântica

Esse é o ecossistema mais ameaçado do país, correspondendo a 15% do território brasileiro, principalmente na faixa litorânea. O clima na Mata Atlântica é tropical úmido, com temperaturas altas e muita chuva. Já a vegetação é formada por árvores de médio e grande porte, que, juntas, criam uma floresta densa e fechada.

ecossistema

Pantanal

O Pantanal é a maior região do mundo onde os rios se expandem em épocas de chuva, criando uma enorme planície inundável. Bastante conhecido pelo turismo, o Pantanal fica na região Centro-Oeste e possui o menor tamanho em relação aos demais biomas nacionais. Seu clima é tropical continental, sempre quente e com chuvas — apesar de o inverno ser seco. Sua vegetação é de gramíneas, plantas rasteiras e árvores de tamanho médio.

Mata dos Cocais

Este ecossistema ocupa parte do Nordeste e apresenta vegetação intermediária entre a floresta amazônica e a caatinga.

Mata de Araucárias

Composto, principalmente, por árvores araucárias, está localizado na região Sul do país.

Pampa

Ocupa o Rio Grande do Sul e é formado por plantas rasteiras, gramíneas e árvores pequenas, o que favorece a pastagem dos animais. Exclusivo dessa região do Brasil, o clima nos pampas é subtropical, o que permite que as estações do ano sejam bem marcadas.

Mangue

O mangue é o ecossistema presente nas regiões alagadiças do país, marcando o encontro entre a água doce e a salgada.

Exemplos de ecossistema

ecossistema

Os ecossistemas podem se formar em diferentes situações e tamanhos. Sendo assim, não há uma escala para organizar o que é ou não é, dependendo somente de suas características físicas, químicas e biológicas e como cada uma dessas interage entre si. Assim, tanto uma poça de água, com microrganismos vivos, quanto uma floresta tropical, com relações mais complexas, podem ser considerados um exemplo de ecossistema.

Todos os ecossistemas, ou os biomas, estão ligados entre si. Há troca de matérias e de energia entre eles, independentemente do tamanho que cada sistema tenha. Sendo assim, todos os ecossistemas são importantes para ajudar a manter o equilíbrio geral do nosso planeta, assim como o fluxo de energia.

Fluxo de energia

Todos os ecossistemas mantêm um fluxo de energia e ciclo de renovação dos elementos que os compõem. A fotossíntese é a transformação de energia mais importante: é por meio dela que a luz solar é modificada e se torna energia química. Já a cadeia alimentar permite que tal energia atravesse o ecossistema.

Sendo assim, a cadeia alimentar tem início com os seres produtores, passa pelos consumidores e encerra seu percurso com os seres decompositores. Isso garante que os nutrientes sejam absorvidos por todos os seres e que a energia transite entre os organismos vivos, o que faz com que o ecossistema se mantenha em pleno funcionamento.

Os organismos que são consumidos permitem, ainda, que os elementos químicos passem por todo o ciclo, assim como a energia — isso representa a interação entre os seres vivos, a atmosfera, a litosfera e a hidrosfera do ecossistema. Vale destacar que uma única alteração, em qualquer elemento, pode causar modificações em todo o sistema e o equilíbrio pode ser perdido. Se em uma região, por exemplo, planta-se um único tipo de alimento, o ecossistema acaba sendo afetado.

O que você achou deste conteúdo? Acompanhe também as videoaulas e exercícios sobre o assunto que vão te ajudar a ficar preparado para o Enem.

0 Shares:
Você pode gostar também