Sistema circulatório: como funciona? Quais orgãos fazem parte?

Prepare-se, a revisão de hoje é sobre sistema circulatório. Esse sistema é essencial para a fisiologia humana. Ele está relacionado aos batimentos do coração e a distribuição do sangue por todo o organismo. Essa circulação sanguínea acontece através das vias de circulação conhecidas como veias, artérias e vasos capilares.

Fique atento aos seus estudos e faça uma boa prova de Biologia. Aprendendo aqui no Stoodi, fica fácil ir bem na prova de Ciências da Natureza. Confira o conteúdo na integra

O que é sistema circulatório?

Basicamente, a função do sistema circulatório ou cardiovascular é distribuir os nutrientes absorvidos pelo sistema digestório e o oxigênio absorvido pelos pulmões, para todo o organismo do indivíduo. Ele também retira das células as escretas nitrogenadas e o gás carbônico produzido no metabolismo celular.

Componentes do sistema circulatório

O sistema cardiovascular é constituído de coração e de uma imensa rede de vasos sanguíneos, por onde circula o sangue.

Conheça agora mais detalhadamente cada um de seus componentes.

Sangue

Trata-se de um líquido amarelo feito de água, sais minerais, diversas proteínas, células e sobras de células. As hemácias e os leucócitos são as células sanguíneas, enquanto as plaquetas são os fragmentos celulares.

A corrente sanguínea é responsável por transportar o oxigênio e os nutrientes entre todas as células de um organismo. Durante o processo ele limpa os tecidos dos restos das atividades celulares, como o CO² desenvolvido durante a respiração celular, além de conduzir hormônios pelo corpo.

Coração

Localizado no tórax, entre os pulmões, o coração funciona como um órgão muscular que bombeia o sangue pelo sistema circulatório. Possui dois fluxos de bombeamento, sendo que o lado esquerdo do coração leva o sangue das artérias para o corpo, enquanto a parte direita direciona o sangue venoso para os pulmões.

Os movimento de contração (sístole) e relaxamento (diástole) são responsáveis pelo seu correto funcionamento para impulsionar o sangue.

O coração é constituído pelas seguintes estruturas:

  • Pericárdio: revestimento membranoso exterior do coração;
  • Endocárdio: revestimento membranoso interno do coração;
  • Miocárdio: músculo responsável pela sístole (contração), localizado entre pericárdio e endocárdio;
  • Átrios ou aurículas: câmaras superiores por onde chega o sangue e de onde ele é bombeado para os ventrículos;
  • Ventrículos: câmaras inferiores de onde o sangue é bombeado para o os pulmões (ventrículo direito) ou para o corpo (ventrículo esquerdo);
  • Válvula tricúspide: responsável por impedir o refluxo sanguíneo entre átrio direito e o ventrículo direito;
  • Válvula mitral: responsável por impedir o refluxo sanguíneo entre o átrio esquerdo e o ventrículo esquerdo.

Vasos Sanguíneos

Espalhado por todo o corpo, os vasos sanguíneos são canais do sistema circulatório por onde o sangue circula. Ele é constituído de três tipos básicos: as artérias, as veias e os vasos capilares.

O sangue é transportado do coração para os órgãos e tecidos através das artérias, retornando ao coração pelas veias. Já os vasos capilares são responsáveis por conectar as extremidades das artérias às extremidades das veias.

Artérias

Apresentam um revestimento relativamente espesso, composta por três camadas de tecidos denominadas túnicas. A túnica interna, formada tecido epitelial e apenas uma camada de células achatadas, reveste a parte de dentro das artérias. Ocupando a camada intermediária, a túnica média é constituída por tecido conjuntivo elástico e tecido muscular. Formada por tecido conjuntivo fibroso, a camada adventícia ocupa a parte externa da artéria.

Para atingir todas as partes do corpo, as artérias que saem do coração ramificam-se de maneira progressiva em artérias mais finas. Os finíssimos ramos terminais das artérias, ou arteríolas, prolongam-se entre os órgãos e tecidos formando assim os vasos capilares.

As artérias pulmonares bombeiam o sangue venoso do coração para os pulmões. Já a artéria aorta bobeia o sangue do coração para os tecidos do corpo.

Capilares sanguíneos

Estão presentes praticamente em todas as partes do corpo. Nenhuma de nossas células situa-se a mais de 130 micro-metros (0,13 milímetros) de distância de um deles.

Os vasos capilares apresentam uma parede formada por uma única camada de células, dando continuidade ao endotélio das arteríolas e das vênulas.

As células que constituem a parede dos vasos capilares apresentam pequenas brechas entre si, por onde extravasa plasma sanguíneo, feito de líquido tissular. Esse, por sua vez, banha as células ao redor, alimentando-as com nutrientes e gás oxigênio, em seguida retira delas o CO² e excretas nitrogenadas.

Veias

Possuem paredes constituídas também por três túnicas, iguais às da artéria. Porém, as túnicas média e adventícia das veias são mais finas que suas correspondentes arteriais.

Para impedir o refluxo de sangue e garantir a circulação em um único sentido, as veias de maior diâmetro apresentam válvulas em seu interior.

Para formar os canais que desembocam nos átrios cardíacos (veias cavas e pulmonares), as veias que saem dos diversos órgão corporais fundem-se em vasos de calibre cada vez maior.

Sistema circulatório: pequena e grande circulação

Sistema circulatório

As contrações rítmicas da musculatura cardíaca mantém o movimento do sangue no nosso corpo. Durante o processo chamado diástole o sangue penetra nas câmaras cardíacas quando a musculatura desta relaxa. A Sístole vem logo em seguida quando a musculatura se contrai expulsando o sangue. A diástole e a sístole podem acontecer tanto nos átrios como nos ventrículos, sendo assim atriais e ventriculares.

Pequena circulação

O sangue percorrido por todo o corpo penetra o átrio direito durante a diástole atrial. O sangue do átrio direito passa para o ventrículo direito quando ocorre a sístole atrial em consonância com a diástole ventricular.

Uma sístole ventricular ocorre em seguida bombeando o sangue do ventrículo direito para as artérias pulmonares, levando-o assim para os pulmões.

Após passar pelos pulmões e ser oxigenado, o sangue volta ao coração pelas veias pulmonares que acabam no átrio esquerdo. Esse caminho do sangue, do coração aos pulmões e destes de volta ao coração, é chamado de sistema circulatório de pequena circulação.

Grande circulação

Depois de todo esse processo da pequena circulação, o sangue oxigenado que entrou pelo átrio esquerdo passa para o ventrículo esquerdo durante a sístole atrial e a diástole ventricular. Em seguida, com a sístole ventricular que ocorre, o sangue oxigenado passa do ventrículo esquerdo para artéria aorta.

Ela se ramifica em artérias cada vez mais finas até alcançar os tecidos corporais. O sangue volta ao coração por meio das veias que desembocam no átrio direito. Esse caminho do sangue, do coração para todo corpo e deste de volta para o coração, é chamado de sistema circulatório de grande circulação.

Tipos de sistema circulatório

Nos seres vivos o sistema circulatório possui dois tipos:

  • Sistema circulatório aberto: O líquido circulante (hemolinfa) está em contado direto com as células, percorrendo cavidades e espaços do tecido. Sendo assim, não existem vasos sanguíneos. Esse tipo de sistema está presente em alguns invertebrados.
  • Sistema circulatório fechado: O sangue percorre todo o organismo circulando dentro dos vasos. Esse processo acontece de uma forma muito mais rápida, possuindo maior eficiência do que a circulação aberta. Ele está presente em todos os vertebrados, e também em cefalópodes e anelídeos.

Sistema circulatório dos vertebrados

Todos os animais vertebrados possuem um coração que realiza o bombeamento do sangue para os vasos sanguíneos, formando uma vasta rede. Essa vascularização é muito rica e beneficia a troca de gases e nutrientes.

Aves

Tanto nas aves, quanto nos mamíferos, o coração é constituído de quatro câmaras que se complementam. São elas os dois ventrículos e os dois átrios.

Neste caso, não existe mistura alguma entre sangue venoso e arterial, pois a circulação sanguínea não interage com a circulação arterial. Ela possui grande eficiência.

Peixes

O coração dos peixes é constituído de apenas duas câmaras, um ventrículo e um átrio. O sangue venoso inicia o caminho pelo único átrio, entra pelo ventrículo e logo é bombeado para as brânquias, onde sofrerá o processo de oxigenação

Répteis

Na maioria das vezes, os répteis detém um coração de três câmaras. Existe mistura de sangue em quantidade menor, pois o ventrículo é parcialmente dividido.

Os répteis crocodilianos possuem a divisão dos ventrículos completa, sendo por esse motivo mais complexa.

Anfíbios

Os anfíbios possuem dois átrios e um ventrículo. Ocorre, desta maneira, a mistura total dos tipos de sangue, pois o sangue arterial chega pelo lado esquerdo e o sangue venoso entra pelo átrio direito.

Sistema circulatório dos invertebrados

Algumas espécies de animais invertebrados detém um sistema circulatório fechado. Possuem assim, um coração rudimentar que bombeia o líquido sanguíneo pelos vasos ramificados, fazendo ele atravessar as diversas partes do organismo. Outras espécies possuem sistemas abertos, ou simplesmente não possuem sistema.

Confira os exemplos:

Moluscos

O sistema circulatório dos moluscos é um sistema simples. Algumas espécies possuem um sistema fechado, com um coração localizado dentro da cavidade pericárdica, bombeando o líquido sanguíneo pelas artérias.

Outras ramificações de moluscos detém um sistema circulatório aberto, com a hemolinfa jorrando das artérias até as cavidade dos tecidos, chamadas de hemocelas. As hemolinfas realizam o transporte de substâncias semelhante a hemoglobina.

Anelídeos

Os anelídeos possuem um sistema circulatório fechado. Ele é constituído de vários corações na parte de trás do corpo. Esses corações são como vasos com paredes musculosas que bombeiam o sangue. Detém um pigmento parecido com a hemoglobina, mas ele não se localiza dentro da célula e sim dissolvido no líquido sanguíneo.

Artrópodes

O sistema circulatório dos artrópodes é constituído de um coração tubular dorsal. Esse coração é repartido internamente por duas câmaras separadas por óstios (válvulas). Algumas espécies de inseto possuem corações acessórios.

Doenças do sistema circulatório

O sistema circulatório pode ser atingido por várias doenças, muitos problemas derivam de doenças silenciosas, aqui estão três doenças muito comuns no sistema circulatório. Veja a seguir!

Varizes

As varizes normalmente aparecem quando as veias, que conduzem o sangue ao coração, sofrem danos nas válvulas que deveriam impedir o sangue de circular em sentido contrário. Sem essas válvulas, o sangue fica acumulado dentro das veias, ocasionando a dilatação e causando as varizes.

Hipertensão arterial

A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença crônica que se dá pelo nível elevado da pressão sanguínea nas artérias, acontece especificamente quando os valores das pressões máximas e mínimas são 140/90 mmHg(14 por 9).

A pressão alta é causada quando há uma dificuldade da passagem de sangue para o corpo que se dá pelo endurecimento dos vasos sanguíneos, essa pressão elevada faz o coração exercer um esforço maior que o normal para distribuir o sangue pelo corpo.

Acidente Vascular Cerebral

O AVC ocorre quando há o rompimento dos vasos que levam o sangue ao cérebro, são divididos em dois tipos: isquêmicos e hemorrágicos.

  • Isquêmicos: que acontecem por conta de artérias entupidas;
  • Hemorrágicos: que ocorrem pela ruptura de aneurismas, por exemplo.

Gostou da revisão sobre sistema circulatório? Agora você já pode debater melhor sobre Biologia com seus professores e amigos. Aqui você confere os melhores exercícios sobre a matéria. Faça uma boa prova do Enem!

Cadastre-se gratuitamente no Stoodi e conheça as principais ferramentas do site para ajudar nos seus estudos.

Veja também:

Sistema respiratório: como funciona?

Sangue: o que é, composição e tipos

Campanha Always On Cronograma