Muito além de ser apenas uma simples verminose, o estudo sobre a teníase é algo que precisa ser aprofundado por todo aluno que prestará o vestibular ao fim do ano. Parasita que pode ter como hospedeiro intermediário tanto o boi quanto o porco, a tênia é um platelminto que pode causar sérios danos para a vida humana, principalmente quando algumas medidas de prevenção não são tomadas.

Neste contexto, por se tratar de uma importante doença, cuja compreensão em detalhes de seu ciclo de vida e profilaxia torna-se bastante útil (não somente para os estudantes), preparamos abaixo um conteúdo abordando tudo sobre a teníase. Boa leitura!

O que é teníase?

Teníase nada mais é do que uma doença oriunda do verme adulto das tênias, podendo ela ser de origem do porco (Taenia solium) e do boi (Taenia saginata).

Também conhecidas popularmente como solitárias, as tênias são seres hermafroditas e não precisam de outros parceiros para a reprodução. Já em relação à sua estrutura física, elas são compostas por vários anéis segmentados chamados de proglótides.

Teníase e cisticercose

Damos o nome de cisticercose quando há ingestão (humana) direta dos ovos da tênia do porco, ou seja, é quando comemos algo contaminado com os ovos da Taenia solium.

Deste modo, o processo de cisticercose ocorre da seguinte maneira:

  • o porco (hospedeiro intermediário) come proglótides ou ovos de tênias que estão em fezes humanas;
  • a tênia começa a parasitar no porco e a partir da corrente sanguínea passa a espalhar larvas por todo o corpo do porco (incluindo músculos);
  • as larvas se desenvolvem (cisticercos) e começam a se reproduzir na carne do animal;
  • por fim, há a ingestão humana de carne de porco mal cozida, a qual tem cisticerco e grande potencial de contaminação.

Ciclo de vida da tênia

teniase

Um dos principais conceitos que o estudante precisa saber sobre essa matéria é acerca do ciclo da teníase, isso porque, entendendo essa parte, a compreensão da lógica da doença fica muito mais simples.

Veja abaixo como funciona esse ciclo:

  • a pessoa se alimenta de carne (contendo cisticercos) crua/mal cozida;
  • a larva se aloja no intestino humano e desenvolve para a forma adulta;
  • a tênia deposita ovos, que são liberados nas fezes humanas;
  • na terra (considerando um cenário de precariedade sanitária), esses ovos (também chamados de oncosfera) se espalham;
  • o animal (porco ou boi) come alimentos contaminados com essas larvas, as quais inicialmente vão se alojar em seus intestinos;
  • por fim, a tênia se desenvolve no intestino do animal e posteriormente passa para a corrente sanguínea, contaminando assim com larvas parte da musculatura.

Com isso, percebemos que, no ciclo de vida da teníase, o porco e o boi são hospedeiros intermediários e nós humanos os hospedeiros definitivos.

Teníase: sintomas

Geralmente as pessoas que têm tênia em seu organismo não manifestam sintomas, contudo, nos casos em que há sintomas, são percebidos:

  • bruscas alterações de apetite;
  • enjoos;
  • confusão mental;
  • diarreias;
  • fadiga;
  • insônia.

Teníase: tratamento

Tanto o diagnóstico quanto o tratamento da teníase devem ser realizados por um médico, o qual geralmente receita a ingestão via oral de: niclosamida, mebendazol e diclorofeno.

A profilaxia consiste na educação sanitária, em cozinhar bem as carnes e na fiscalização da carne e seus derivados (linguiça, salame, chouriço etc.).

Prevenção

Já em relação à prevenção, existem duas boas práticas. A primeira é sempre cozinhar bem as carnes, para que assim as larvas (caso o alimento esteja contaminado) sejam eliminadas. A outra se relaciona com a garantia do saneamento básico para toda a população, evitando assim que fezes humanas contaminadas fiquem expostas no solo.

Teníase: exercícios

Confira agora como o assunto teníase pode ser abordado por uma prova de vestibular.

1. (UFTM 2010) Em um sítio, um homem sacrificou um porco criado solto para comemorar o aniversário de seu primeiro filho e convidou alguns parentes e amigos para compartilhar esse momento de alegria. A carne foi assada de acordo com a preferência dos convidados: ao ponto, mal passada e bem passada. Se considerarmos que na região não havia saneamento básico e que uma pessoa da família desenvolveu teníase há pouco tempo, é possível que:

  • a) todas as pessoas que participaram da festa desenvolvam teníase, devido à ingestão de ovos da tênia presentes na carne.
  • b) as pessoas que ingeriram a carne mal passada desenvolvam a cisticercose, devido aos cisticercos presentes nessa carne.
  • c) as pessoas que ingeriram a carne mal passada desenvolvam a teníase, devido aos cisticercos presentes nessa carne.
  • d) as pessoas que comeram a carne ao ponto não desenvolvam a teníase, mas poderão desenvolver a cisticercose cerebral.
  • e) as pessoas que comeram a carne suína não tenham risco de desenvolver a teníase nem a cisticercose, pois essas doenças ocorrem somente com a ingestão de carne bovina.

Resolução

Alternativa correta letra “c”.

2. (UEL 2019) Leia o texto a seguir.

A ocorrência de verminoses, como as causadas por platelmintos parasitas, está relacionada a situações socioeconômicas desfavoráveis. Frequentemente essas doenças afetam pessoas que vivem em condições precárias de habitação, saneamento e de maus hábitos de higiene.

Com base nos conhecimentos sobre teníase, assinale a alternativa correta.

  • a) a teníase, quando comparada com a cisticercose humana, é a forma mais grave da parasitose, porque neste caso, o ser humano fica por muito tempo liberando ovos de Taenia saginata no ambiente, podendo contaminar outras pessoas.
  • b) o ser humano contamina-se ao ingerir carne crua ou mal cozida que contém cisticercos, os quais, no intestino delgado, sofrem algumas alterações e prendem-se à mucosa intestinal através do escólex.
  • c) uma parte importante do ciclo da teníase é quando as fezes do porco ou do boi, contaminadas por cisticercos, acidentalmente caem na água e são ingeridas pelos humanos.
  • d) o hospedeiro intermediário da Taenia solium é o boi e o da Taenia saginata é o porco e, em ambos os casos, a tênia adulta vive presa à parede do intestino grosso desses animais, de onde são eliminados os ovos produzidos por reprodução sexuada.
  • e) uma característica da Taenia é a presença de tubo digestório, uma vez que esses parasitas precisam digerir o alimento retirado do intestino do hospedeiro.

Resolução

Alternativa correta letra “b”.

Portanto, agora que você já sabe o que é teníase bem como as características do seu ciclo de vida e medidas de prevenção, é hora de fixar melhor a matéria fazendo ainda mais exercícios. Vale ressaltar que, por se tratar de um conteúdo que tem nomes científicos bastante parecidos, é importante o estudante ficar atento durante a leitura dos enunciados e das alternativas, evitando assim confundir conceitos e errar a questão.

Gostou de aprender mais sobre a teníase? Então conheça o plano de estudos do Stoodi e veja como é possível ser aprovado no vestibular estudando na própria casa e estabelecendo sua própria carga horária de estudos!

0 Shares:
Você pode gostar também