Filme Gattaca levanta debate sobre a bioética e retrata amplamente a genética

Você é do tipo de pessoa que adoraria saber em que dia vai morrer? Isso acontecem em Gattaca, um mundo laboratorialmente modificado e construído com muita manipulação genética.

O filme, que faz parte da saga “preciso assistir um dia”, é uma ótima sugestão para quem procura por um filme diferente. Ele foi considerado um dos melhores filmes de ficção científica pela Nasa.

Produzido em 1997 pelo diretor Andrew Niccol, o longa apresenta questões focadas na área da genética e levanta uma discussão sobre a bioética: Valeria a pena viver num mundo onde o DNA definiria todo o seu futuro?

No filme Gattaca a população é dividida em dois grupos de pessoas, os válidos e os inválidos. As pessoas consideradas válidas são aquelas geradas através de inseminação artificial. Elas não possuem doenças neurológicas, cardíacas, miopia, calvície e etc. Já os inválidos são aqueles que são gerados biologicamente, no processo natural de reprodução e possuem todas as características.

Sem muito Spoiler, o que podemos dizer é que o filme conta a história onde o protagonista é um “inválido”. Ele sonha em ser astronauta(necessita ser geneticamente perfeito) , mas por conta do seu código genético o mais perto que ele pode chegar a ser é faxineiro do instituto de pesquisa espacial.

Não por muito tempo. Se você curte biologia e ficou curioso para saber sobre o filme, vale a pena assistir.

Bom filme!

Você pode gostar também

Links para Download dos Livros do Vestibular 2014/15

Os estudantes que estão se preparando para prestar os mais diferentes vestibulares do Brasil acabam de ganhar uma mãozinha do Stoodi, plataforma online de vídeo aulas de preparação para o Enem e outros vestibulares. Antes de sair por aí comprando os livros importantes para as provas, que tal pesquisar os...
Leia mais

Qual o melhor método de estudo?

Descubra que tipo de aluno você é Existem diversas formas para estudar: por meio de leituras, produção de resumos, resolução de exercícios e outros. O que não paramos para analisar é como esses métodos podem facilitar a vida dos vestibulandos.  A memória reage de forma diferente aos tipos de estudo,...