Em uma sociedade cada vez mais virtual é preciso desenvolver habilidades relacionadas às ferramentas digitais. Por isso educação e tecnologia precisam andar juntas. 

É fundamental que alunos descubram novos recursos capazes de ajudar a compreender a realidade de uma forma mais abrangente e solucionar problemas do cotidiano. 

A tecnologia digital permite novas formas de aprender em Língua Portuguesa, História, Geografia, Matemática e Ciências, por exemplo. Ela é capaz de ampliar a compreensão a respeito das mais diversas disciplinas. 

Além disso, a própria tecnologia deve se tornar um objeto de estudo para o desenvolvimento de competências essenciais na sociedade atual e no mercado de trabalho, como no estudo de programação e robótica. 

Neste post falaremos sobre inovações atreladas ao digital que podem, ou poderão em breve, fazer parte da sua rotina de estudo. Confira!

1 . Realidade virtual e aumentada

Já imaginou se em vez de apenas ver fotos do Museu do Louvre você pudesse instantaneamente visitá-lo? 

Muitos conteúdos são abordados de forma teórica na sala de aula porque a experiência real com esses temas seria impossível. Nesses casos, estudantes podem usufruir da Realidade Virtual (RV) e a Realidade Aumentada (RA) para terem uma experiência imersiva. 

A RV é uma tecnologia que permite que o usuário tenha os seus sentidos estimulados para ter a sensação de que está em outro ambiente. 

Por meio de dispositivos e sensores, ele visualiza diferentes cenários em profundidade e tem percepções sonoras e táteis relacionadas à localização e ao posicionamento. 

Já a Realidade Aumentada é uma tecnologia que permite a interação entre o mundo virtual e o real. Por meio dela, objetos podem saltar da tela ou das páginas de um livro, ganhando vida e realizando movimentos.

A partir dessa tecnologia, o usuário também pode mergulhar em um mundo virtual, participar das ações de um personagem e do cenário, interagindo e interferindo nos acontecimentos. 

É possível, por exemplo, entrar no meio de um tornado, explorar as camadas interiores da Terra ou mesmo os ambientes subaquáticos. 

Por meio dessas tecnologias, é possível percorrer por cenários 360° e interagir com objetos em 3D ao longo da jornada. 

Trata-se de uma maneira de dar vida a conceitos abstratos, tendo uma nova visão sobre o conteúdo por meio dessa experiência imersiva. Uma iniciativa que tem popularizado o uso de tais tecnologias é o Google Expedition, em que educadores podem criar os próprios tours ou aproveitar materiais desenvolvidos por grandes instituições

A realidade virtual pode tornar acessível visitas a museus e lugares históricos 

2. Uso de robôs

A robótica é mais uma alternativa para proporcionar experiências tecnológicas significativas. Muitas instituições escolares têm inserido essa disciplina como atividade extraclasse com o objetivo de ajudar os alunos a desenvolverem as competências do século 21. 

Os robôs contribuem para que os estudantes entendam melhor conteúdos de diferentes áreas, especialmente Matemática e Ciências.

Além disso, eles permitem a aplicação de conhecimento construído. Com a robótica, não existe a possibilidade de um indivíduo manter uma postura passiva. Você necessariamente precisa se tornar um inventor para construir maquetes, protótipos e robôs controlados por computadores.

3. Inteligência artificial

A inteligência artificial pode beneficiar, e muito, a educação. Quando se trata de sua aplicação nas atividades extraclasse, uma possibilidade que merece ser destacada é a gamificação inteligente.

Por meio dela, ​a máquina analisa os resultados do jogador e adapta o nível de dificuldade dos desafios apresentados. Dessa forma, o aluno se mantém motivado. Não existe o risco de ele se desinteressar pelo jogo porque está fácil demais ou porque sente que os desafios são impossíveis. Um exemplo bastante conhecido é o aplicativo Duolingo. 

4. Soluções de leitura digital

A leitura continua tendo um papel fundamental na formação dos alunos. É muito importante que essa atividade seja utilizada para a construção de conhecimentos e também de competências essenciais. 

As plataformas interativas que tornam essa experiência desafiadora e ajudam o estudante a ter um melhor aproveitamento do conteúdo representam uma ferramenta imprescindível para alcançar esses objetivos. 

Por esse motivo, estão se consolidando como uma forte tendência.

Um exemplo é a Árvore de Livros, uma plataforma de leitura que conta com o acervo de mais de 30 mil títulos para estudantes lerem do computador, tablet ou smartphone, fazendo com que estudantes levem a leitura para onde quiserem.

Outro exemplo é a Guten, uma plataforma que une conteúdo jornalístico e atividades pedagógicas de forma gamificada. Assim, alunos podem ler, aprender e se divertir ao mesmo tempo. 

Esperamos que essas dicas ajudem você a conhecer algumas dessas possibilidades e a conhecer alternativas que podem tornar o seu aprendizado mais dinâmico e significativo.

Gostou? Fique por dentro de mais notícias sobre Educação no nosso blog. Acesse e confira. 🙂

1 Shares:
Você pode gostar também

Links para Download dos Livros do Vestibular 2014/15

Os estudantes que estão se preparando para prestar os mais diferentes vestibulares do Brasil acabam de ganhar uma mãozinha do Stoodi, plataforma online de vídeo aulas de preparação para o Enem e outros vestibulares. Antes de sair por aí comprando os livros importantes para as provas, que tal pesquisar os...
Leia mais

Qual o melhor método de estudo?

Descubra que tipo de aluno você é Existem diversas formas para estudar: por meio de leituras, produção de resumos, resolução de exercícios e outros. O que não paramos para analisar é como esses métodos podem facilitar a vida dos vestibulandos.  A memória reage de forma diferente aos tipos de estudo,...