Star Wars: filosofando sobre a saga

De acordo com professor de filosofia, elementos como a história do Império Romano, o mito da caixa de Pandora, a jornada do herói e o cristianismo são abordados pelos filmes

Reprodução portal Catraca Livre
 

Bilheterias com ingressos esgotados, milhares de fãs se conectando pelo mundo inteiro e o lançamento do sétimo episódio da saga Star Wars. Talvez, a repercussão e o fanatismo dos Star Wars Maníacos devem-se à complexidade e inteligência dos filmes.

De acordo com o professor Eduardo, de filosofia, a saga consegue reunir diversas referências que a enriquecem. “George Lucas pegou toda a base da história do Império Romano, desde a monarquia até a luta contra o império”, introduz. Seguindo esse raciocínio, “ele transferiu essa ideia para uma história fantástica, usando os elementos da mitologia do herói”.

Dentro deste conceito, podemos elencar três principais pontos que são abordados pelos filmes: mito da caixa de pandora, a jornada do herói e o cristianismo.

Tenha acesso GRATUITO a mais de 6 mil videoaulas, 30 mil exercícios, resumos teóricos e materiais complementares pra download!

Eles são trabalhos (em diferentes proporções) pelo antropólogo Joseph Campbell e traduzem o Poder do Mito – uma de suas mais importantes teorias. Segundo o teórico, os mitos são informações reunidas na antiguidade sobre temas que ajudam na vida dos homens, independente de contexto, data e local. Sendo assim, George Lucas os incorporou numa trajetória no Espaço. 

A jornada do herói está presente quando notamos que, em determinado momento da história, uma decisão errada foi tomada e provocou consequências desastrosas. A ideia de que o equilíbrio foi rompido e, a partir disso, é necessário encontrar uma força destinada a restaurá-lo, faz de Luke Skywalker o herói e responsável durante toda a saga.

Dentro dessa perspectiva, nota-se também a presença da teoria da caixa de pandora, já que somente um escolhido pode resgatar a esperança e restabelecer a paz. E, até mesmo, com o cristianismo, que faz uma analogia com a vida de Jesus.

O cristianismo também é trabalhado na questão da existência de uma força invisível. Como explica o professor Eduardo “existe uma força invisível no Star Wars, assim como foi exatamente uma força invisível que derrubou o império romano – essa força foi o cristianismo”.

Por fim, é importante destacar que os filmes trabalham com a ideia da redenção por parte do Darth Vader, que duela com Darth Sidious – seu antigo mestre – e salva a todos.
 

Leia também: 7 coisas que Star Wars ensina aos estudantes
                          Que tipo de estudante é você?