Você sabe quando usar mim ou me? E mim ou eu? Existem inúmeras dúvidas em relação a esses pronomes de primeira pessoa. Tem gente que acha que o uso do mim está incorreto em todos os casos, outros ficam em dúvida se devem dizer para mim ou pra eu.

Enfim, queremos deixar tudo claro para você aprender direitinho como usar eu, mim ou me, certo?

Diferença entre me e mim

Mim e me são pronomes oblíquos da primeira pessoa do singular, assim como comigo. Esses pronomes exercem na oração a função de objeto ou complemento. O que os diferencia é o uso de preposição: me pode ser objeto direto ou indireto, dependendo da transitividade do verbo. Mim sempre vem regido de preposição. Calma! Vamos exemplificar:

  • Ele me ama = objeto direto (verbo amar, transitivo direto — quem ama, ama alguém — sem preposição);
  • Ele me obedece = objeto indireto (verbo obedecer, transitivo indireto — quem obedece, obedece a alguém — com preposição A);
  • Ele chegou até mim = adjunto adverbial (preposição ATÉ);
  • Ele não vive sem mim = adjunto adverbial (preposição SEM).

Significado de me

Me, assim como te, se, nos e vos, é um pronome que se refere a uma pessoa do discurso, atuando no predicado (e não no sujeito, como eu, tu ele, etc.). Essa forma pronominal de 1ª pessoa significa a mim, para mim.

Exemplos do uso do me

  • Quando meu pai me busca, eu não preciso pegar ônibus.
  • Você diz que me ama, mas age de outra forma.
  • Chove lá fora e aqui tá tanto frio. Me dá vontade de saber aonde está você. Me telefona. Me chama, me chama, me chama!” (Lobão)

Convém ressaltar, nesse último exemplo, que a gramática tradicional não recomenda o uso formal do pronome oblíquo em início de frase. A forma aceita pela norma culta seria, portanto, “Telefone-me”, “Chame-me” etc.

Significado de mim

Como falado acima, a forma mim vem precedida de preposição (para mim, entre mim, contra mim) e seu significado é o mesmo: referir-se à primeira pessoa do discurso. Uma dúvida comum, porém, é sobre o uso com a preposição para: para eu ou para mim?

As duas formas estão corretas. Veja como usar cada uma nos exemplos a seguir.

Exemplos do uso de mim

  • Sabrina vai dedicar seu livro para mim.
  • Sabrina vai emprestar o livro para eu ler.
  • Será que todas as atenções estarão voltadas para mim?
  • Para eu me destacar, tenho que me empenhar bastante. (note que o pronome me, aqui, é reflexivo: eu me destaco, tu te destacas etc.)
  • Não vá sem mim!
  • Não vá sem eu mandar!

Conseguiu perceber qual a diferença? Depois de eu, sempre tem um verbo no infinitivo (o pronome ocupa o lugar de sujeito desse verbo. Lembra que falamos antes que o pronome oblíquo fica no predicado? Pois é!).

Então, já sabe qual a diferença entre me e mim e aprendeu quando usar cada um? Continue tirando suas dúvidas sobre a língua e aproveite para assistir às videoaulas e fazer exercícios da nossa plataforma! Aprender nunca é demais! Cadastre-se grátis:

Banner Stoodi Med
Você pode gostar também
Onde ou aonde: qual devo usar?
Leia mais

Onde ou aonde: qual devo usar?

Conheças algumas dicas que vão acabar com suas dúvidas     As duas formas estão corretas, mas devem ser usadas em momentos diferentes. Os termos onde e aonde são advérbios que indicam lugar, isso quer dizer que essas palavras atribuem uma característica diferente aos verbos que se referem aos locais....