Conheças algumas dicas que vão acabar com suas dúvidas
Onde ou aonde? As duas formas estão corretas, mas devem ser usadas em momentos diferentes. Os termos onde e aonde são advérbios que indicam lugar, isso quer dizer que essas palavras atribuem uma característica diferente aos verbos que se referem aos locais.

“Ok, eu entendi mais ou menos. Me dá um exemplo?”.

Exemplos do uso de onde ou aonde

Para já! Por exemplo:

Onde você mora? Nessa frase o onde está questionando qual lugar você mora (verbo morar), já que quem mora, morar em algum lugar.

Aonde você vai? Já nessa frase a preposição a + o termo onde refere-se ao termo vai (verbo ir), já que quem vai, vai para algum lugar.

“Beleza, já entendi que eles indicam lugar, pode prosseguir”.

A diferença dos dois termos está justamente na sua condição de lugar fixo ou de ação continua:

Onde: deve ser usado todas as vezes que indicar a ideia de lugar estático, permanente, fixo.
Aonde deve ser usado todas as vezes que indicar a ideia de destino, movimento, ação continua.

Exemplos: Aonde passam os ônibus? (movimento)
Onde fica o ponto de ônibus? (fixo)

“Ahhhh ta. Agora sim! Mas e se eu ficar com dúvida, como eu faço?”

Dica fácil de como usar o onde ou aonde

Existe uma dica bem fácil: já que aonde é a preposição a + o termo onde, ela pode ser substituída por outra preposição.

Se você substituir pela preposição para e a frase fizer sentido com o termo “para onde”, isso quer dizer que você deve utilizar o aonde. Agora, se ficar estranho, isso significa que você deve usar somente o onde.

Por exemplo: Para onde vão os recursos arrecadados? (ação contínua)
Para onde estão os recursos arrecadados? (local fixo)

Ou seja, substitua por “para onde”. Se der certo, utilize o aonde. Se der errado, coloque apenas o onde.

4 Shares:
Você pode gostar também