Criado no ano de 1998, o vestibular do Enem desde a sua primeira edição segue o mesmo formato de aplicação: prova física e presencial. Entretanto, com o passar dos anos, o MEC começou a debater a possibilidade da aplicação do Enem em um modelo totalmente diferente e inovador, surgindo assim o Enem digital 2020.

É fato que esse exame é caracterizado pelas suas recorrentes mudanças em sua dinâmica (número de questões, número de dias de prova, ordem das matérias e entre outras alterações), mas essa atual proposta de tornar o Enem digital é uma modificação bem drástica e que merece ser debatida melhor.

Em vista disso, com o intuito de esclarecer sobre como será o Enem digital, preparamos a seguir um conteúdo respondendo questões como o que é e como vai funcionar o Enem digital. Acompanhe!

O que é Enem digital?

Como o próprio nome nos sugere, é o exame do Enem que será aplicado no formato digital, ou seja, dispensando a prova impressa e sendo realizado por meio de um dispositivo eletrônico (mais precisamente em um computador).

Por que teremos o Enem digital?

Essa é uma questão interessante e que provavelmente muitos estudantes atualmente estão confundindo sobre qual é o real motivo do MEC passar a aplicar o seu vestibular no formato digital.

Ao ler sobre a prova digital Enem, a grande maioria das pessoas primeiramente associa esse novo formato a uma das consequências da pandemia de Covid-19, que exige o distanciamento social e a redução de aglomerações. Entretanto, esse pensamento é um enorme equívoco.

Isso porque já faz alguns anos que o MEC cogita aplicar o Enem no formato digital, e o motivo para isso envolve questões financeiras, já que a impressão da prova e toda a sua logística (a qual contempla literalmente todo o território nacional) demandam milhares de reais e a mobilização de muitos colaboradores.

Desse modo, a realização do exame por meio de um dispositivo eletrônico representará uma economia de milhões de reais por parte do governo federal, seja com gastos com papel, seja com despesas com a distribuição da prova e a garantia do seu sigilo.

Como funciona o Enem digital

O funcionamento será similar ao que ocorre com a prova física, exigindo, assim, o deslocamento dos estudantes até um determinado local. Isso significa que, mesmo sendo digital, a prova continuará acontecendo presencialmente.

A grande diferença é que, neste caso, cada estudante contará com um computador em vez de uma prova impressa e a realizará inteiramente no formato digital (inclusive a redação).

É fundamental destacarmos que mesmo sofrendo essa considerável mudança em seu formato, as demais regras para o Enem continuam, as quais proíbem o uso de lápis para cálculos matemáticos, consulta aos dispositivos eletrônicos que têm acesso à internet e utilização de calculadoras.

Enem digital: inscrições

O período para as inscrições do Enem digital 2020 já foi encerrado e foi o mesmo para a prova comum, de 11 a 28 de maio de 2020. As inscrições foram realizadas no próprio site do INEP.

Como será a prova do Enem digital?

A dinâmica da prova digital não será alterada. Em outras palavras, ela apresentará o mesmo número de questões (180 perguntas objetivas mais uma proposta de redação dissertativa), mesma quantidade de tempo (5 horas e meia no 1° dia e 4 horas e meia no 2º dia) e também será aplicada em dois domingos consecutivos.

Outro ponto que não mudará é a ordem das áreas, sendo no primeiro domingo a aplicação das provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e a Redação. Já no segundo dia de Enem o estudante terminará o exame respondendo questões de Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza.

garota estudando o que é o enem digital

Quem pode participar do Enem digital?

Nem todos os candidatos serão contemplados com essa possibilidade de realizar a prova no formato digital. Há certas restrições, tais como:

  • estudantes que já se formaram no ensino médio ou que têm previsão para conclui-lo até o final do ano;
  • não serão aceitos candidatos treineiros (aqueles que não concorrem às vagas nas universidades);
  • não serão aplicadas provas digitais para os candidatos que demandam algum tipo de atendimento especial.

Com isso, todos os participantes que se enquadram nesses requisitos poderão solicitar a realização da prova no formato digital. Mas, como esse será o primeiro ano do Enem digital, o número de participantes ainda é bastante limitado, contemplando apenas 101.100 candidatos.

Quais cidades vão aplicar o Enem digital?

Ao todo no ano de 2020 serão 110 cidades (incluindo todas as capitais brasileiras e o Distrito Federal) que contarão com recursos para o formato digital do Enem.

Tratando-se do Enem, que é uma prova aplicada em milhares de cidades brasileiras, 110 localidades é um número relativamente pequeno. Contudo, os planos do MEC são de elevar gradativamente os locais de prova aptos para o Enem digital.

Diferença entre Enem impresso e digital

Como já destacamos acima, de uma forma geral não haverá diferenças entre o Enem impresso e o digital. Questões como número de perguntas, tempo de prova, dificuldade do exame e regras do processo seletivo serão todas idênticas.

A única diferença será no decorrer da prova, que em vez de ser realizada mediante a leitura de um papel, será feita a partir da leitura de uma tela de computador.

Logo, com a leitura deste post percebemos que o Enem digital 2020, mesmo sofrendo uma mudança drástica no formato da prova, não terá suas demais características alteradas.

Por fim, é válido ressaltarmos que nem todos os candidatos terão acesso ao modelo digital, seja pelas restrições quanto à conclusão do ensino médio, seja pelo número reduzido de cidades que contarão com esse recurso.

Está procurando por um cursinho pré-vestibular online? Experimento nosso plano de estudos e saiba como que você pode passar no vestibular em uma grande universidade estudando na sua própria casa!

Você pode gostar também
Inscrição para bolsas remanescentes do Prouni termina nesta segunda
Leia mais

Inscrição para bolsas remanescentes do Prouni termina nesta segunda

Serão oferecidas 16.004 bolsas no período do segundo semestre Foto: Leonardo Bettinelli/ UFPR  Candidatos que conseguiram entrar na lista de vagas remanescentes para bolsas do Prouni (Programa Universidade para Todos) neste segundo semestre de 2015 têm até as 23h59 desta segunda-feira (31) para concluir a inscrição. As inscrições no programa...
Selecionado no Fies tem até esta terça para confirmar inscrição
Leia mais

Selecionado no Fies tem até esta terça para confirmar inscrição

Programa do governo federal vai beneficiar 61,5 mil novos estudantes Os pré-selecionados para firmar contrato com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2015 têm até o fim desta terça-feira (1º) para concluírem suas inscrições no programa. O prazo, estipulado inicialmente para o dia 23, já foi...