Erro na nota do Enem 2019: descubra como aconteceu!

Campanha Pesquisa de Carreiras

A edição de 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aconteceu nos dias 3 e 10 de novembro de 2019 e contou com pouco mais de 5 milhões de inscritos.

Depois de um longo período de espera, finalmente saíram os resultados do exame no dia 17 de janeiro de 2020. Porém, no dia seguinte o ministro da Educação, Abraham Weintraub, e o presidente do Inep, Alexandre Lopes, admitiram erros nas notas do Enem. O caso foi confirmado após candidatos relatarem estranhamento com suas notas através das redes sociais.

Se você quer entender como o erro na correção do Enem 2019 aconteceu, quantas pessoas foram prejudicadas e muito mais, acompanhe este post e fique por dentro de tudo!

Como aconteceu o erro na correção do Enem 2019?

No dia 18 de janeiro de 2020, o ministro da educação e o presidente do Inep, afirmaram, através de redes sociais, que algumas notas do Enem apresentaram inconsistência nas correções. No total foram identificados problemas em 5.974 provas em cidades da Bahia e Minas Gerais.

O erro foi cometido pela gráfica Valid Soluções S.A. no momento da união do caderno de provas com o cartão de respostas, fazendo com que alguns participantes tivessem sua prova corrigida por uma cor diferente, sendo que, atualmente, o Enem aplica 6 cores distintas.

Como o Inep corrigiu o erro?

O Inep mobilizou uma força-tarefa para revisão das notas do Enem 2019 e também foi feita um reprocessamento no banco de dados para identificar os erros nas provas.

Além disso, também foi disponibilizado aos candidatos um e-mail para aqueles que se sentiram prejudicados com o resultado do Enem. No total foram 172 mil relatos recebidos no endereço de e-mail indicado.

Depois de identificadas as provas com erros na correção, todas foram devidamente corrigidas pelo Inep e no dia 20 de janeiro, dois dias depois do início da força-tarefa, os alunos já tiveram suas notas corretas no sistema.

A data do Sisu foi mantida?

Antes que o problema com as notas fosse solucionado, houve a intenção de suspender o resultado do Sistema de Seleção Unificado (Sisu) – programa responsável por oferecer vagas em universidades públicas através da nota do Enem – até que a situação fosse totalmente solucionada.

Contudo, as correções foram realizadas de forma rápida, não havendo necessidade de atrasar as inscrições do Sisu, sendo assim, a data 21 de janeiro foi mantida para iniciar as inscrições. 

O prazo das inscrições terminaria no dia 24 de janeiro, mas foi estendido por mais dois dias para auxiliar os candidatos nesse processo.

Importância da nota do Enem

Muitas portas podem se abrir para os candidatos que realizaram o Enem. A partir do Exame os candidatos podem concorrer a vagas em universidades públicas, privadas e até mesmo em universidades em Portugal.

Com a nota do Enem é possível concorrer a vagas através de programas oferecidos pelo governo. Sendo eles o Sisu que oferece vagas em universidades públicas em todo o país; o Programa Universidade para Todos (Prouni) que oferece bolsas integrais e parciais em universidades privadas, e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) que financia as mensalidades em universidades particulares cadastradas no sistema.

São muitas as possibilidades de ingressar no ensino superior usando a nota do Enem, criando oportunidades para muitas pessoas realizarem o sonho de conseguir o diploma. Já podemos entender a importância de um resultado confiável, não é mesmo?

O erro na correção do Enem foi um susto muito grande para todos os candidatos, mas o Inep garante que nenhum candidato foi prejudicado e reforçou que a concentração foi maior em Minas Gerais e que o caso já havia sido solucionado.

Se você deseja se preparar para a próxima edição do Enem, não deixe de conhecer o plano de estudos que o Stoodi oferece. Lá você encontra tudo o que precisa para arrasar na prova!

Campanha Pesquisa de Carreiras