Vagas Sisu: saiba mais sobre as possibilidades de ingressar em uma universidade!

Conheça as possibilidades de conseguir uma vaga sisu na univesidade pública

 

Sonha em estudar em uma universidade estadual ou federal, mas acha que não tem como isso acontecer? Bom, temos uma ótima notícia: esse já não é um sonho tão distante e você sabe por quê? Por causa das vagas do Sisu

O Sistema de Seleção Unificada do Ministério da Educação (MEC) oferece oportunidades em cursos de graduação que são disputadas pelos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) realizado no ano anterior ao seu processo seletivo.

Os interessados fazem a inscrição pela internet nas datas em que as vagas são ofertadas, que são duas vezes ao ano, no início do primeiro e do segundo semestre. Quer saber mais sobre esse assunto? Então, continue a leitura e tire as suas dúvidas!

O que é o Sisu?

O Sisu é um programa que atende pelo nome de Sistema de Seleção Unificada. O seu objetivo é alocar estudantes de todo o Brasil em vagas do ensino superior público, seja em universidades ou institutos federais e estaduais. 

Para a seleção, o Sisu utiliza a pontuação obtida pelos candidatos na prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). As melhores pontuações têm mais chances de conquistar as vagas, já que elas são limitadas. Aproveite e saiba mais sobre a nota de corte

Quem pode participar do Sisu?

O Sisu é reservado para pessoas que:

  • já terminaram o ensino médio ou estão cursando o terceiro ano (lembrando que o comprovante de conclusão da escola será solicitado para a matrícula);
  • fez o Enem do ano vigente (por exemplo: Enem 2021, que acontece em novembro, para participar do Sisu 2022, que acontece em janeiro e novamente no meio do ano);
  • não zerou a prova de Redação no Enem.

Que não pode participar?

Da mesma forma, os estudantes que ainda estão no segundo ano do ensino médio (ou em séries anteriores), que não realizaram o Enem do ano vigente e que zeraram a redação na prova do Enem também não podem participar do Sisu.

Fora isso, esse é um processo liberado para todos os estudantes brasileiros, sem limite de idade. Aqueles que se formaram no EJA (Educação de Jovens e Adultos) também estão aptos a participar.

Lembrando que todo o processo é gratuito. Por isso, não se preocupe: não há taxas envolvidas e você só precisará de um dispositivo conectado à internet para se inscrever e acompanhar as vagas e os dias de Sisu.

Como funciona esse processo seletivo?

Como assim “os dias de Sisu”? É isso mesmo que você leu! O Sisu não acontece em um único dia. Na verdade, ele fica aberto por cerca de 3 dias.

Ele funciona da seguinte maneira: no primeiro dia de processo seletivo, você seleciona suas duas opções de curso (que podem ser em faculdades diferentes) e aguarda. Depois da meia noite, o sistema vai atualizar com as notas de todos os candidatos que se inscreveram para o mesmo curso que você e trará uma prévia da pontuação necessária para passar (nota de corte).

Se você achar que a nota está muito mais alta do que a pontuação que você teve na prova, pode trocar o curso. Ao longo dos 3 dias, as notas vão se atualizando e você pode continuar conferindo a lista para ver qual se adequa mais às suas necessidades.

Como estão distribuídas as vagas do Sisu?

Agora, veremos alguns exemplos de como as vagas do Sisu são distribuídas de acordo com as faculdades. Vamos lá?

Utilizaremos como exemplo o Sisu 2020, que disponibilizou 237.128 vagas no primeiro semestre do ano. O Inep divulgou quantas vagas serão disponibilizadas para cada universidade. Veja abaixo uma lista completa:

  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE): 6.982;
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN): 6.933;
  • Universidade Federal de Goiás (UFG): 6.519;
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG): 6.309;
  • Universidade Federal do Ceará (UFC): 6.288;
  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT): 6.098;
  • Universidade Federal de Alagoas (Ufal): 5.373;
  • Instituto Federal de São Paulo (IFSP): 5.200;
  • Universidade Federal de Sergipe (UFS): 5.030;
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ): 4.962;
  • Universidade Federal Fluminense (UFF): 4.898;
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR): 4.542;
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA): 4.492;
  • Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG): 4.398;
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE): 4.340;
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI): 3.484;
  • Universidade Estadual do Piauí (Uespi): 3.460;
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM): 3.416;
  • Instituto Federal do Ceará (IFCE): 3.302;
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU): 3.229;
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV): 3.210;
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG): 3.160;
  • Universidade Estadual da Paraíba (Uepa): 3.025;
  • Universidade Federal de Pelotas (UFPel): 2.975;
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCar): 2.893;
  • Universidade de São Paulo (USP): 2.830;
  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes): 2.776;
  • Universidade Federal do Rio Grande (Furg): 2.740.

Essa quantidade de vagas não costuma mudar muito, mas algumas mudanças podem, sim, acontecer. Por isso, o recomendado é que você confira os valores vigentes no momento em que estiver lendo este texto.

Não sabe como fazer isso? É muito fácil! Basta acessar o portal do Sisu e clicar em “Vagas”, que normalmente fica na parte superior da página. Lá, você encontrará todas as informações, que são sempre renovadas e só ficam pelo site até o final do processo seletivo de cada ano. 

Então, não perca tempo e vá conferir o número de vagas disponibilizadas pela faculdade dos seus sonhos!

Quais são as vagas ofertadas pelo Sisu?

O Sisu oferece diversos tipos de vagas, tendo cada área do conhecimento com um determinado número de vagas disponíveis pelo sistema do Sisu. Veja abaixo quais são os principais.

Vagas do Sisu por área do conhecimento

  • Educação: 61.901;
  • Engenharia, produção e construção: 37.843;
  • Negócios, administração e direito: 25.977;
  • Saúde e bem-estar: 23.087;
  • Ciências naturais, matemática e estatística: 17.863;
  • Agricultura, silvicultura, pesca e veterinária: 16.585;
  • Ciências sociais, jornalismo e informação: 15.730;
  • Computação e Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC): 12.794;
  • Artes e humanidades: 7.307;
  • Programas básicos: 6.661;
  • Serviços: 3.501.

Lembrando que também é possível observar mudanças nessas quantidades de vagas, tá? Então, se você tiver curiosidade, busque as informações referentes ao ano atual, lá no site oficial do Sisu (aquele que passamos no tópico anterior).

Quais são os outros tipos de vagas do Sisu?

Os processos seletivos do Sisu oferecem somente vagas para cursos presenciais. O candidato pode escolher entre os cursos de bacharelado, licenciatura, tecnólogo e área básica de ingresso.

A consulta de vagas é feita pela internet, no site que é atrelado ao MEC. Vejamos um pouco mais sobre as opções de vagas ofertadas!

Bacharelado

O bacharel tem formação generalista, voltada para competências em determinado campo de saber, seja ele científico ou humanístico, estando apto ao exercício da atividade profissional.

Como exemplo, temos os cursos tradicionais de Direto, Medicina, Comunicação, Engenharias etc.

Licenciatura

O curso superior em licenciatura habilita o diplomado a exercer a carreira de professor nos anos que compreendem a Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio).

A formação como licenciado exige conhecimentos na área de educação e estágios em escolas públicas ou privadas.

Tecnólogo

A modalidade de tecnólogo vem crescendo e demandando novos profissionais com competências específicas.

O tempo do curso costuma ser menor que um bacharelado ou licenciatura, e o diplomado em áreas científicas ou tecnológicas recebe o grau de tecnólogo.

A oferta de vagas acontece geralmente em polos tecnológicos e o aluno tem a oportunidade de atuar na prática durante todo o tempo.

Área básica de ingresso

Existem cursos que possibilitam ao estudante escolher ao final entre o bacharelado e a licenciatura, assim como as duas formações. É preciso cumprir um ciclo básico de disciplinas e, depois, optar pela conclusão em uma das modalidades citadas.

Cursos como História, Física, Biologia e Letras oferecem vagas com área básica de ingresso.

Como conseguir uma vaga pelo Sisu?

Qualquer candidato que tenha concluído o Ensino Médio e tenha realizado a prova do Enem no último ano pode concorrer às vagas oferecidas pelo Sisu, conforme mencionado. O período de inscrição é curto, por isso é bom sempre estar atento às publicações no site do Sistema.

Ao acessar o site, o estudante preenche alguns dados e utiliza a nota do Enem para escolher a vaga que deseja entre as universidades participantes.

Veja a seguir os requisitos para conseguir uma vaga pelo Sisu.

Vagas Sisu: requisitos

A nota do Enem é o requisito primordial para que a candidatura seja aceita. O sistema, já de início, pede o número de inscrição e a senha da última prova realizada.

O estudante não pode ter tirado zero na redação e os demais pontos concorrem para a soma da nota de corte, que será definida pelo número de candidatos interessados pelas mesmas vagas.

O candidato pode se inscrever em no máximo duas vagas, colocando-as em ordem de interesse, além de manifestar sua preferência pelo turno que deseja estudar (manhã, tarde ou noite).

É importante atentar para a modalidade de inscrição. O sistema atual de cotas está incluído no processo de seleção e caso você se encaixe em alguns dos critérios necessários dessas ações afirmativas (raciais ou sociais), faça sua opção por elas. Os demais candidatos entram na lista de ampla concorrência.

Como funciona a nota de corte do Sisu?

Estudante, preocupada com vagas sisu

 

O sistema, ao abrir suas inscrições, vai atualizando a nota de corte durante esse período conforme o interesse dos candidatos nas vagas sisu disponíveis.

Uma vez ao dia, o cálculo é feito com base no número de vagas e nas notas dos inscritos. Dessa forma, é possível saber qual a nota mínima para conseguir uma vaga pelo Sisu.

Se a nota de corte da vaga que você escolheu estiver alta e você quiser mudar de opção, isso pode ser feito a qualquer momento, até o fechamento das inscrições e quantas vezes quiser, lembrando-se que apenas a última opção será considerada pelo Sisu.

O Sisu tem uma lista de espera?

Você pode ficar em uma lista de espera caso tenha uma boa colocação, mas não tenha conseguido a vaga, e o interesse deve ser declarado durante um período determinado, no site do Sisu. Apenas se lembre de que essa solicitação pode ser feita apenas para a primeira opção de curso declarada!

Quando houver a abertura de outra vaga ou desistência, os candidatos da lista de espera serão convocados, por isso, é importante acompanhar as chamadas diretamente nos sites nas instituições.

Como encontrar o resultado do Sisu?

Felicidade, estudante

A página do Sisu contém o “boletim do candidato”, e por lá os resultados podem ser consultados.

Os candidatos também podem ligar para a Central de Atendimento do MEC, no número 0800-616161 ou podem conferir direto nas instituições participantes, que devem orientar as próximas etapas para a matrícula do ingressante.

Não passei no Sisu, e agora?

Foi por pouco esse ano? Não fique triste, pois sempre há chances em alguma das vagas remanescentes do Sisu, ou seja, as vagas das listas de espera. Para concorrer a essas oportunidades, você precisa declarar o seu interesse na plataforma do Sistema de Seleção Unificada, ok?

Além disso, é preciso ficar de olho, já que as listas de espera rodam pelas próprias instituições. Em alguns casos, há até mais do que cinco novas chamadas para algum curso. Por isso, não desista, se informe e continue verificando as novidades.

Se mesmo assim não chegou a sua vez, reforce seus estudos para a próxima seleção e não desista! Isso não significa que as suas chances acabaram, mas sim que agora não era o momento certo para você entrar na faculdade. Continue estudando e, em breve, você verá o seu nome na lista de aprovados!

Como me preparar para tirar uma boa nota no Sisu?

Para fecharmos a nossa conversa, é hora de trazermos algumas dicas para que você possa garantir que o seu nome estará na lista de aprovados da faculdade e do curso que você tanto sonha em fazer. 

Então, fique de olho nas informações a seguir e as leve bem a sério, ok? Elas são a chave para a sua aprovação que, com certeza, virá mais cedo ou mais tarde. Vamos lá!

Tenha um cronograma de estudos eficiente

Quer mandar super bem no Enem e conquistar a sua vaga na faculdade dos seus sonhos? Então, você precisa de um cronograma de estudos eficiente, que realmente aborde os conteúdos que são cobrados nessa prova. Lembrando que, no edital, você encontra todas as disciplinas que podem aparecer por lá.

Organize a sua rotina

No entanto, a rotina não deve ser composta apenas por um bom cronograma. O que você faz com o restante do seu tempo também é de extrema importância, até mesmo porque você precisa seguir os horários de estudo, certo? Então, fique de olho e melhore os seus hábitos, tendo horário para dormir e acordar, entre outros.

Cuide da saúde física e mental

Os cuidados com a sua saúde física e mental são indispensáveis para o sucesso no vestibular. Por isso, se mantenha hidratado, se alimente adequadamente e busque o equilíbrio também no seu emocional.

Descanse sempre que possível

Uma das formas de cuidar da mente é descansar sempre que possível. Não pense no lazer como uma perda de tempo, já que o seu cérebro precisa desses momentos para se distrair e continuar sempre ávido por conhecimento. Veja filmes, saia com os amigos, pratique esportes ou faça o que bem entender com o seu tempo livre!

Faça exercícios físicos

Já que falamos sobre esporte, é hora de pensarmos também na prática de exercícios físicos. Além de serem ótimos para desestressar e deixá-lo mais saudável, as atividades físicas são excelentes para dar mais energia e fazer com que você esteja forte para aguentar as jornadas de prova.

Converse com as pessoas

Está com dúvidas? Converse. Tem receios? Se abra. As pessoas estão aí para ajudar! Selecione aqueles que o amam e busque conselhos ou simplesmente faça desabafos. Isso faz parte do processo de preparação do vestibular. Você não está sozinho! 

Faça simulados

Simulados são excelentes para ajudar na ansiedade para a prova. Com eles, você conhece melhor o estilo do exame e aprende a fazê-lo, ou seja: consegue se organizar melhor, gerencia o seu tempo com mais sabedoria e pode consertar eventuais defeitos que, na hora da prova, o desestabilizariam completamente.

Revise o conteúdo frequentemente

Os simulados são excelentes para que você possa revisar as matérias, mas isso não é tudo. É importante que você também faça bons resumos ou mapas mentais para dar uma olhadinha no conteúdo de vez em quando. Isso vale muito a pena e evita problemas lá na frente!

Não se esqueça da resolução de questões

Outra dica muito importante é investir na resolução de questões sempre que possível. Acabou de estudar a teoria de alguma matéria? Resolva, então, pelo menos 10 exercícios sobre aquele tema. E, claro, sempre vá atrás das resoluções para descobrir o que errou.

Leia o edital com atenção

Muitas pessoas vão para o vestibular sem ler o edital da prova. Isso é um erro que pode custar bem caro, já que nesse documento estão datas importantes, regras que não podem ser quebradas e muitas dicas para que você possa fazer uma prova mais tranquila e sem imprevistos.

Respeite os seus limites

Nada de dar passos maiores do que as suas pernas. Respire fundo e não se compare. Não importa se alguém disse que estuda 12 horas por dia e ainda tem energia para correr por 4 km. Faça o seu melhor. 

Isso é muito importante para evitar que você se sobrecarregue e fique esgotado na hora de realmente mostrar o seu conhecimento. É fundamental que exista um limite entre o esforço e a sua saúde, tá bem? Nunca se esqueça disso.

Conte com a ajuda de um bom cursinho

Por fim, não deixe de contar com o apoio de um cursinho pré-vestibular. Há opções online que oferecem todo o suporte necessário, disponbilizando Planos de Estudo personalizados e monitoria frequente para tirar as suas dúvidas.

Esse é o nosso caso! O Stoodi pode ajudar você nessa missão: são milhares de aulas e conteúdos incríveis para você arrasar nas provas do Enem e conseguir entrar em uma universidade ainda este ano. Já pensou que maravilha?

Além disso, todas as nossas questões têm resolução gravada em vídeo, o que facilita muito na hora de tirar as suas dúvidas e aprender, realmente, o conteúdo que deve ser estudado. 

Gostou de saber mais sobre as vagas do Sisu e conferir esse montão de dicas imperdíveis para você se dar bem nesse processo seletivo? Agora, não perca mais tempo e já faça o seu cadastro no Stoodi, a fim de ter acesso a todas as nossas vantagens e começar a mandar ver na sua preparação!

Campanha Always On Cronograma