Se você pesquisar sobre “Geografia temas Enem” no Google, vai encontrar uma abordagem diferente por parte dessa disciplina em relação a todas as outras.

Nos vestibulares, os assuntos estudados em Geografia são intrinsecamente relacionados a questões regionais. Exemplo disso são as características do Cerrado, o tipo de clima no Planalto Central etc.

Essas questões são feitas uma vez que considera-se importante que o aluno tenha noção dos climas e relevos brasileiros. Mas a coisa muda de figura quando falamos do Enem.

Isso acontece porque os tópicos abordados na disciplina de Geografia são focados em outros assuntos relevantes, como fenômenos geográficos em diferentes contextos.

Quem quer mandar bem nessa prova precisa estar por dentro dos principais tópicos em Geografia, afinal, como em qualquer outra disciplina, ela tem peso em sua nota final.

Organizar os estudos fica muito mais fácil quando sabemos o que precisamos estudar, não é mesmo? Assim, é possível organizar os horários de estudo e elaborar um cronograma que dê atenção as todas as disciplinas.

Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar como é a divisão de conteúdos no Enem, como estudar para a prova e os temas de Geografia presentes. Confira!

Como é a divisão de conteúdos do Enem?

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se baseia na grade curricular do Ensino Médio, com provas voltadas para eixos temáticos. Sua divisão consiste em:

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias;
  • Redação.

Na primeira divisão, há matérias como História, Geografia, Sociologia e Filosofia. Já na segunda, temos Português, Espanhol ou Inglês, Artes, Literatura, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação.

Na terceira, há Física, Química e Biologia e, por fim, no quarto, a Matemática. A prova contém 180 questões, além de uma redação.

As questões são de múltipla escolha, sendo 5 alternativas para cada uma. As provas são aplicadas em colégios e instituições de ensino que apresentam infraestrutura adequada, como uso de fertilizante foliar para flores.

No primeiro dia, os estudantes respondem a 45 perguntas de Ciências Humanas e 45 de Linguagens e Códigos e a Redação. No segundo dia, são 45 questões de Matemática e 45 de Ciências da Natureza.

As perguntas são formadas por textos que contextualizam a questão, para que o estudante possa escolher a melhor alternativa. Também é possível que as questões contenham imagens, quadros, quadrinhos e gráficos para ilustrar.

O objetivo dessa estrutura é testar a capacidade de interpretação e observação dos estudantes de Ensino Médio brasileiros.

Como estudar para o Enem?

Estudar para o Enem é uma tarefa que demanda disciplina, organização e foco. Você pode contar com, materiais escolares personalizados para te apoiar, mas o primeiro passo é fazer um planejamento.

Escolha um bom lugar para estudar, determine um período de horas diário, certifique-se de quanto tempo falta até a data da prova e priorize as matérias que sente mais dificuldade.

O local para estudos precisa ser bem tranquilo, iluminado, com boa circulação de ar e com todo o suporte que você precise, como computador, livros, apostilas e material para anotação.

Em uma agenda, anote a sua rotina de estudos. Por exemplo, na segunda-feira, estude as matérias de exatas, como Matemática. Organize os dias de acordo com as características das disciplinas.

Tire um dia, como a sexta-feira, apenas para fazer uma revisão de tudo o que você estudou o ano inteiro. Aproveite bem o tempo, pois por mais longe que possa parecer a data da prova, muitas vezes o tempo é insuficiente.

Outra estratégia que sempre dá muito resultado positivo é estudar as provas anteriores.

Assim, o aluno terá acesso a tudo o que foi pedido nas edições anteriores e obterá respostas para qualquer tipo de questão, como os componentes presentes na fabricação de filtro de mangas.

Quando usamos as provas anteriores como simulados, é possível nos familiarizar melhor com os conteúdos e o modelo das questões, e assim descobrir em quais deles nós temos mais dificuldade.

No site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o aluno consegue baixar gratuitamente os simulados, que ainda conta com um cronômetro para responder às questões.

Quando estiver estudando as provas anteriores, é fundamental anotar todos os erros e acertos e relacionar com as matérias correspondentes.

As questões que você mais errou, significa que são aquelas que precisam de uma atenção especial para conseguir se sair bem na prova. Portanto, não há melhor maneira de identificá-las do que por meio das provas anteriores.

Agora que você já conhece um pouco melhor sobre a estrutura do Enem e como estudar, vamos falar um pouco sobre os temas de Geografia presentes na prova. Acompanhe!

Temas de Geografia presentes no Enem

É sabido que o Enem é uma prova inteligente, que une as matérias aos mais variados temas, como drenagem solo encharcado. No que diz respeito à disciplina de Geografia, algumas das principais pautas abordadas são:

1 – Globalização

O tema sobre globalização fala a respeito dos efeitos desse processo para o planeta e como a população reage a seus efeitos.

Além disso, mostra ao aluno que se trata de uma pauta importante, uma vez que interfere em nossa maneira de viver e é reproduzida pelos mais diferentes meios de comunicação.

2 – Questões ambientais

Nessa disciplina, é mostrado como as ações humanas impactam a sociedade e o meio ambiente. Ela vai abordar sobre o consumo exacerbado e suas consequências para o meio ambiente, impactos dos meios de produção, aumento de lixo, dentre outros fatores.

Do mesmo modo, as questões do meio ambiente visam mostrar com as ações individuais fazem toda a diferença, por exemplo, quando separamos os lixos recicláveis dos orgânicos.

3 – Fases do Capitalismo

O Capitalismo como modelo econômico faz parte do dia a dia das pessoas, de empresas como Centro de usinagem CNC e da sociedade em geral.  

Em vista disso, é impossível não falar desse sistema econômico, uma vez que gera polêmica por diferentes motivos. Na disciplina de Geografia, ele está relacionado à indústria, comércio e contextos históricos.

Por meio desta pauta, os alunos entendem melhor a influência do Capitalismo na economia e por que ele confere tanto poder a países como os Estados Unidos.

4 – Vias de transporte e Transamazônica

Aqui, o foco é a região norte do Brasil, as facilidades que oferecem como auto escola para aprender dirigir, mas, principalmente, suas áreas preservadas.

O norte do país tem uma vasta história, sendo importante para os alunos compreendê-la, de modo que consiga compreender, também, seu modelo econômico, fonte de renda, cultura, entre diversos outros aspectos.

5 – Urbanização

A urbanização é algo comum no dia a dia das pessoas que vivem em grandes centros urbanos. Dentro do contexto de Geografia, esse assunto está focado nos problemas das cidades. Entre os mais comuns, se encontram:

  • Crescimento desordenado;
  • Gentrificação;
  • Problemas com transporte;
  • Desemprego;
  • Habitação.

Mesmo em vista desses problemas, a cidade grande ainda atrai muitas pessoas do interior por conta do estilo de vida e infraestrutura.

Nela, pessoas podem vender unidades de água gelada e outros produtos de maneira autônoma, garantindo uma fonte de renda melhor do que a que teriam em sua cidade natal.

6 – Indústrias

A industrialização no Brasil foi tardia, mas hoje em dia, a indústria é responsável por boa parte da economia do país.

Trata-se de um contexto bem relaciona às situações históricas, que dentro do Enem aborda fases da industrialização, como a Revolução Industrial, e aspectos sociais e econômicos em diferentes partes do mundo.

Inclusive, é fundamental que o aluno estude os modelos de produção que já existiram, como o Fordismo, o Taylorismo e o Toyotismo.

7 – Migrações

A migração é uma pauta importante desde o jardim de infancia 5, principalmente tendo em foco os problemas com as imigrações ilegais que vêm ocorrendo no Brasil e em diversos outros países.

É neste tópico que o aluno compreende o que leva um emigrante a vir para o Brasil, como ele é recebido pela imigração e pela população, além de que maneira eles sobrevivem por aqui.

Essa situação acontece no mundo todo, por isso, é necessário que o aluno entenda qual é a diferença entre imigração e emigração. Da mesma maneira, é importante saber interpretar mapas, gráficos e conhecer diferenças dos movimentos migratórios.

8 – Analfabetismo no Brasil

Este é outro assunto em pauta na matéria de Geografia do Enem, tendo em vista que, para ser reconhecido, o país precisa investir em educação.

No Brasil, em regiões como o Nordeste, a taxa de analfabetos chega a 16%, enquanto que na região Sudeste essa taxa é de 5%.

Conclusão

O estudo da Geografia é imprescindível para que o aluno tenha boas noções a respeito de seu país e do mundo, no que diz respeito aos aspectos econômicos e sociais.

Por sua importância e relevância, a disciplina de Geografia é abordada de maneira rica e inteligente no Enem, por isso, ela não deve ficar de fora da sua rotina de estudos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

STOODI-TIM
Você pode gostar também