Ao estudarmos Geografia, entramos em contato não apenas com os aspectos físicos de nosso planeta, mas também com conceitos que envolvem a relação entre as nações e o uso de recursos naturais pelos seres humanos. O aprendizado sobre sustentabilidade é constante no estudo dessa disciplina!

Por isso, que tal falarmos um pouco sobre o conceito de hidrovia? Esse tipo de conhecimento é importante para que possamos entender não só sobre os usos da água em nosso planeta, mas sobre questões econômicas que podem influenciar bastante na questão geopolítica.

Não manja nada desse assunto? Não se preocupe! A seguir, falaremos sobre os conceitos mais importantes envolvendo o tema. Dessa forma, você terá a bagagem necessária para continuar estudando e se aprofundando cada vez mais em suas particularidades. Boa leitura!

O que é hidrovia?

Uma das matérias que envolve o estudo da Geografia é a questão dos transportes. Eles são essenciais para a vida econômica de qualquer região e também para as relações travadas entre um local e outro.

Para que o transporte de qualquer tipo de produto aconteça, é fundamental que exista um caminho possível para que ele chegue ao seu destino, certo? Nesse contexto, a hidrovia funciona como uma “rua sobre as águas”.

O transporte hidroviário é realizado em rios, canais, mares e outros leitos d’água. Funciona como uma rodovia ou ferrovia e tem o objetivo de transportar produtos de um local para outro.

Para que serve uma hidrovia?

Como mencionado anteriormente, as hidrovias são semelhantes a rodovias que atuam sobre as águas. Sendo assim, são essenciais para o transporte de produtos, especialmente de grandes volumes.

Navios cargueiros, por exemplo, são comumente avistados em hidrovias, levando uma grande quantidade de matérias-primas para a indústria ou produtos variados para o comércio. Passageiros também podem ser transportados nessas vias.

A hidrovia também é comumente utilizada para o transporte de carga viva — no caso, animais para o agronegócio —, alimentos — especialmente grãos e cereais, mas também outros tipos — e maquinários, que são grandes demais para viajarem por meio do transporte aéreo.

Malha hidroviária 

Malha hidroviária é o nome dado a um conjunto de hidrovias que se conectam e fazem parte de um “grupo”.

Elas podem corresponder à malha hidroviária de um país — o Brasil, por exemplo, tem uma série de hidrovias espalhadas por suas bacias hidrográficas em todo o seu território — ou também a um grupo econômico.

Essa é uma denominação subjetiva, portanto, sua definição dificilmente será cobrada nas provas. É apenas importante que você entenda o conceito principal caso necessite identificar elementos de uma malha hidroviária nas questões!

Hidrovias no Brasil

Algumas das principais hidrovias brasileiras são:

  • Taguari-Guaíba;
  • São Francisco;
  • Tocantins-Araguaia;
  • Solimões-Amazonas;
  • Tietê-Paraná;
  • Madeira.

Para conferir mais detalhes sobre a malha hidroviária brasileira e ver todas as hidrovias que estão presentes nela, você pode acessar o site oficial do Governo Federal. Novamente, não se preocupe: não há motivos para decorar cada uma delas. Apenas dê uma olhadinha e se familiarize com o conceito!

hidrovia

Hidrovias no mundo

Confira, agora, algumas hidrovias de destaque no mundo:

  • Canal do Panamá;
  • Canal de Suez;
  • Estreito de Gibraltar;
  • Estreito de Magalhães;
  • Estreitos Turcos (Bósforo e Dardanelos);
  • Estreito de Malaca;
  • Estreito de Ormuz.

Uma boa forma de estudá-los é pesquisar a sua localização geográfica e observar como esses locais se conectam com outras regiões do mundo. Assim, ao longo de seus estudos, você identificará uma série de paralelos entre o seu funcionamento e a economia dos países envolvidos!

Vantagens e desvantagens de uma hidrovia

Tudo na vida tem um lado bom e um lado ruim, certo? Isso também é algo válido quando o assunto é hidrovias. A seguir, veremos os prós e os contras da utilização desse tipo de transporte!

Vantagens das hidrovias

Os principais benefícios desse tipo de transporte são:

  • permite transportar uma grande quantidade de produtos de uma só vez;
  • tem pouco impacto ambiental, sendo sustentável e emitindo pouca poluição atmosférica e aquática;
  • gasta menos recursos com manutenção e frete, fazendo com que o produto final chegue ao consumidor com um preço mais atraente.

Desvantagens das hidrovias

O lado mais negativo do uso das hidrovias é:

  • demora do transporte, que pode levar dias, semanas ou até meses para chegar em seu destino;
  • o impacto das condições climáticas no processo de transporte;
  • a necessidade de investimento contínuo por parte dos governantes, algo que ainda não é muito implementado no Brasil apesar de sua grande quantidade de águas navegáveis.

Importância histórica das hidrovias

As hidrovias não são simplesmente cursos d’água navegáveis. Elas são verdadeiras vias de acesso que demandam infraestrutura e desenvolvimento para que possam operar, algo que representa um conceito mais recente em nossa história.

No entanto, é importante analisarmos as hidrovias sob um ponto de vista histórico. Por muito tempo, o contato entre as nações foi feito única e exclusivamente a partir da navegação em rios e mares.

A globalização, portanto, é um conceito que nasce a partir do domínio da navegação pelas populações. Fazer uma reflexão sobre esses pontos é muito importante para que possamos entender a dimensão da importância desse tipo de transporte até os dias atuais.

Hidrovia: atualidades

Quando pensamos no que mais cai em Geografia no Enem, é impossível desvincular a relevância das atualidades nesse contexto.

Sendo assim, ao estudarmos a questão dos transportes no Brasil, precisamos também avaliar o modo como esse assunto tem aparecido na mídia nos últimos anos.

Um dos aspectos de destaque está na subutilização da malha hidroviária do Brasil. De acordo com dados levantados pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgados pelo Portal G1 em 2019, o país utiliza apenas um terço da malha potencial e deveria investir mais recursos nesse tipo de transporte.

O segundo destaque está no bloqueio do Canal de Suez, que aconteceu em março de 2021. No evento, um cargueiro de grandes dimensões encalhou e bloqueou a passagem de outros navios pelo canal. Esse evento durou poucos dias, mas gerou fortes impactos para a economia mundial. Para entender melhor, dê uma olhada nesta matéria escrita pela BBC News Brasil.

E aí, acha que já sabe o que é e para que serve uma hidrovia? Agora é com você! Chegou o momento de aprofundar os seus conhecimentos e entender como esse tipo de transporte ajuda na economia global, afetando a relação entre os países desde o início das civilizações. Nesse caso, o Plano de Estudos do Stoodi pode ajudá-lo. Que tal dar uma conferida?

Banner Stoodi Med
Banner_Redação
Você pode gostar também