Fora a tabela periódica, as fórmulas matemáticas, os fatos históricos e as inúmeras teorias científicas, o vestibulando também precisa estudar diferentes conceitos que podem se tornar questões do Enem ou, no mínimo, fazer parte delas. Esse é o caso, por exemplo, do conceito de população relativa.

Porém, não esquenta se você ainda não conhece nem está familiarizado com o significado, combinado? Neste post, nós mostramos o que é esse termo e o deixamos craque para lidar com ele em qualquer prova. Confira!

O que é população relativa?

Indo direto ao ponto, população relativa significa a quantidade de pessoas que existem e/ou residem em uma determinada área. É por essa razão que para chegar a um resultado final, você deve pegar o número de indivíduos e dividir pelo tamanho do território desejado.

Pode parecer uma conta difícil, mas, na verdade, é bem simples. É tudo questão de prática! Ah, vale comentar que é graças a esse conceito que temos a possibilidade de apontar qual é a densidade de uma região e projetar, a partir daí, como ela é.

Por exemplo, cidades muito densas — como é o caso de São Paulo ou Nova York — acabam tendo um número cada vez maior de construções verticais para lidar com o volume de moradores. O resultado, é claro, é uma paisagem tomada por arranha-céus.

Já cidades menos densas não precisam recorrer a essa solução para que caiba todo mundo no mesmo espaço. Elas contam com construções menores, principalmente quando o assunto é residência (casas, sobrados, condomínios horizontais etc.). É o caso de Paraty e Campos do Jordão.

Qual a diferença entre população absoluta e relativa?

Há pouco, a gente colocou, como diz o ditado, os pingos nos is e esclarecemos o que é população relativa. Dessa vez, é hora de falar sobre população absoluta, já que ambos os termos estão relacionados, mas ainda assim são bem diferentes.

De forma bem didática, ele nada mais é do que o total de pessoas que existe em um local — que pode ser uma ilha, um distrito, um município, um estado, um país ou um continente. Ou seja, leva apenas esse aspecto em consideração, nada mais.

É a partir desse conceito que podemos dizer se um lugar é ou não populoso e, consequentemente, o quanto ele impacta o planeta. Afinal, nações como a Índia (1,366 bilhão de cidadãos) e a China (1,398 bilhão de cidadãos) representam, sozinhos, cerca de 39,48% de toda a população da terra. Bastante coisa, não é?

população relativa

População relativa do Brasil

Como você já deve imaginar, a extensão territorial do nosso país é de dar inveja. São nada mais, nada menos que 8,5 milhões km². Não é à toa que somos a quinta maior nação em todo o globo. Já quando o assunto é população, a projeção virtual do IBGE indica que já somos mais de 212 milhões de brasileiros.

Portanto, se você tem curiosidade em saber a população relativa do Brasilé só fazer o que já indicamos no primeiro tópico: divida a população pelo espaço existente. Com os dados que temos, chegamos ao seguinte resultado: 25 hab/km². Que tal o resultado? Era o que você esperava?

Como o tema pode ser cobrado no Enem?

Até aqui, você já tirou suas dúvidas sobre qual a diferença entre população absoluta e relativa. Porém, deve estar se perguntando como esse tema pode ser cobrado no vestibular, em especial no Enem, não é mesmo?

Afinal, esse é um exame que gosta de contextualizar as questões e fazer o vestibulando quebrar a cabeça para identificar o que, de fato, está sendo cobrado em cada enunciado. Por isso, mostramos para você como o conceito de população relativa pode ser facilmente inserido nas provas de diferentes matérias. Veja!

Questões relacionadas à geografia

Começamos pela combinação do tema com a disciplina de geografia. Isso porque a população relativa pode ser utilizada para apresentar problemas relacionados às taxas de natalidade e mortalidade, ao envelhecimento dos cidadãos, ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), à distribuição de recursos naturais e riquezas, e muito mais.

Questões relacionadas à matemática

Quanto à matemática, o conceito de população relativa pode aparecer de forma mais prática: para fornecer dados que devem ser usados nas suas contas ou para testar a sua habilidade de fazer cálculos com várias casas decimais sem o uso da calculadora.

Questões relacionadas à biologia

Indo para o campo da biologia, esse mesmo conceito serve para abordar problemas que envolvem o desmatamento de grandes áreas verdes e como isso afeta a biosfera, a extinção de diferentes espécies animais, os fatores climáticos em cada região do mundo, o surgimento de novos organismos (como vírus e bactérias) em grandes centros urbanos etc.

Questões relacionadas a assuntos atuais

Por fim, ainda há a possibilidade de esse tema estar envolvido com assuntos atuais no país e no mundo, viu? Algo que dá margem para ele aparecer em qualquer caderno de questões, desde o de Ciências Humanas e suas Tecnologias até o de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Um bom exemplo disso é a pandemia de Covid-19que segue sendo um problema sério de saúde global desde 2019 e pode, facilmente, ser cobrado no Exame Nacional do Ensino Médio — com chances, inclusive, de dar as caras na redação.

Há chances de você se deparar com uma ou mais questões que usam os conceitos de população absoluta e relativa para falar sobre:

  • o número de vacinados por nação ou mesmo por continente;
  • o número de mortes em cada uma das cinco regiões do território nacional;
  • a quantidade de casos identificados no mundo e o percentual que isso representa;
  • o total de brasileiros que tiveram Covid-19 e quantos deles foram assintomáticos.

Como mostrado, o conceito de população relativa não é nenhum mistério do outro mundo. Sabendo o que ele significa, como calculá-lo e qual é a diferença dele para população absoluta, fica fácil tirar o assunto de letra!

Curtiu o post e quer manter o ritmo de preparação para o vestibular? Pois não deixe de conferir o nosso cronograma de estudos, o nosso banco de exercícios e, é claro, as nossas aulas ao vivo!

Banner Stoodi Med
Você pode gostar também