Desde as primeiras civilizações mundiais, são utilizadas pequenas embarcações em mares para o transporte de mercadorias e pessoas. Esse transporte marítimo foi marcado, ao longo do tempo, por seus inúmeros avanços em navegação e técnicas de engenharia, os quais permitiam viagens cada vez mais longas.

Entretanto, mesmo se tratando de um meio de deslocamento extremamente popular, poucas pessoas sabem os detalhes envolvidos no transporte marítimo internacional e no Brasil.

Em vista disso, com o intuito de explicar o que é transporte marítimo e suas funcionalidades, preparamos um conteúdo bem didático e de simples leitura. Veja!

O que é transporte marítimo?

Transporte marítimo é o que é feito por qualquer tipo de embarcação (canoa, navio, fragata e submarino, entre outras) planejada para navegar nos mares, Seu objetivo é transportar algo, sejam pessoas, sejam mercadorias e produtos.

Entre os meios de transporte que até hoje são amplamente utilizados (como carros, caminhões, trens, motos e aviões), o marítimo sem dúvidas é o mais antigo e alcançou sistemas modernos de forma bem pioneira.

Vantagens e desvantagens do transporte marítimo

Mesmo que, atualmente, existam navios e submarinos ultra modernos, não são apenas vantagens que o transporte marítimo representa, há também fatores desvantajosos nesse meio.

Vantagens

Entre as vantagens do transporte marítimo, podemos destacar:

  • ser muito barato, principalmente quando comparado ao transporte aeroviário;
  • ser capaz de alcançar lugares muito distantes, desde que sejam banhado por mar ou rios;
  • ter elevada capacidade de carga por viagem, o que o torna o principal meio de transporte cargueiro do mundo;
  • ser seguro, visto que um navio tem menos chances de sofrer ataques (por piratas, por exemplo) do que um meio de transporte terrestre, que está mais suscetível a roubos.

Desvantagens

Já em relação às suas desvantagens, temos:

  • um transporte muito lento, podendo demorar até mais de um mês e meio para alcançar o destino final (para exemplificar, uma viagem de navio do Brasil para a China demora em média 45 dias para ir e 45 dias para voltar);
  • limitações quanto ao desembarque de cargas e pessoas, visto que isso só é possível em locais especiais, como portos e embarcadouros;
  • requer altos investimentos (manutenção de grandes navios, reformas e atualizações de engenharia em portos, obras de dragagem, criações de canais etc.) para a viabilização e manutenção do transporte.

Deste modo, ao fazermos um balanço acerca de todas as vantagens e desvantagens do transporte marítimo, percebemos que, em certas circunstâncias, ele é o meio mais aconselhável de deslocamento (como o transporte de carros e petróleo, por exemplo).

Porém, há situações em que, devido à sua lentidão, ele é expressamente contraindicado, como é o caso do transporte de produtos perecíveis e frágeis.

Transporte marítimo no Brasil

Quando comparamos o Brasil com as nações que atualmente são referências no transporte marítimo — Alemanha, China, Estados Unidos, Holanda e Singapura —, é fato que infelizmente ainda estamos um passo atrás nos quesitos investimento e logística de operação.

Contudo, mesmo não contando com uma infraestrutura de ponta, nosso país utiliza em larga escala o transporte marítimo. Como destaque, podemos citar o escoamento de cargas como soja, milho, petróleo e minério de ferro em navios cargueiros nacionais para diversos países, principalmente para China e Holanda.

Outro ponto que merece ser pautado acerca do transporte marítimo no Brasil é que ele também é bastante utilizado em comunidades ribeirinhas, em embarcações mais precárias, mais precisamente na região Norte do país.

Principais portos

Atualmente, os principais portos do Brasil são: Porto de Santos; Porto de Paranaguá e Porto Itapoá.

Porto de Santos

Localizado no interior paulista, o Porto de Santos é disparado o porto mais importante do Brasil, concentrando cerca de 31% de todas as operações náuticas de grande porte do país.

É por ele que grande parte da nossa soja e minério de ferro escoam para a Europa e para a China, representando assim em um enorme valor comercial para o desenvolvimento da economia.

Porto de Paranaguá

Localizado no estado do Paraná, o Porto de Paranaguá ganha notoriedade no cenário brasileiro porque é a partir dele que chegam os principais produtos importados pelo país. Figurando em segundo lugar como líder em operações, esse porto acumula cerca de 9% do total de transações marítimas no Brasil.

Porto Itapoá

Em terceira lugar de relevância, temos o Porto Itapoá, que fica no litoral de Santa Catarina e concentra por volta de 7% das atividades comerciais nacionais via mares. É nesse porto que grande parte da produção de proteínas (principalmente carnes bovinas e suínas) é transportada para Europa e Ásia.

transporte marítimo

História do transporte marítimo

Desde 8.000 a.c., já existem relatos na sociedade da utilização de pequenas embarcações e navios no mar (feitos com madeira e de baixíssima complexidade). Entretanto, os avanços significativos nessa área só foram notados a partir do século XVI.

Foi no início desse século que países como Inglaterra, Portugal, Espanha e Holanda passaram a contar com navios cada vez mais engenhosos e capazes de cruzar o oceano sem naufragarem. Como fruto desse avanço, os países europeus viveram o período das Grandes Navegações: conseguiram colonizar terras bem distantes e povos que ainda não dominavam os mares.

Outro período da história da sociedade que impactou de forma positiva os avanços náuticos foi a 2º Guerra Mundial. Isso porque foi nesse período que surgiram submarinos modernos e navios capazes de carregarem milhares de toneladas de equipamentos bélicos.

Portanto, agora que já sabemos o que caracteriza o meio de transporte marítimo, bem como seus impactos na economia, podemos concluir que ele é essencial para o progresso e a manutenção das relações comerciais entre os países.

Gostou de entender como funciona o transporte marítimo e de que forma isso afeta a economia mundial? Então conheça o plano de estudos do Stoodi e leia também outros conteúdos interessantes, os quais podem cair tanto na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias do Enem quanto nos vestibulares!

Você pode gostar também