Muro de Berlim: o que foi?

Se você se interessa por História ou está estudando para o Enem, com certeza já deve ter ouvido falar no Muro de Berlim e de sua simbologia para o momento histórico da Guerra Fria. E mesmo se você não souber o que foi o muro, deve saber sobre sua queda, e que isso foi um marco importantíssimo na História recente.

O Muro de Berlim significou muitas coisas naquela época, e até hoje isso tem ressonância, principalmente com as questões das fronteiras físicas sendo discutidas em vários lugares do mundo. Por exemplo, a proposta do presidente americano Donald Trump de construir um muro na divisa com o México resgata um pouco dessa ideia.

Quer saber em que ano caiu o Muro de Berlim e tudo o que aconteceu antes desse marco histórico? Então este texto é para você!

O que foi o Muro de Berlim?

O Muro de Berlim era uma barreira de cimento que dividia Berlim ao meio. O muro foi construído pela República Democrática Alemã, ou seja, a parte da Alemanha que era socialista e aliada a União Soviética durante a Guerra Fria. O muro basicamente cercava toda a Berlim Ocidental, que fazia parte do bloco da República Federal da Alemanha, aliada aos Estados Unidos.

A construção do muro de Berlim começou na madrugada de 13 de agosto de 1961, e a barreira era patrulhada pelos militares da Alemanha Oriental com cães de guarda e uma ordem de atirar para matar em quem tentasse fugir. O cerco acabou separando milhares de famílias que, de repente, não podiam mais ir a outras partes da cidade.

Significados do Muro de Berlim

Para o governo da Alemanha Oriental, o muro era uma tentativa de proteger seu povo de ataques do bloco capitalista, que queria impedir o crescimento de um estado socialista. Mas é claro que, para a Alemanha Ocidental, a barreira era literalmente uma forma de restringir as liberdades de seu povo.

O muro físico se tornou também um muro ideológico, representando a separação de dois pensamentos opostos. E por outro lado, tornou-se uma manifestação física da chamada Cortina de Ferro, a divisão política e econômica da Europa em Europa Ocidental e Oriental, que durou desde o fim da Segunda Guerra até o fim da Guerra Fria.

Muito antes de o muro ser construído, já existiam leis que restringiam a migração da Alemanha Oriental para a Ocidental. Porém, na falta de pontos de checagem e fronteiras físicas, estima-se que 3,5 milhões de alemães tenham migrado para o bloco do oeste durante a década de 1950. Isso mudou drasticamente depois da construção do Muro de Berlim, que tornou quase impossível os movimentos migratórios entre as duas partes.

Berlim e seus cidadãos ficaram divididos por quase 30 anos, quando caiu o Muro de Berlim em novembro de 1989, evento que seria considerado o marco inicial do fim da Guerra Fria.

Queda do muro de Berlim

O sentimento antisseparatista vinha crescendo em toda a Europa, e os países socialistas enfrentavam fortes bloqueios econômicos, causando instabilidade política.

Estadistas constantemente faziam declarações pedindo o fim do Muro de Berlim. Em 1987, Ronald Reagan desafiou publicamente Mikhail Gorbachev, então Secretário Geral do Partido Comunista da União Soviética, que derrubasse o muro como símbolo da liberação do bloco comunista.

Vários artistas fizeram shows nas proximidades do muro pedindo sua derrubada. David Bowie se apresentou em 1987, e o show foi seguido por um violento protesto em Berlim Oriental. Em 1988, Bruce Springsteen deu um show no lado oriental que levou 300 mil pessoas às ruas. Ele pedia pelo fim de todas as barreiras, o que aumentou o sentimento de revolta na população da cidade, principalmente nos jovens.

No fim da década de 1980, o Bloco do Leste sofria todo tipo de pressões — políticas, econômicas e sociais —, o que culminou no chamado Outono das Nações, em 1989, quando uma série de protestos revolucionários e majoritariamente pacíficos derrubaram os regimes comunistas da Europa Central e Oriental.

Depois de várias semanas de manifestações nas duas Berlins, o governo da Alemanha Oriental decidiu abrir os portões do muro, deixando que os cidadãos visitassem o lado ocidental da cidade. A população dos dois lados começou a se juntar nos seis postos de entrada, e logo o muro estava tomado de pessoas pedindo pela sua demolição.

monumento muro de berlim

Em que ano caiu o Muro de Berlim?

O Muro de Berlim começou a ser destruído em 9 de novembro de 1989. Durante algumas semanas, civis dos dois lados trabalhavam para demolir partes do muro, tanto para criar novas passagens quanto como forma de protesto, e também para pegar pedaços da parede como souvenirs.

O governo continuava guardando o muro, mas com menos força, de forma que os cruzamentos “ilegais” não eram tão repreendidos como antes. A partir de 23 de dezembro daquele ano, a passagem foi liberada nas duas direções sem restrições de visto.

Oficialmente, a demolição do muro só começou em 13 de junho de 1990. Todas as ruas que atravessavam de Berlim Oriental para Ocidental foram reconstruídas, sendo reinauguradas em 1º de agosto de 1990. Seis seções do muro foram preservados como memoriais, e além disso o chão foi traçado onde previamente existia a barreira.

Tenha acesso GRATUITO a mais de 6 mil videoaulas, 30 mil exercícios, resumos teóricos e materiais complementares pra download!

A demolição do Muro de Berlim foi o primeiro passo para a reunificação da Alemanha, que só foi concluída em 3 de outubro de 1991, com a dissolução da Alemanha Oriental. Em 26 de dezembro de 1991 a União Soviética foi dissolvida, pondo fim oficialmente à Guerra Fria.

E aí, curtiu aprender mais sobre o Muro de Berlim? É impressionante como uma parede definiu tanto a História, não é mesmo? Se você estiver buscando por mais conteúdos como este, que tal se cadastrar na plataforma Stoodi e aproveitar as videoaulas e os exercícios? E não deixe de conhecer nosso plano de estudos, para ajudar a se organizar a estudar para o vestibular!