Coeficiente de Gini: descubra como funciona!

Todos os anos, os mais diversos temas são abordados nas provas do Enem e nos vestibulares das universidades. Desde assuntos de conhecimento geral até questões mais específicas de Matemática, Geografia, História e outras disciplinas. Por isso, neste conteúdo, abordaremos brevemente o que significa o coeficiente de Gini, como funciona e sua importância!

O que é coeficiente de Gini?

Criado pelo matemático Conrado Gini, o coeficiente de Gini é uma ferramenta utilizada para mensurar a desigualdade de uma determinada distribuição. Ou seja, sua principal utilidade é medir as diferenças entre rendimentos dos que têm menos e os que têm mais. Para identificar desigualdades, o instrumento analisa a concentração de renda.

Importância do coeficiente de Gini

De maneira simplificada, o coeficiente de Gini é muito importante pelo fato de ajudar a mensurar e compreender os índices de desigualdades de uma determinada região ou país.

De acordo com o cálculo, a desigualdade é proporcionalmente maior quando há mais concentração de renda em um ponto específico. Com base na desigualdade de renda, analistas podem medir também outros aspectos relacionados como os níveis de desigualdade social e pobreza, por exemplo.

Como funciona o coeficiente de Gini?

Gini se baseou na curva de Lorenz para descobrir seu coeficiente de medição. Essa curva indica o índice de proporção de renda acumulada. Em um gráfico, é representada verticalmente e sofre variações conforme os níveis de proporções acumulados da população. A curva é baseada no conceito de que a renda deve ser igualitariamente distribuída.

Sendo assim, o índice de coeficiente de Gini, por meio da curva de Lorenz, faz o cálculo entre a área de distribuição de renda “perfeita” e a real, utilizando a seguinte fórmula:

  • G = A/ (A+B)

A área de desigualdade real é representada pela letra A, e o coeficiente de Gini é representado pela letra G. (A + B) é a área triangular de igualdade de renda perfeita. Quando maior for A, maior será o índice de Gini e, por consequência, maior a desigualdade.

Se você gostou deste conteúdo e deseja testar os seus conhecimentos matemáticos, faça os nossos exercícios sobre Expressões Numéricas!

Tenha acesso GRATUITO a mais de 6 mil videoaulas, 30 mil exercícios, resumos teóricos e materiais complementares pra download!
Você pode gostar também
Inequação exponencial
Leia mais

Inequação exponencial

As inequações que envolvem funções exponenciais são chamadas de inequações exponenciais. Por exemplo: Para sua resolução, procura-se chegar a uma comparação de potências de mesma base para então comparar os expoentes. Utiliza-se a partir daí a informação de que: Deste fato, decorre que, se a>1: Se 0<a<1, temos: Em resumo,...

MMC – Mínimo Múltiplo Comum

Definição Dados dois ou mais números naturais diferentes de zero, chamamos de mínimo múltiplo comum, ou simplesmente MMC, o menor dentre seus múltiplos comuns. Exemplos 4 e 8 O MMC. entre 4 e 8 é o próprio 8 pois os múltiplos de 4 são {4,8,12, 16, 20, 24, 28, 32,...
Propriedades dos logaritmos
Leia mais

Propriedades dos logaritmos

Os logaritmos apresentam quatro propriedades que são muito úteis na resolução de problemas: Produto Quociente (divisão) Potenciação Mudança de base As propriedades são usadas, basicamente, para calcular novos logaritmos a partir de logaritmos já conhecidos e para resolver equações e inequações logarítmicas. Para ver exemplos de aplicação e exercícios resolvidos...