Matemática: tenho dificuldade em trigonometria. E agora?

Prof. Paulo pode te ajudar com algumas dicas

Trigonometria é uma matéria que costuma assustar os alunos. Se você também tem medo dela, chegou a hora de superar.

Seno, cosseno, catetos e hipotenusa… Hoje você vai entender o que significa cada um desses termos. O prof. Paulo vai contar o motivo pelo qual a trigonometria é importante e como podemos usá-la na prática.

De acordo com o professor, a trigonometria não cai com muita frequência no ENEM. Para se ter uma ideia, entre as 45 questões de matemática da última edição, apenas uma era sobre a matéria.

“Não é como probabilidade que cai um monte. Em 2014, por exemplo, não tivemos nenhuma questão no exame”, comenta. Isso não quer dizer que você não precisa estudar. Ela cai com bastante frequência em outros vestibulares tradicionais.
– Hum, ok! Você pode me explicar o básico?
Claro. Vamos começar com alguns conceitos.

Você sabe o que é um cateto?

Um cateto é a parte do triângulo que forma um ângulo de 90 graus.  Lembrando que é composto sempre por duas retas.

E a hipotenusa?

A outra parte que não forma ângulo de 90 graus.

Ou seja, um triângulo retângulo é formado por dois catetos e uma hipotenusa.

Seno é a razão do cateto oposto sobre a hipotenusa.

Cosseno é o cateto adjacente dividido pela hipotenusa.

– Como eu faço para achar o cateto oposto?

Você deve escolher um ângulo da figura e achar o cateto do lado contrário.

O outro cateto é chamado de adjacente. É aquele que está ao lado.

Tenha acesso GRATUITO a mais de 6 mil videoaulas, 30 mil exercícios, resumos teóricos e materiais complementares pra download!

 

– Ah, entendi. E por que a trigonometria é tão importante?

A trigonometria é utilizada para calcular distâncias inacessíveis. Por exemplo, se você tem uma distância pequena, você vai lá e mede. Agora, uma distância muito grande não tem como medir, então usamos a trigonometria e as equações trigonométricas.

Ela é interessante porque relaciona lado com ângulo. Quando você pega o estudo da geometria plana, você relaciona muito lado com lado, como no teorema de Pitágoras.

A soma dos quadrados dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa“.

Nesse caso, você está falando apenas dos lados. Já a trigonometria relaciona o lado com o ângulo. Na medida que você faz isso, você não precisa ficar medindo tudo.

“Por exemplo, você quer saber a distância do morro Pão de Açúcar no Rio de Janeiro. Você vai medir? Não. Então, você usa o ângulo com a distância dele para descobrir a altura”, exemplifica o professor.

Dá para descobrir até o raio da Terra. Como você vai medir o raio da Terra? Não tem como. Então a trigonometria traz uma praticidade para calcular distâncias relacionadas, principalmente, aos fenômenos da natureza.

Um bom exemplo disso são os cálculos do ciclo trigonométrico, essenciais nos vestibulares.
Outro ponto importante é que a natureza tem comportamentos próximos às funções trigonométricas. O batimento cardíaco é periódico, assim como as funções trigonométricas. A maré também é periódica, o movimento de rotação da Terra, entre outros.

“Com a trigonometria você consegue prever o comportamento da natureza. Ou seja, você está dominando os poderes da natureza”, afirma o professor todo animado. Por isso que a trigonometria é tão importante para um engenheiro, para um meteorologista e para quem estuda astronomia.

“Se você tem dificuldade com essa matéria, comece perdendo o seu medo! Faça muitos exercícios – principalmente os de vestibulares anteriores – e não se desanime se não acertar logo de cara”, recomenda o professor. Caso seja preciso, assista às resoluções em vídeo.

Não se esqueça de ver as fórmulas trigonométricas, que vão facilitar o seu caminho com a trigonometria.

Com o tempo, você vai pegar o jeito e não haverá mais problemas entre você e a trigonometria.