Aprenda tudo sobre subtração!

Quando falamos sobre as matérias de Matemática que caem no vestibular, já pensamos em assuntos mais complexos — como fórmulas trigonométricas, inequações e geometria espacial —, mas a verdade é que até aqueles tidos como mais simples são importantes, como é o caso da subtração.

Vários estudantes acabam tropeçando justamente nela (ou no combo adição e subtração) por fazerem contas erradas e não prestarem a devida atenção ao resultado que estão obtendo — o que compromete diretamente o desempenho que se deseja alcançar no Enem.

Neste post, falamos sobre esse conteúdo e destacamos aspectos importantes que você deve saber sobre a subtração. Confira!

subtração

O que é subtração?

Essa é uma pergunta com resposta simples: ela representa a diminuição ou a remoção de um valor a partir de outro — que pode ser menor ou maior que o original. A subtração é uma das quatro operações matemáticas básicas, que envolvem, ainda, a adição, a divisão e a multiplicação.

Ela entra nessa categoria porque se trata de um dos pilares de qualquer cálculo, sendo imprescindível para podermos trabalhar com números naturais e inteiros, casas decimais, medidas, porcentagens e por aí vai.

Não dá para negar: saber subtrair é essencial para dominar a matemática.

Quais são os elementos da subtração?

Toda e qualquer subtração contará com alguns elementos-chave, que ajudam a chegar a um resultado. Na maior parte do tempo, os estudantes usam esses elementos sem apresentar dificuldades.

Muita gente desconhece a nomenclatura desses itens — o que pode se tornar uma grande pegadinha caso uma ou mais questões do vestibular usem os termos matemáticos para se referirem a eles. Vamos conhecê-los (ou relembrá-los)?

No exemplo de subtração 20 – 5 = 15, temos:

  • 20 é o minuendo, aquele do qual estamos diminuindo/removendo um valor;
  • 5 é o subtraendo, a quantia que estamos tirando/reduzindo do valor inicial;
  • 15 é a diferença, isto é, o resultado obtido no cálculo.

Como fazer uma subtração?

Tudo se resume a tirar o subtraendo do minuendo, mas atente-se aos sinais deles na hora da conta, ok? Se ambos são positivos, o resultado também será positivo, mas a situação muda quando envolvemos valores com sinais diferentes.

No caso de valores positivos e negativos, prevalece o maior. Quando os dois valores são negativos, não ocorre uma diminuição, mas a soma deles.

Tenha acesso GRATUITO a mais de 6 mil videoaulas, 30 mil exercícios, resumos teóricos e materiais complementares pra download!

Qual é o algoritmo da subtração?

Quando você faz uma tabuada de subtração simples, geralmente há apenas um algoritmo tanto para o minuendo quanto para o subtraendo. Quanto mais casas decimais há, mais é preciso observar os algoritmos de ambos.

Você deve alinhá-los entre si para que a conta não saia errada: diminua milhar de milhar, centena de centena, dezena de dezena e unidade de unidade. Se você inverte a ordem, automaticamente, a diferença será algo inesperado.

Quais são as propriedades da subtração?

Quando falamos de propriedades das operações matemáticas, é importante termos em mente que as contas de subtração têm bem menos do que as demais. Não há, por exemplo, a presença de um elemento neutro ou de um processo de comutação/associação que simplificam e agilizam os cálculos.

As regras que existem são as seguintes.

  • Regra da anulação: se diminuímos um valor por outro que é exatamente igual a ele, a diferença encontrada sempre será zero (X – X = 0).
  • Regra do fechamento: se a diminuição conta com dois números reais — isto é, que envolvem os inteiros, decimais, positivos e negativos —, naturalmente, o resultado será um número que também é real.

Como estudar matemática em casa com ajuda?

O primeiro passo para estudar matemática em casa é ter um plano de estudos, pois ajuda você não só a organizar os dias e horários para fazer suas leituras e seus exercícios, mas também a priorizar os conteúdos que mais demandam revisão e prática.

Isso é indispensável para manter um bom ritmo de aprendizagem, tirar suas dúvidas de acordo com o que é estudado e não deixar os assuntos acumularem. A plataforma Stoodi é de grande ajuda nesse momento de preparação para o Enem.

Você pode se inscrever em um dos nossos planos e contar com uma grande variedade de recursos para personalizar os seus estudos — a começar pela possibilidade de fazer um cronograma customizado.

Outros benefícios são:

  • os simulados Enem realizados a cada dois meses — que aplicam a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI) para gerar a sua nota;
  • o vasto acervo de exercícios, com mais de 30 mil exemplos, divididos em eixos, como equações, logaritmos, funções algébricas, matrizes, sistemas lineares etc.;
  • o banco de videoaulas disponíveis para você se aprofundar nos diferentes conteúdos matemáticos, assim como as aplicações deles;
  • as aulas ao vivo conforme calendário semanal, para que você se organize, participe ativamente e possa, junto aos professores, ter uma troca bacana de conhecimento, além de macetes e dicas para se dar bem nas provas;
  • os resumos disponibilizados para ajudar você a compreender e absorver melhor os conceitos, os teoremas, as teorias, as leis e afins presentes na matemática;
  • o material complementar para estudo, como lives, oficinas e seções “Esquenta Enem” — tudo isso fica livre para ser baixado quando você quiser.

O melhor de tudo é que essas vantagens não se restringem só à matemática, valendo também para as demais matérias (como gramática, sociologia, redação etc.). Basta fazer o seu cadastro para usufruir delas!

Agora que você já conhece os pontos que merecem atenção ao estudar sobre a subtração, além de praticar diferentes cálculos, comece a dedicar mais tempo neles para uma boa assimilação do conteúdo. Além disso, aprofunde-se nas demais operações matemáticas para ter uma base sólida e encarar qualquer avaliação!

Curtiu o post? Então, aproveite para conferir a nossa novidade: um curso gratuito para você dar um gás nos seus estudos para o Enem e, o melhor, não se preocupar com qualquer custo. Inscreva-se e aproveite!

Você pode gostar também
Inequação exponencial
Leia mais

Inequação exponencial

As inequações que envolvem funções exponenciais são chamadas de inequações exponenciais. Por exemplo: Para sua resolução, procura-se chegar a uma comparação de potências de mesma base para então comparar os expoentes. Utiliza-se a partir daí a informação de que: Deste fato, decorre que, se a>1: Se 0<a<1, temos: Em resumo,...

MMC – Mínimo Múltiplo Comum

Definição Dados dois ou mais números naturais diferentes de zero, chamamos de mínimo múltiplo comum, ou simplesmente MMC, o menor dentre seus múltiplos comuns. Exemplos 4 e 8 O MMC. entre 4 e 8 é o próprio 8 pois os múltiplos de 4 são {4,8,12, 16, 20, 24, 28, 32,...
Propriedades dos logaritmos
Leia mais

Propriedades dos logaritmos

Os logaritmos apresentam quatro propriedades que são muito úteis na resolução de problemas: Produto Quociente (divisão) Potenciação Mudança de base As propriedades são usadas, basicamente, para calcular novos logaritmos a partir de logaritmos já conhecidos e para resolver equações e inequações logarítmicas. Para ver exemplos de aplicação e exercícios resolvidos...