Quando estudamos Literatura, traçamos uma linha do tempo que aborda diversos movimentos literários. E, a partir daí, esmiuçamos cada um deles, aprendendo sobre as suas características e principais autores. Certo?

Essa mesma linha de pensamento é válida quando o assunto é a Arte. Afinal, os períodos são marcados por características similares entre as obras e os artistas, o que faz com que existam movimentos artísticos, como é o caso do cubismo.

Para mandar bem na prova de Ciências Humanas e Suas Tecnologias no Enem, você tem que conhecer mais sobre esse importante movimento que marcou os primeiros 15 anos do século XX. Então, preparamos um post com tudo o que você precisa. Vamos lá? Boa leitura!

literatura livros

Contexto histórico do Cubismo

Ao estudarmos um movimento, seja ele artístico, literário ou social, é muito importante não nos esquecermos de contextualizá-lo. Ou seja: identificar em que período histórico ele ocorreu e quais eram as mudanças vigentes na sociedade da época.

No caso do Cubismo, temos como influências históricas os seguintes acontecimentos:

  • ocorrência da Segunda Revolução Industrial;
  • consolidação das cidades;
  • crescimento da população;
  • surgimento de novas tecnologias.

A obra As Senhoritas de Avignon (do original Les demoiselles d’Avignon) é tida como a pioneira do movimento. Ela foi pintada por Pablo Picasso, o grande nome do Cubismo.

Características do Cubismo

É difícil observar uma obra cubista e não identificá-la logo de cara. Isso se deve às suas características marcantes, que não passam despercebidas. As principais são:

  • ausência de qualquer cópia ou inspiração de obras passadas;
  • ausência do compromisso de representar as figuras como elas verdadeiramente são;
  • uso massivo de figuras geométricas nas composições;
  • colagens;
  • imagens sobrepostas;
  • uso da perspectiva para a observação a partir de diferentes pontos de vista.

Além disso, as cores utilizadas nas obras do Cubismo são, normalmente, em tons mais claros ou pastéis. Alguns artistas gostavam de fazer uma mistura entre tons escuros e claros, criando uma espécie de dualidade na tela.

Principais artistas do Cubismo

O principal artista do Cubismo é o espanhol Pablo Picasso (1881-1973). No entanto, ele não é o único nome relevante do movimento. Outros destaques são:

  • Georges Braque;
  • Juan Gris;
  • Francis Picabia;
  • Diego Rivera;
  • Fernand Léger.

Vale lembrar que boa parte do movimento cubista se concentrou na França, mas que vários países da Europa sofreram a sua influência direta.

Cubismo no Brasil

Assim como outras vanguardas europeias, o Cubismo também teve os seus momentos de glória no território brasileiro. O seu destaque ocorreu na Semana da Arte Moderna (1922), em São Paulo, mas ele chegou por aqui cerca de 10 anos antes.

Confira, a seguir, alguns dos artistas que desenvolveram obras com características ou inspirações cubistas:

  • Tarsila do Amaral;
  • Cândido Portinari;
  • Lasar Segall;
  • Emiliano Di Cavalcanti;
  • Vicente do Rego Monteiro;
  • Anita Malfatti.

Como o Cubismo é cobrado nas provas de vestibular?

Agora, que tal conferirmos um exemplo de como esse assunto pode ser cobrado nas suas provas? Vamos lá!

(Enem 2016)

A obra Les demoiselles d’Avignon, do pintor espanhol Pablo Picasso, é um dos marcos iniciais do movimento cubista. Essa obra filia-se também ao Primitivismo, uma vez que sua composição recorre à manifestação cultural de um determinado grupo étnico, que se caracteriza por

a) produção de máscaras ritualísticas africanas;

b) rituais de fertilidade das comunidades celtas;  

c) festas profanas dos povos mediterrâneos;

d) culto à nudez de populações aborígenes; 

e) danças ciganas do sul da Espanha. 

Resposta: A

Viu como é importante compreender esse contexto artístico? Agora, é hora de você fazer muitas outras questões para ficar fera no assunto!

Como estudar esse assunto?

Por fim, que tal vermos algumas dicas de como estudar esse tema de maneira eficiente? Confira a seguir!

Observe várias obras

Uma das primeiras dicas para que você se dê bem nesse conteúdo é observar as obras do período. Faça uma pesquisa rápida e as olhe atentamente, identificando características em comum e “pegando o jeito” sobre o estilo utilizado.

Veja filmes e séries sobre o assunto

Os vestibulandos também merecem se divertir! Então, que tal ampliar o seu conhecimento assistindo a filmes e séries sobre o Cubismo? Algumas ideias são:

  • Picasso e o Roubo da Mona Lisa (2012);
  • Os Amores de Picasso (1996);
  • O Mistério de Picasso (1956).

Faça muitas questões

Se você quer aprender, é preciso pôr as mãos na massa! Sendo assim, que tal resolver o máximo possível de questões sobre o Cubismo e seus artistas?

No Stoodi, você conta com um montão de exercícios sobre esse e outros temas. E todos têm resolução em vídeo, o que facilita muito na hora de você entender os motivos pelos quais errou!

Conte com a ajuda de um cursinho de qualidade

Por fim, não deixe de contar com o suporte de um bom cursinho ao longo da sua preparação para os vestibulares. A boa notícia é que você nem precisa sair de casa para isso! O Stoodi, por exemplo, é uma alternativa completamente online para ajudá-lo a conquistar a aprovação.

Alguns dos nossos diferenciais são:

  • mais de 5 mil videoaulas de todas as matérias e conteúdos do ensino médio;
  • banco de questões com mais de 30 mil exercícios;
  • professores experientes e com boa didática;
  • suporte contínuo da monitoria online;
  • lives frequentes sobre atualidades e temas quentes para as provas;
  • plano de estudos personalizado para as suas necessidades;
  • correção de redação no modelo Enem, com feedbacks para enriquecer o seu texto.

E muito mais!

Lembrando que, durante a pandemia, o Stoodi também é gratuito! Você pode conferir as nossas videoaulas e exercícios sem gastar nada. E aí, o que está esperando?

E assim, fechamos o nosso bate-papo sobre o Cubismo! Mas não pense que isso é o bastante, ok? Agora, é hora de fazer o seu cadastro no Stoodi e conferir, de perto, os nossos conteúdos mais aprofundados sobre o tema. Assim, sua pontuação no próximo Enem estará garantida!

Você pode gostar também

Crase: dicas para escrever corretamente

A língua portuguesa já é complexa, com a mudança da norma ortográfica ficou ainda mais fácil se confundir. Para melhorar a comunicação escrita, a dica de hoje é sobre crase A crase é um fenômeno que ocorre quando juntamos a preposição “a” com o artigo “a”. Por exemplo: A aluna...