Hiato: o que é? Essa palavra lhe parece familiar? Em tempos de Amazon e Netflix, é comum ouvirmos que as séries estão em hiato. Quando isso acontece no fim do ano, por exemplo, há um intervalo maior do que o habitual na exibição dos episódios — e isso costuma deixar os fãs mais ansiosos!

Você também deve ter ouvido falar de hiato, ditongo e tritongo quando estudou encontros vocálicos, certo? Será que o sentido é o mesmo?

Após a leitura deste post você vai saber o que é hiato e prestar mais atenção para não errar a grafia e a acentuação de palavras. Este texto é de grande ajuda para os seus estudos preparatórios para o Enem, inclusive na escrita, para garantir nota mil na redação!

O que é hiato

O hiato, o ditongo e o tritongo compõem um tema estudado na parte da gramática destinada à fonética — que trata dos sons da fala (fonemas) e sua representação gráfica (letras).

Para começo de conversa, sabendo que o fonema é a menor unidade linguística, podemos classificá-lo em:

  • vogais;
  • semivogais;
  • consoantes.

Parece até estranho falar isso, mas as vogais são sons sonoros. Como assim? Elas são pronunciadas sem nenhuma ruptura no aparelho fonador (lábios, dentes, língua etc.). As semivogais são os sons de /i/ e /u/ que são pronunciados junto a outra vogal na mesma sílaba. Na emissão das consoantes, o ar passa por algum obstáculo.

Para entender, fale bem alto os seguintes sons:

  • pa;
  • fe;
  • ro.

Perceba como cada consoante exige uma articulação diferente da boca — unindo os lábios, tocando a língua com os dentes ou vibrando perto da garganta. Para emitir as vogais, apenas o contorno da boca é que muda, sendo A a mais aberta e U a mais fechada. Já tinha reparado nisso?

Na Língua Portuguesa, cada sílaba é composta por uma base vocálica, acrescida de uma ou mais semivogal e/ou consoante. A combinação de sílabas forma as diferentes palavras da língua:

  • pa-to;
  • fé-rias;
  • rou-ca.

Agora, precisamos conceituar o encontro vocálico: quando uma vogal + uma semivogal encontram-se pronunciadas na mesma sílaba, ocorre um ditongo, como nos exemplos grifados acima.

Em alguns casos, na língua falada a semivogal é pronunciada tão fraca que nem aparece. Você já ouviu as pessoas pronunciarem “pexe” e “poco”, em vez de “peIxe” e “poUco”, certo?

Quando se trata de duas vogais (lembra-se dos sons sonoros?), cada uma fica na sua sílaba! Isso constitui o hiato:

Hiato: significado

Podemos concluir que o significado de hiato é uma separação de vogais pronunciadas em sílabas diferentes. Assim como nas séries existe um intervalo entre duas partes da temporada, nas palavras existe um distanciamento entre duas vogais. Assim fica fácil de lembrar, concorda?

praticando exercícios de Hiato

Hiato: exemplos

Para deixar bem claro, veja mais exemplos de hiato que destacamos:

Diferença entre ditongo e hiato

Como comentamos no início do texto, ditongo e hiato se diferenciam na força de emissão dos sons vocálicos. Enquanto o ditongo conta com uma vogal e uma semivogal, ambas na mesma sílaba, o hiato separa em sílabas diferentes duas vogais em sequência, as duas pronunciadas fortemente.

Hiato: acentuação

É nesta parte do texto que você vai conferir as melhores dicas para melhorar a acentuação gráfica. Agora que já compreendeu o que é hiato e sabe diferenciá-lo do ditongo, aprenda as regrinhas de acentuação do hiato (e, como não poderia faltar, as exceções).

Na acentuação dos hiatos, o I e o U tônicos são acentuados, sozinhos na sílaba ou seguidos de S. Por essa regra, acentua-se a palavra juízes, mas não juiz (que não está sozinha na sílaba).

Perceba a diferença entre o ditongo e o hiato e veja como a acentuação é necessária:

  • cai e caí;
  • doido e doído.

Toda regra tem exceção, não é mesmo? Para essa, foge à regra a vogal tônica de hiato I ou U seguida de NH na sílaba seguinte, como:

  • rainha;
  • moinho.

A reforma ortográfica alterou a acentuação dos hiatos OO e EE tônicos. Dessa forma, perderam o acento circunflexo:

Mais exceções: poeta, por exemplo, não se encaixa em nenhum dos casos acima, mas não recebe acento gráfico. Já poético recebe porque é uma proparoxítona.

Hiato: exercícios

Vamos fazer algumas atividades para memorizar o que foi visto até aqui?

1. (CEGALLA – adaptado) Identifique os vocábulos que se acentuam em virtude do hiato:

úteis — médium — saúva — anzóis — sanduíche

2. Acentue adequadamente:

  • uisque
  • Piaui
  • sauda
  • atribuia
  • baia

3. As palavras herói e heroína são acentuadas, mas por motivos diferentes. Explique por quê.

4. (CEGALLA) Escreva os verbos no plural, seguindo os modelos:

a) ele tem

eles têm

ele vem

eles ……….

b) ele contém

eles contêm

ele detém

eles ……….

ele mantém

eles ……….

ele obtém

eles ……….

ele retém

eles ……….

c) ele vê

eles veem

ele prevê

eles ……….

ele crê

eles ……….

ele relê

eles ……….

O estudo da Língua Portuguesa, especialmente na fonética e na morfologia, requer atenção a detalhes e exceções. Não queira memorizar todas as regras de uma só vez: atente-se quando estiver lendo textos e consulte o dicionário sempre que for preciso. Hiatos, ditongos e tritongos são encontros vocálicos e demandam conhecimento prático para não errar na acentuação.

Continue sua preparação para o Enem e vestibulares com o Plano de Estudos Stoodi! Ainda não conhece? Não perca a chance de estudar com as melhores videoaulas e os exercícios especialmente produzidos para que seus estudos rendam ao máximo!

Respostas:

  1. Saúva e sanduíche têm U e I tônicos de hiato, respectivamente; úteis e médium são paroxítonas terminadas em ditongo; anzóis é oxítona (o acento no ditongo OI foi retirado nas paroxítonas, como jiboia).
  2. Uísque, Piauí, saúda, atribuía, baía.
  3. Herói recebe acento por ser oxítona terminada em ditongo; já heroína tem I tônico de hiato.
  4. a) vêm; b) detêm, mantêm, obtêm retêm; c) preveem, creem, releem.
Banner Stoodi Med
Você pode gostar também

Crase: dicas para escrever corretamente

A língua portuguesa já é complexa, com a mudança da norma ortográfica ficou ainda mais fácil se confundir. Para melhorar a comunicação escrita, a dica de hoje é sobre crase A crase é um fenômeno que ocorre quando juntamos a preposição “a” com o artigo “a”. Por exemplo: A aluna...