Muitas vezes, quando os alunos pensam em estudar Língua Portuguesa, priorizam o conteúdo relacionado à sintaxe — orações subordinadas e coordenadas —, por exemplo, e deixam de lado uma parte fundamental que é a fonética.

Nesse campo de conhecimento linguístico, estão incluídos os fonemas — que são as menores unidades sonoras da fala —, com seus encontros vocálicos e consonantais, as sílabas e sua tonicidade.

Para que nenhum ponto seja deixado para trás, preparamos este post com uma das formas de classificação das palavras quanto ao número de sílabas: os monossílabos. Continue a leitura e, depois que revisar a matéria, faça os exercícios!

O que são monossílabos?

Cada impulso da nossa voz ao falarmos é uma sílaba, e a palavra pronunciada em apenas uma sílaba é classificada como monossílaba. É só se lembrar do prefixo grego mon(o)- — que significa único, isolado —, presente em tantas outras palavras do Português: monóxido, monólogo, monogamia e monocromático, por exemplo.

sílaba significa uma vogal ou um grupo de fonemas que, sozinho ou juntamente a outros, forma as palavras. Veja alguns exemplos:

  • rei;
  • pé;
  • trem;
  • quem;
  • lá;
  • de;
  • em;
  • o;
  • a.

É útil saber se algumas palavras são monossílabas ou dissílabas na hora de fazer a divisão silábica. Por exemplo, pneu. O “eu” é um ditongo (vogal + semivogal), por isso não se separa, formando um monossílabo. Já ideia é trissílaba (sim, desse tamaninho!), separada em i-dei-a.

Se forem pronunciados de maneira forte, os monossílabos serão classificados como tônicos, mas se forem pronunciados de maneira fraca, serão classificados como átonos. Veja mais sobre essa distinção entre monossílabos tônicos e átonos a seguir.

Monossílabos átonos

Os monossílabos átonos são dependentes fonética e semanticamente. Isso significa que esses monossílabos pertencem, geralmente, a classes de palavras relacionais que ligam duas estruturas: preposição e conjunção, além dos pronomes pessoais oblíquos e artigos.

  • Preposições: a, de, em, por, com, sob etc.
  • Conjunções: mas, e, nem, que etc.
  • Pronomes pessoais oblíquos: me, mim, te, se, lhe, nos etc.
  • Artigos: o, a, os, as, um, uns.

grupo de estudos monossílabo

Monossílabos tônicos

Os monossílabos tônicos têm independência fonética e semântica, ou seja, eles guardam um significado próprio. São pronunciados de forma forte na frase. Veja.

  • “Pra quem tem fé, a vida nunca tem fim” (Anjos, O Rappa);
  • “Ei, dor, eu não te escuto mais” (O sol, Jota Quest);
  • “Se dou a mão, quer logo o ” (Sai da minha aba, Alexandre Pires).

Os monossílabos tônicos terminados em a, e, o e em ditongos abertos são acentuados. Observe as palavras destacadas nas frases a seguir.

  • “Me pede beijo, desejo. Não vou beijar, pode sonhar! Sou uma menina ” (Menina má, Anitta);
  • “Me motivo pra ir embora, estou vendo a hora de te perder.” (Motivo, Tim Maia);
  • “Sou de estrelas e . Do ser ao , é só carbono” (A causa e o pó, Lenine);
  • Amor que dói, que cala a voz, não é amor” (Amor que dói, Simone e Simaria).

Classificação quanto ao número de sílabas

Podemos classificar uma palavra a partir do seu número de sílabas. A sílaba, conforme mencionamos no início do post, pode ser definida como cada impulso da voz ao pronunciarmos uma palavra.

Veja como é possível pronunciar separadamente:

  • ma-lu-co;
  • ca-ram-ba;
  • pes-co-ço.

É importante saber também que toda sílaba deve conter apenas uma vogal (que pode vir acompanhada de semivogal). Não há, portanto, sílaba composta só por consoantes. Vimos anteriormente, também, que a palavra que apresenta apenas uma sílaba será monossílaba.

Dissílabas e trissílabas são as palavras que têm duas e três sílabas, respectivamente. Polissílaba é a palavra que tem mais de três sílabas. Lembra-se do prefixo mono-? O poli-significa muitos: polímero, polinômio, poligamia e por aí vai.

  • Café, lápis, copo, xará — dissílabas.
  • Estojo, Camila, colégio — trissílabas.
  • Computador, desespero, substantivo — polissílabas.

Esperamos que você tenha compreendido esses conceitos e que os exemplos ajudem na memorização do conteúdo. Confira agora algumas atividades sobre monossílabos tônicos e átonos.

1. (CEGALLA – adaptado) Identifique os monossílabos átonos e os tônicos:

Por certo que foi esse céu luminoso

o brilho primeiro do “— Faça-se a luz!” (Rosamaria Castelo Branco)

2. (CEGALLA – adaptado) Em cada par de frases, identifique o homógrafo tônico e o átono.

a) O rio para no mar.

O rio corre para o mar.

b) Pelo sim, pelo não, vou sair de guarda-chuva.

O pelo do gato é macio.

c) Errei por distração.

Começou a pôr defeitos em mim.

3. (CARVALHO et al) Leia as frases:

a) um pedaço de bolo a seu irmão.

b) A gíria é efêmera e, por isso, logo será substituída por outra.

c) Nós nos apaixonamos à primeira vista.

Além da diferença fonética, há outra diferença entre os monossílabos destacados nas alternativas acima?

Embora esse não seja o tipo de conteúdo cobrado diretamente na prova de Linguagens do Enem, ele é importante para quem quer dominar a norma culta da Língua.

Conhecer a classificação das palavras em relação ao número de sílabas (monossílabos, dissílabos etc.) ajuda na hora de fazer translineação (separar as palavras em sílabas para mudar de linha na redação) e para pronunciar (ortoépia) e acentuar graficamente os vocábulos.

Agora que você estudou sobre os monossílabos, continue aprofundando seus conhecimentos em gramática e domine a norma culta! Temos videoaulas da matéria e um plano de estudos sensacional!

Respostas: 1. por, que, o, do, se e a são átonos, e foi, céu e luz são tônicos; 2. a) T/A; b) A/T; c) A/T; 3. Há diferença de sentido entre os dois grupos, são palavras de classes gramaticais diferentes: é (verbo ser) e e (conjunção), (verbo dar) e de (preposição), nós (pronome pessoal reto) e nos (pronome reflexivo).

Banner Stoodi Med
Você pode gostar também

Crase: dicas para escrever corretamente

A língua portuguesa já é complexa, com a mudança da norma ortográfica ficou ainda mais fácil se confundir. Para melhorar a comunicação escrita, a dica de hoje é sobre crase A crase é um fenômeno que ocorre quando juntamos a preposição “a” com o artigo “a”. Por exemplo: A aluna...